Companhia aérea é condenada por uso de detector de mentiras em processo seletivo

O trabalhador expôs ter sido questionado sobre roubos, adesão a grupos de esquerda, sexualidade e religião, sendo equiparado a um “terrorista” shutterstock Companhia aérea é condenada em R$ 25 mil após submeter funcionário a um detector de mentiras A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho ( TST ) condenou …

Leia mais