Porto Digital e MPPE buscam novas startups

Ministério Público dispõe de R$ 1 milhão para investir nos projetos. Inscrições para o 2º ciclo de inovação estão abertas

Segundo o Porto Digital, contrato faz parte do OIL, que identifica soluções para grandes empresas

O Porto Digital e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) lançaram nesta quinta-feira (8) chamada do segundo ciclo de inovação aberta para recrutar startups. O Ministério Público pode investir, no total, até R$ 1 milhão nas propostas aprovadas. Entre as áreas de atuação que podem ter alguma contribuição das startups estão infância, educação, patrimônio público, extrajudicial criminal e inteligência investigativa. 

O objetivo é estruturar e apoiar o Laboratório de Inovação Tecnológica e de Negócios do Ministério Público de Pernambuco (MPLabs), fomentando e desenvolvendo ainda o ecossistema de inovação do parque tecnológico. 

A chamada para o segundo ciclo de inovação já está disponível no site do Porto Digital no endereço www.bit.ly/Chamada2_MPPEeOIL e as inscrições estão abertas e disponíveis no www.bit.ly/Inscricao_ChallengeDay. Os interessados têm até 27 de agosto para realizar a inscrição no programa. 

O ciclo de inovação faz parte do Open Innovation Lab (OIL), um programa do Porto Digital que identifica necessidades de soluções tecnológicas em grandes empresas. O ciclo tem três fases iniciais, que são desafios, prototipagem e desenvolvimento de Mínimo Produto Viável (MVP), quando o produto precisa estar implementado e pronto para ir ao mercado, em um período de até cinco meses. 

Segundo o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena, esse é um dos produtos mais relevantes que se tem no ecossistema e ressalta que esse é o primeiro contrato de inovação aberta do Brasil. “Ele possibilita aos governos inovar fora do seu ambiente, dentro dos seus problemas. Permite ao Porto novos mercados aos quais não tinha acesso, formando startups por problemas específicos que o contratante traz, e é relevante”, disse. 

De acordo com o coordenador executivo do MPLabs, Roberto Arteiro, com a realização do segundo ciclo, o MP espera propostas que solucionem as suas demandas. “Estamos buscando parceiros para solucionar problemas que o Ministério Público vai apresentar. Precisa ter um bom capital intelectual para desenvolver, precisamos de pessoas para entrar na parceria”, destacou. 

Entre as novidades para o segundo ciclo está a participação do ‘inovabra habitat’, espaço de inovação do Bradesco em São Paulo. A expansão permite que startups e empresas dos dois polos de tecnologia (Porto Digital e inovabra) façam conexões para propor soluções construídas em conjunto para o MPPE e formatar novos negócios. “Praticamente dobra o tamanho de startups do Porto. É o primeiro contrato amplo que a gente faz. A abertura do mercado de São Paulo é fundamental. Ele amplia o escopo do Porto Digital”, afirmou Lucena. 

No primeiro ciclo, 12 projetos foram desenvolvidos. Do total, quatro viraram Produtos Mínimos Viáveis (MVPs) e um deles já está sendo utilizado no MPPE.


Pernambuco ganha rede de supermercados

Rede Pernambuco de Supermercados é formada por 168 lojas e visa concorrer com grandes redes de atacarejo. O grupo espera ter um faturamento médio anual de R$ 1,8 bilhão, contando com 76 mil m² de área de vendas, 7,5 mil colaboradores

Rede irá competir com grandes empresas que atuam no Estado

Com a proposta de criar condições para concorrer de igual para igual com as grandes redes de atacarejo presentes no Estado, foi lançada ontem a Rede Pernambuco de Supermercados. Formada por 168 lojas, presentes em 42 municípios pernambucanos, o novo formato de negócio tem uma previsão de faturamento médio anual em torno de R$1,8 bilhão.

Segundo o presidente da Rede Pernambuco de Supermercados, Flávio Borba, a ideia é simples – comprar em conjunto, gerando volume, para conseguir os melhores preços, beneficiando, assim, o cliente final. “Estávamos sendo engolidos pelas grandes empresas do setor que atuam simultaneamente no atacado e no varejo. A criação da rede de Pernambuco vai nos permitir além de entregar preços mais vantajosos para o cliente, a possibilidade de ter um sistema único e mais robusto nas lojas associadas, assim como um treinamento unificado e qualidade para os funcionários”, revela o empresário, que responde pelo supermercado Goianense, em Goiana. 

De acordo com ele, a garantia do sucesso da rede vem da solidez de mercado das lojas associadas, uma vez que apenas as com mais de 20 anos de mercado integram a rede pernambucana. No total, a Rede Pernambuco abriga um total de 76 mil m² de área de vendas, 7,5 mil colaboradores e 850 checkouts. ” 80% dos associados estão presentes na capital pernambucana e o restante, em uma área de abrangência de um raio de até 150 km do Recife”, revela Borba. 

No primeiro momento de implementação, a rede vai funcionar como uma central de negócios responsável pelas compras, com a logística de entrega das mercadorias realizadas ainda de forma individual. A meta, no entanto, é criar até meados de 2020 um único centro de distribuição.

A chegada de uma rede desse porte não é benéfica apenas para os participantes e clientes, mas também para quem fornece os produtos para abastecer o estoque das lojas conveniadas. “Nossa expectativa é de crescer o nosso faturamento em torno de 50%”, revela a administradora da JR Distribuição, que fornece o insumo para produção dos artigos de panificação dos supermercados. 


Com nota 4,36 o Aeroporto Internacional do Recife bate meta

Aeroporto do Recife – Créditos: Divulgação Infraero

O Aeroporto Internacional do Recife segue como um dos principais terminais do País.

Segundo a Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário, realizada no segundo trimestre deste ano, pela Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, a nota do aeroporto foi 4,36, número acima da meta de desempenho do Governo Federal. 

Recife foi avaliado em 38 indicadores e em 27 deles a nota ficou entre 4 e 5. 

“O Aeroporto do Recife tem sido reconhecido por suas boas práticas e quem afirma isso é o passageiro”, afirma a superintendente Elenilda Cunha. 


Lírica Design Trovador é novo estúdio criativo de estampas da cidade

Sob o comando de Mariana e Ana Clara Melo, empresa oferece serviços personalizados e exclusivos 

Os mercados de arquitetura, design de interiores, moda e eventos de Pernambuco ganham reforço artístico e autoral com a chegada de um novo estúdio criativo de estampas de superfícies no Recife. Neste mês de agosto, a Lírica Design Trovador ingressa no segmento com o propósito de suprir lacunas artísticas de estamparias, oferecendo possibilidades exclusivas, personalizadas e afetivas.

Sob o comando da administradora Ana Clara Melo e da designer Mariana Melo, mãe e filha, respectivamente, a marca funcionará principalmente por meio de plataformas digitais, e chega ao mercado oferecendo a criação de estampas para diversos tipos de superfícies: papeis, tecidos, objetos decorativos e utilitários. O propósito é agregar aos ambientes e às peças significados e elementos únicos e intimistas. Como diferencial inovador, a Lírica utiliza o contato direto com o cliente para a elaboração de estampas que contem histórias a partir de cada pessoa e da arte, como os trovadores e suas cantigas. A intenção é que, a cada nova estampa, sejam aplicados novos traços de histórias e sentimentos.

Apesar de também oferecer serviços para fora do estado, principalmente pela intervenção dos espaços online, a marca chega para inovar e ocupar uma lacuna no mercado local. “Atualmente, a maioria dos pernambucanos que realizam esse tipo de trabalho que vamos oferecer está fora do estado. Assim, a Lírica busca fortalecer este segmento em Pernambuco, sem que as pessoas precisem recorrer ao mercado do eixo Sul-Sudeste para contratar este serviço. Isso torna a relação designer-cliente mais próxima, melhorando o atendimento e a entrega do produto final”, afirma Mariana Melo, designer à frente da marca. 

CASACOR – A designer Mariana Melo já vem testando a atividade da Lírica há algum tempo. Nos anos de 2017 e 2018, esteve entre os fornecedores da Casacor, a maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas. No ano passado, seguindo o tema “Casa Viva”, Mariana foi convidada pelo grupo Arquitetura Assim para ajudar a compor um dos quartos do casarão, na avenida 17 de agosto, onde foi realizado o evento. A mesma casa pertenceu a Rosália Santos, avó da designer, e, por isso, muito da inspiração para a estampa criada para a cortina do quarto veio da própria infância de Mariana, levando ao ambiente elementos exclusivos, personalizados e intimistas. Recentemente, a estampa foi utilizada pela Arquitetura Assim na composição de um quarto de bebê. Já em 2017, a designer foi responsável pela criação da estampa de um sofá da cozinha gourmet da arquiteta Ana Cristina Cunha, que tinha como tema do ambiente “Açúcar”.

Lançamento – A marca começa a funcionar a partir do dia 22 de agosto, após lançamento em almoço com stakeholders, no restaurante Nez Bistrô, em Casa Forte.


Evento discute empreendedorismo e marketing digital no Centro de Convenções de Pernambuco

Zerto to Hero Experience vai acontecer nos próximos dias 16 e 17 com palestras e workshops para mais de duas mil pessoas. Entre os convidados, Martha Gabriel, Fábrio prado, Bruno Nardon, Ana Tex e Caio Carneiro

Resultado de imagem para Zero to Hero Experience

Vinte e quatro horas de programação em dois dias, mais de 30 atividades e de convidados e aproximadamente duas mil pessoas ocupando uma área de sete mil metros quadrados do Centro de Convenções de Pernambuco para viver o Zero to Hero Experience. É a primeira edição do maior evento de marketing digital e empreendedorismo da região e vai acontecer nos dias 16 e 17 de agosto.

Os dados ilustram a grandiosidade, mas a dimensão do evento é percebida pelo corpo de palestrantes: Bruno Nardon (Rappi Brasil), Luís Justo (Rock in Rio), Martha Gabriel, Fábio Prado Lima (AdResults), Caio Carneiro (Seja Foda!), Ana Tex (Marketex), Giulliano Puga (Labellemafia), Érico Borgo (Omelete/CCXP), Rafael Kiso (Fundador da Mlabs), Kaká Diniz (Nonstop Produções), entre outros nomes nacionais e locais, como o produtor Victor Carvalheira, e Naiara Cândido (Contém Glitter), além de influencers consolidados como Bode Gaiato e Brega Bregoso.

A curadoria, assinada pelo idealizador e organizador do ZtH, Robson Galvão, vai reunir empreendedores, influencers, produtores, criadores, comunicadores, entre outros profissionais. “São histórias de pessoas obtiveram, partindo do zero, êxito em suas vidas e são referências em um mundo cada vez mais digital e de transformação de relacionamentos e carreiras”, conta. Os convidados vêm falar de suas experiências, cases, análises de mercado e leitura de próximos cenários de futuros.

Durante os dos dias de programação, sempre das 8h às 20h, haverá atividades continuamente e simultaneamente. São palestras, mesas de conversas, workshops e, acima de tudo, experiências com os cinco sentidos humanos. Entre os temas das apresentações, estão “A gestão 4.0 por trás das empresas inovadoras”, “Marketing de experiência: o sucesso por trás de grandes marcas”, “Tudo o que você precisa saber sobre anúncios no Facebook e Instagram para seu conteúdo”, “Storytelling: a arte de influenciar pessoas”, “Unboud Marketing: como criar uma nova estratégia digital de sucesso”, “Os influenciadores do amanhã” e “Rock in Rio Business model: o  case de sucesso de quem empreende sonhos”.

Além das palestras, os participantes podem participar de ações formativas, como os workshops de “Como o marketing de influência pode mudar a sua vida”, “Dicas e ferramentas de edição de stories e fotos para seu negócio”, “Construção e gestão de marca: como ressignificar produtos e vender experiência”, entre outros“Como nosso objetivo maior é entregar algo que mude e determine a vida das pessoas, é uma premissa dos palestrantes e parceiros envolver o público em vivências, transformando em memória positiva os momentos lá”, afirma.

Programação – Zero to Hero Experience (https://www.zerotoheroexperience.com.br/)

Sexta-feira – 16/08

“A gestão 4.0 por trás das empresas inovadoras” – Bruno Nardon (Rappi Brasil)

“Do Zero a Heroi” – Carlinhos Maia

“Os segredos do Instagram” – Gessica Kayane

“Marketing de experiência: o sucesso por trás de grandes marcas” – Robson Galvão e Victor Carvalheira

“Tudo o que você precisa saber sobre anúncios no Facebook e Instagram para seu conteúdo” – Fábrio Prado (AdResults)“Seja Foda” – Caio Carneiro

“Como criar um funil de vendas no Instagram e Whatsapp para vender seu conhecimento” – Ana Tex (Marketex)

“Aprenda a tirar fotos profissionais usando apenas o celular – Marcos Ferreira (Okbox)

“Como criar conteúdos que conectam e geram valor para sua marca” – Ramon Campos (É Social Media, mas)

Construção e gestão de marca: como ressignificar produtos e vender experiência” – Naiara Cândido (Contém Glitter)

“Construindo liberdade financeira” – Saulo Godoy

“Startup como um novo mercado para o profissional de saúde” – Phillippe Magno

Sábado – 17/08

“7 hacks para construir uma marca de sucesso” – Giulliano Puga (Labellamafia)

“Criando experiências épicas” – Érico Borgo (Omelete/CCXP)

Unboud Marketing: como criar uma nova estratégia digital de sucesso” – Rafael Kiso(Mlabs)

“Os influenciadores do amanhã” – Kaká Diniz (Nonstop Produções)

“Como faturar de 60 mil a 140 mil sendo influenciador digital de um tema específico” – Ana Tex (Marketex)

“Storytelling: a arte de influenciar pessoas” – Martha Gabriel

“O seu celular é um estúdio no seu bolso” – Camilo Coutinho (Double Play)

“Rock in Rio Business model: o case de sucesso de quem empreende sonhos” – Luís Justo (Rock in Rio)

Dicas e ferramentas de edição de stories e fotos para seu negócio” – Lela

“Transforme sua empresa em um ímã de clientes” – Igor Moraes

“10 dicas práticas para aumentar as suas vendas no Instagram” – Erickson Monteiro (Puglicitários)

“Como o marketing de influência pode mudar a sua vida” – Jade Seba

“O poder da ação – poder e alta performance” – Deonale Paz (Febracis PE)

“Influenciadores: o que realmente funciona para a sua empresa? Estratégias e ações práticas sem mimimi” – Dèbora Dias (Agência Influence)

“Programe sua vida | Estratégias práticas de inteligência emocional e poder interior” – Felipe Romariz


LBV celebra 43 anos de atuação em Pernambuco

Diariamente, são atendidas pela instituição cerca de 500 famílias em vulnerabilidade social

LBV prestou mais de 13,5 milhões de atendimentos e benefícios em 2018

A Legião da Boa Vontade (LBV) celebra 43 anos de atuação em Pernambuco com uma festividade na sede da instituição, localizada na rua dos Coelhos, nº 219, no bairro dos Coelhos, área central do Recife. A programação começará às 10h desta sexta-feira (9). 

A comemoração do aniversário terá apresentações artísticas e culturais dos assistidos, além da participação de voluntários e colaboradores.

Diariamente, são atendidas cerca de 500 famílias em vulnerabilidade social, vindos de comunidades como Coelhos, Coques, Joana Bezerra, Cabanga, São José, Boa Vista, Santo Antônio e Santo Amaro. 

Educação e assistência social são as marcas da LBV, que há decadas se dedica a transformar vida em todo o País. Dezenas de ações são empreendidas pela instituição, como as campanhas emergenciais com cestas de alimentos e kits pedagógicos.

No ano passado, a Legião prestou mais de 13 milhões em atendimentos e benefícios à sociedade.

Informações sobre o trabalho da LBV podem ser obtidas pelo telefone (81) 3413-8601 ou pelo site www.lbv.org.


Circuito de exposições na Fundaj

“Exposição Assucar”, “Viagem de Spix e Martius pelo Brasil”, “40 anos Educando” e “40 Anos 40 Peças” fazem parte do roteiro no campus Casa Forte. (Foto: Thaísa Gabriela)

Exposições que exploram cultura e momentos diferentes da história brasileira são oferecidas no campus da Fundação Joaquim Nabuco em Casa Forte. Ao todo, o visitante pode visitar quatro mostras distintas: Assucar, “Viagem de Spix e Martius pelo Brasil”, 40 anos Educando e 40 Anos 40 Peças. Os espaços funcionam de terça a sexta, das 8h30 às 17h, e nos sábados, domingos e feriados, de 13h às 17h. Apenas a exposição 40 Anos 40 Peças é paga.

“A Fundaj é uma Casa de educação, cultura e pesquisa. No momento em que a instituição disponibiliza quatro mostras ao público, está cumprindo seu papel, que é de criar conhecimento e ampliar o acesso a todos”, ressalta o presidente da Fundaj, Antônio Campos. O homem do Nordeste foi formado pelo açúcar e, desde o cafezinho com bolo no fim da tarde, até um majestoso bolo de casamento, existe uma função social na iguaria. A exposição Assucar retrata um pouco dessa cultura. Inaugurada no dia 15 de março para homenagear os 80 anos do livro homônimo de Gilberto Freyre, a mostra também é parte da comemoração dos 70 anos da Fundação Joaquim Nabuco e 40 anos do Museu do Homem do Nordeste. O espaço reúne peças do Museu do Homem do Nordeste que materializam a cultura açucareira do século passado. Pinças de açúcar, açucareiros, jogos de louça e toalhas de mesa são representações da extensão desse ingrediente social. Mas, a grande estrela é a primeira edição do livro Assucar, que compõe a mesa de exposição. O açucarado universo do livro de Gilberto é recriado e comemorado de forma afetiva na sala Mauro Mota, na Fundaj/Casa Forte.

Exposição Viagem de Spix e Martius pelo Brasil

Uma parceria firmada entre a Fundação Joaquim Nabuco e o Consulado Geral da Alemanha em Recife proporciona ao público recifense o conhecimento da exposição “Viagem de Spix e Martius pelo Brasil”, do Instituto Martius-Staden. A mostra apresenta a viagem dos naturalistas bávaros Johann Baptist von Spix e Carl Friedrich von Martius, realizada entre 1817 e 1820. Em suas expedições, eles percorreram mais de dez mil quilômetros em terras brasileiras, incluindo uma passagem por Salvador, onde escreveram sobre os inúmeros engenhos do recôncavo baiano e também sobre a Festa do Senhor do Bonfim. A mostra está exposta na Galeria Massangana, no campus Casa Forte da Fundaj e fica em cartaz até 19 de agosto. De acordo com a Cônsul Geral da Alemanha para o Nordeste, Maria Könning-de Siqueira Regueira, “a exposição ‘Viagem de Spix e Martius pelo Brasil’ é uma ótima oportunidade para entendermos a relevância dos importantes dados coletados pelos naturalistas alemães sobre o Brasil do Século XIX. Especialmente em 2019, ano de comemoração dos 250 anos do nascimento do grande naturalista alemão, Alexander von Humboldt, que por razões políticas não pode nunca pesquisar in loco a grande biodiversidade brasileira”.

40 Anos Educando

A exposição “40 anos Educando” homenageia Silvia Brasileiro, que integrou a equipe do Educativo do Museu do Homem do Nordeste de 1987 a 2015. “Ela acreditava que era brincando que se aprendia. Normalmente, crianças não podem mexer em nada nem falar alto em museus. No Muhne, elas cantam, dançam, brincam e se divertem”, explica a antropóloga do Muhne, Ciema Mello. Localizada na sala Waldemar Valente, no campus da Fundaj, em Casa Forte, a exposição tem o objetivo de mostrar, por meio de brinquedos, bonecos, caminhões, carrinhos de lata, oficinas de máscaras e brinquedos que a identidade é um pedaço escondido dentro de alguém. A ideia é que os pequenos saiam mais nordestinos e mais brasileiros. A mostra tem como protagonista a criança, mas os adultos também são muito bem vindos. Fica exposta por seis meses.

40 Anos 40 Peças

A intervenção museológica “40 Anos 40 Peças” expõe 15 peças da exposição permanente do Museu do Homem do Nordeste somadas a outras 25 da reserva técnica para contar toda história do Muhne. “A exposição oferece às pessoas a oportunidade de conhecerem mais profundamente o museu e entender sua trajetória que engloba também o Museu do Açúcar, o Museu de Antropologia e o Museu de Arte Popular,” conta o coordenador do setor de Museologia do espaço, Albino Oliveira. As 40 peças foram identificadas e escolhidas em acordo com a equipe do Museu, considerando seus significados para cada época da instituição. A mostra vai virar uma publicação impressa, reunindo as 40 pessoas para escreverem textos sobre as 40 peças escolhidas.

Serviço:

Exposição Assucar

Local: Sala Mauro Mota, na Fundaj/Casa Forte

Visitação: sem previsão de término

Horário: terça a sexta, de 8h30 às 17h, e sábados, domingos e feriados, de 13h às 17h

Gratuita

Serviço:

Exposição Viagem de Spix e Martius pelo Brasil

Local: Galeria Massangana, na Fundaj/Casa Forte

Visitação: vai até o dia 18 de agosto

Horário: terça a sexta, de 8h30 às 17h,
e sábados, domingos e feriados, de 13h às 17h

Gratuita

Serviço:

Exposição 40 Anos Educando

Local: Sala Waldemar Valente, na Fundaj/Casa Forte

Visitação: vai até Março de 2020

Horário: terça a sexta, de 8h30 às 17h, e sábados, domingos e feriados, de 13h às 17h

Gratuita

Serviço:

Exposição 40 Anos 40 Peças

Local: Museu do Homem do Nordeste

Visitação: sem previsão de término

Horário: terça a sexta, de 8h30 às 17h, e sábados, domingos e feriados, de 13h às 17h

Valor: A
entrada é R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia).


Com inovação, MD incrementa desempenho

A construtora foi a mais lembrada pelo público na edição 2019 no Prêmio JC Recall de Marcas

Mirante do Cais é um dos projetos que concentra todas as atenções da MD. / Divulgação
Mirante do Cais é um dos projetos que concentra todas as atenções da MD.
Divulgação-JC Online

Os 35 anos de atuação ininterrupta transformaram a Moura Dubeux Engenharia numa das mais prestigiadas e reconhecidas empresas do mercado imobiliário pernambucano, com presença forte nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte – para onde começou a expandir na década passada. Com o benefício extra de um cenário que, a partir deste ano, aponta ser o mais favorável para o setor, a construtora e incorporadora vem investindo cada vez mais em inovação para melhorar processos gerenciais, otimizar a produção, incrementar o desempenho de vendas e conceber iniciativas diferenciadas, entre outras possibilidades.

“A Moura Dubeux se preocupa com estratégias de inovação não só em produtos, mas também para oferecer aqueles que atendam a uma nova demanda direcionada ao que o público quer, como a preocupação com preceitos atuais de sustentabilidade. Não é algo tão fácil e rápido porque o mercado de construção civil é naturalmente tradicional e de ciclo longo e, às vezes, a inovação em um produto só será usada de três a quatro anos depois”, comentou a gerente de Marketing e Vendas da empresa, Eduarda Dubeux.

Segundo Eduarda, a companhia sempre se preocupou em aperfeiçoar técnicas e metodologias, contemplando desde estratégias para concepção e lançamento de novidades até nos campos financeiro, comercial, gerencial e de marketing. “A inovação faz parte da cultura da Moura Dubeux. Como sempre foi arrojada, de vanguarda e buscou novos desafios, ela pode oferecer as melhores e mais inovadoras soluções imobiliárias para o cliente. Obviamente, quanto maior o porte da empresa, mais foco e engajamento exige dos colaboradores porque eles farão a entrega. Tudo deve ter o envolvimento de todas as áreas para que aquilo seja efetivo e de fato absorvido na cultura da empresa e nas ações das pessoas que fazem parte dela”, acrescentou.

Reconhecendo que mesmo iniciativas de menor aporte de recursos financeiros podem gerar impactos consistentes e positivos, a gerente destacou a criação da plataforma de comércio virtual como medida de baixo custo e risco que trouxe um retorno considerável. “Temos uma participação de vendas muito forte pelo canal digital, com equipe própria de atendimento e investimentos em marketing. A prática começou a ser estruturada em 2015 e está bem consolidada”, ressaltou.

Ainda dentro desse viés, a construtora mais lembrada pelo público na edição 2019 no Prêmio JC Recall de Marcas segue de olho no futuro. Depois de uma sessão personalizada do Match Day do Softex Recife, que conecta empresas do polo de Tecnologia da Informação e Comunicação pernambucano com o mercado consumidor, a companhia estuda nova parceria. “Estamos estruturando um processo com a MuchMore, de Teco Sodré”, antecipou Eduarda Dubeux. Como parte dos serviços da consultoria está a ajuda a corporações maduras no digital a encontrar oportunidades de negócio que impulsionem a receita e até deem origem a novas áreas de atuação.

JC Online


RESSOCIALIZAÇÃO: Detentos fazem capinação e limpeza no Hospital Ulisses Pernambucano

Resultado de imagem para Detentos fazem capinação e limpeza no Hospital Ulisses Pernambucano
Os detentos com tornozeleiras eletrônicas, limpam e capinam a área externa da unidade de saúde. Crédito Márcia Galindo/Seres

Oito reeducandos do regime semiaberto harmonizado da Penitenciária Agroindustrial São João (PAISJ), em Itamaracá, realizam até o sábado (10) um trabalho de limpeza e capinação no Hospital Psiquiátrico Ulysses Pernambucano, na avenida Rosa e Silva, na Tamarineira. Nesse período, os detentos, com tornozeleiras eletrônicas, limpam e capinam a área externa da unidade de saúde.

“Além de estarmos oportunizando o trabalho para eles, estamos mostrando a importância da solidariedade, que não é somente o ter, mas o ser”, destacou a superintendente de Capacitação e Ressocialização/Seres, Valéria Fernandes. O detento Ivanildo Tranquilino de Oliveira, 28 anos, aprova a ideia de trabalhar.

“É uma oportunidade para a gente voltar à sociedade e ter uma expectativa melhor para nós e nossos filhos”. Os apenados do semiaberto harmonizado, conforme o perímetro de área de circulação definido, trabalham e retornam para suas residências. Pelo trabalho, recebem 75% do salário mínimo e 25% vai para o pecúlio, conforme a Lei de Execução Penal. 

Fotos: Márcia Galindo/Seres


Empresas privadas de Pernambuco economizam R$ 1,5 milhão com a contratação de ex-detentos

Resultado de imagem para contratação de ex-detentos

Contribuir para a redução reincidência criminal e conceder oportunidades de trabalho. Em um ano, as empresas de privadas de Pernmbuco que empregam egressos do sistema prisional (que cumprem pena no regime aberto ou livramento condicional), economizam pouco mais de R$ 1,5 milhão na folha de pagamento. Isso ocorre porque, ao oferecer trabalho aos ex-detentos, o empregador fica isento de pagar impostos trabalhistas, de acordo com um levantamento feito pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH). 

A pesquisa levou em conta itens como aviso prévio, 13° salário, férias, FGTS e multa por rescisão de contrato. Os dados foram extraídos com base na remuneração de um salário mínimo (R$ 998) e no número de 167 reeducandos trabalhando em 11 empresas privadas. Outros 873 atuam em órgãos públicos, totalizando 1.040 trabalhadores. Entre as atividades mais comuns estão: produção têxtil, fabricação de esquadrias e a montagem de bicicletas. Juntos, os empreendimentos pouparam cerca de R$ 1.508.000 em um ano.

A iniciativa de empregar os egressos tem o intuito de romper um ciclo de violência, muitas vezes estabelecido pela falta de ocupação para os apenados. As vagas destinadas aos cumpridores não retiram as oportunidades dos empregados celetistas, uma vez que o convênio de empregabilidade estabelece que o limite máximo do número de apenados seja de até 10% do total de empregados.

O índice de reincidência para egressos que trabalham não chega a 1,5%. “O trabalho e a educação são os principais pilares no processo de ressocialização. Muitos são os atores beneficiados com a contratação de detentos e ex-detentos. As empresas que têm uma redução expressiva no custo, os reeducandos e suas famílias que têm suas vidas transformadas, e a sociedade como um todo, visto que evitamos a volta dessas pessoas para a criminalidade” detalha o secretário Pedro Eurico.

Na empresa Indapol, em Olinda, um grupo de 24 reeducandas trabalha na produção e acabamento de embalagens para doces. Os artigos também são comercializados em outros estados do Nordeste.  “Para além da economia, nossa empresa abre as portas por uma questão humanitária. O resgate da dignidade, dessas mulheres depende de um espaço no mercado de trabalho. Elas imprimem um toque de carinho e muita sensibilidade em nossos produtos”, destaca o diretor da Indapol, Wagner Barros.


Estado busca fornecedor para o Aché

Potencial de mercado do laboratório farmacêutico, que está implantando fábrica em Suape, foi apresentado em São Paulo para atrair mais empresas do setor

Canteiro de obras do Aché em Suape

A fim de atrair empresas de logística e fornecimento de materiais para atender às demandas do Aché Laboratórios Farmacêuticos, fábrica que está em implantação em Suape, representantes do Governo de Pernambuco se reuniram com instituições bancárias e empresas do setor durante o encontro de trabalho chamado Match Day, em São Paulo.

Duas empresas já demonstraram interesse e iniciaram as negociações com o Estado. O evento contou com a organização da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).

Com a presença do BNB e do BNDES, representantes da AD Diper e do Porto de Suape apresentaram para 24 empresas as potencialidades do setor farmacêutico em Pernambuco. “Essas empresas fornecem para o Aché, em São Paulo, e queremos levar unidades delas para Pernambuco.

Inclusive, duas já estão em negociação, uma de embalagens e a outra de fornecimento e manutenção de equipamentos e máquinas”, destacou o presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, ao complementar que a segunda empresa interessada, além de apoiar o Aché, poderá fornecer também para outras empresas farmacêuticas no futuro. “Estamos finalizando negócios com uma farmacêutica entre os próximos 30 a 60 dias”.

Durante o evento, Roberto Abreu e Lima destacou os diferenciais competitivos do Estado. “Apresentamos a economia de Pernambuco, os benefícios fiscais para empresas, o investimento que estamos fazendo em infraestrutura, a produtividade da mão de obra, entre outros pontos”, disse Abreu.

A nova planta do Aché está sendo construída no Complexo Industrial e Portuário de Suape, no Litoral Sul de Pernambuco. A primeira fase da fábrica, com área destinada para embalagem de medicamentos e um centro de distribuição, está prevista para ser entregue em outubro deste ano – quando começarão os testes com a produção do primeiro lote de embalagens de comprimidos e cápsulas. O grupo está aplicando R$ 660 milhões na construção da fábrica de medicamentos e do centro de distribuição, gerando 500 empregos diretos e 2,5 mil indiretos.

Folha de Pernambuco


Neto do ditador brasileiro General Figueiredo é preso em Miami por envolvimento em esquema de propinas

O empresário era considerado foragido desde que a operação foi deflagrada, em janeiro

Paulo Figueiredo Filho em encontro com Donald Trump, presidente dos EUA

Autoridades americanas prenderam em Miami, na última sexta (2), o empresário Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho, neto do general João Baptista Figueiredo, último presidente brasileiro na ditadura militar (1979-1985). Alvo de um mandado de prisão preventiva expedido na Operação Circus Maximus, da Polícia Federal, ele é suspeito de integrar um suposto esquema de pagamento de propinas a dirigentes do BRB, banco controlado pelo governo do Distrito Federal, em troca de recursos para a construção do extinto Trump Hotel, no Rio de Janeiro -hoje batizado de LSH Lifestyle.

O empresário era considerado foragido desde que a operação foi deflagrada, em janeiro. A prisão se deu porque ele foi incluído na lista de procurados da Interpol. A reportagem confirmou a prisão com investigadores.

Paulo Renato se associou em 2013 ao presidente americano, Donald Trump, para explorar o hotel de luxo, na Barra da Tijuca. A Trump Organization -propriedade do mandatário- cedeu sua marca para o empreendimento até 2016, mas se retirou do negócio depois que ele passou a ser investigado.

Segundo documentos da operação, ao menos R$ 16,5 milhões em subornos foram pagos a dirigentes do BRB para que eles liberassem recursos de fundos de pensão de estatais e de órgãos públicos, administrados pelo banco, e da própria instituição financeira para os projetos que davam prejuízo e não passavam por análise técnica adequada, entre eles o do hotel.

Os relatórios da operação sustentam que as propinas eram pagas por meio de entregas em dinheiro vivo. De acordo com esses documentos, uma fornecedora da obra do hotel simulava a prestação de serviços e emitia notas fiscais frias com o objetivo de acobertar a saída de recursos para os pagamentos ilícitos. 

A PF afirma que os sócios do empreendimento, entre eles Paulo Renato, sabiam do esquema e enriqueceram indevidamente com ele. “Os aportes dos investidores se converteram em benefício indevido aos agentes Ricardo Rodrigues, Arthur Soares Filho [conhecido como Rei Arthur] e Paulo Figueiredo Filho”, diz um dos relatórios.

Segundo a investigação, os sócios tinham conhecimento geral sobre o esquema ilícito. “Paulo Renato Figueiredo Filho exerceu a administração do hotel LSH Barra por boa parte do período em que foram pagas notas fiscais falsas necessárias para a geração de dinheiro vivo que seria empregado no pagamento de propinas.”

A reportagem não conseguiu localizar representantes da defesa de Paulo Renato.

Por: Folhapress


Evento gastronômico na Portus Delicatessen

Portus Delicatessen – Créditos: Divulgação

Portus Delicatessen, no Mercado da Torre, promove hoje, das 17h às 21h, o evento Casa Aberta, em parceria com a importadora La Pastina.

Evento vai oferecer degustação de mais de 30 rótulos de vinhos, risotos, massas, azeites, alimentos em conserva, com presença dos produtores.


Malakoff Café apresenta novo mascote e faz campanha para escolha do nome

O cartunista Jarbas Domingos assina a arte do novo mascote da rede Malakoff Café, que possui duas unidades, uma no bairro do Prado e outra no Museu Paço do Frevo, perto da Praça do Arsenal. Inspirado na história do descobrimento do café, ele deu vida à cabrinha que agora acompanha a marca que vai iniciar esquema de franquias. Nas redes sociais, o Malakoff pede para o público sugerir um nome para o mascote e conta de forma lúdica a lenda que envolve a origem do café. 

Confira a tirinha:

A lenda conta a aventura do pastor Kaldi, que foi relatada em manuscritos encontrados nos anos 500 d.C., na região da Abissínia, atualmente conhecida como Etiópia. Massa, né?

Ao buscar parte de seu rebanho, que se debandou para longe, o pastor Kaldi percebeu um comportamento estranho nas cabras, que andavam comendo frutos e folhas de uns arbustos muito comuns na região. Elas agora estavam muito alegrinhas, ágeis e dispostas.

Intrigado com a situação, Kaldi decidiu provar dos frutinhos vermelhos e logo percebeu que o danado do café era o responsável pela disposição das cabrinhas e, assim, nascia a história de uma das bebidas mais consumidas no mundo, o nosso bom e velho Café. A simpática Cabrinha, inspirada na aventura do pastor Kaldi, será nosso novo mascote e fará parte da nossa nova marca, mas precisamos da sua ajuda para escolher um nome pra ela. Qual a sua sugestão?


O treinamento gratuito “Cresça com o Google” chega ao Recife

Foto: Google/Divulgação

O Cresça com o Google, evento que oferece treinamentos gratuitos e ferramentas para capacitação de pessoas e empresas em habilidades digitais, tem Recife como uma de suas paradas. As atividades da iniciativa serão nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Convenções de Pernambuco (Teatro Guararapes). Os interessados podem se inscrever para o evento pelo site do programa.

No dia 13, os pernambucanos terão uma sessão de marketing digital, das 9h às 12h. No período da tarde (14h30 às 17h) o foco será os desenvolvedores e os professores receberão o treinamento das 19h às 22h. No dia seguinte (14), a programação tem início às 9h, com o curso de capacitação para mulheres. Às 14h30, os jornalistas receberão informações sobre como usar as ferramentas do Google no dia-a-dia da redação e, à noite, será ministrada mais uma sessão do treinamento em marketing digital. O curso será realizado das 19h às 22h.

O Cresça com o Google tem como objetivo ajudar profissionais e estudantes a acessarem o melhor conteúdo e ferramentas do Google para aprimorarem suas habilidades, carreiras e negócio, auxiliando o público a se manter atualizado e preparado para o mercado de trabalho ou para buscar por uma colocação profissional. Em 2018, o projeto esteve em seis cidades e capacitou mais de 45 mil pessoas.


Arquitetos de Caruaru se reúnem para revitalizar creche

Lar da Criança Caruaru – Créditos: Divulgação

Projeto que reúne 16 escritórios de arquitetura busca ajudar população carente de Caruaru.

Entrelaça juntou arquitetos e outras instituições para revitalizar a creche Lar da Criança, localizada no bairro do Salgado.

O projeto, inteiramente social e sem fins lucrativos, é uma forma de mostrar que todos podem ter acesso a arquitetura e que ela é capaz de transformar, de forma positiva, a vida de todos. 

Saiba como ajudar através do perfil:


COLABORE COM A CONSULTA PÚBLICA SOBRE AS DEMANDAS DE QUEM CIRCULA PELO BAIRRO DO RECIFE

Conhecido por ser o “segundo bairro dos recifenses”, o Bairro do Recife recebe, nos sete dias da semana, um público diversificado. Para entender melhor as demandas das milhares de pessoas que circulam e vivenciam o bairro, o Porto Digital se uniu à Prefeitura do Recife, ao Governo do Estado e aos consultores do Colab na na formação de um comitê para elaborar um questionário que tem como ênfase três principais usos do espaço público: trabalho, serviços e lazer.

Imagem de Colabore com a consulta pública sobre as demandas de quem circula pelo Bairro do Recife

O objetivo dessa força tarefa é identificar as demandas apontadas pela pesquisa, e a partir do detalhamento desses dados, propor soluções inovadoras para problemas como segurança e mobilidade. Após o levantamento de dados, o comitê trabalhará na análise das informações e deverá apresentar para a população soluções e encaminhamentos para a população durante o festival REC’n’Play, que ocorre entre os dias 02 e 05 de outubro no Bairro do Recife.

Participe da consulta: http://bit.ly/Pesquisa_BairroDoRecife


CONHEÇA E PARTICIPE DO OPEN INNOVATION LAB

CONHEÇA E PARTICIPE DO OPEN INNOVATION LAB

Participar de iniciativas de inovação aberta de grandes companhias e instituições públicas pode se tornar um diferencial na trajetória de uma empresa ou startup. Foi com o pensamento voltado para conectar o ecossistema expandido de inovação e grandes clientes corporativos que o Porto Digital criou o Open Innovation Lab (OIL) – programa de inovação aberta que reúne ações que vão desde a sensibilização de colaboradores a investimento em desenvolvimento de soluções digitais.

Quer saber mais sobre o OIL e como participar das chamadas ou contratar o serviço? Inscreva-se agora mesmo!

Imagem de Conheça e participe do Open Innovation Lab

O Open Innovation Lab tem como meta abrir as portas de grandes empresas e instituições públicas para a promoção de ações de inovação em rede que gerem novos negócios para companhias do parque. Entre os pontos-chave do OIL estão o crescimento de portfólio, aceleração de soluções não disponíveis no mercado e fit com clientes interessados em construir respostas para desafios complexos. Para se ter uma ideia, estão no rol de clientes que já se beneficiaram do programa a Unilever e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

O ciclo de inovação do OIL funciona com três fases principais: Dive, quando são levantados os desafios da corporação; Challenge, momento de experimentação e validação de novas soluções propostas por atores do ecossistema expandido do Porto Digital; e Accelerate, com implementação e evolução de soluções tecnológicas.

Além dos três passos principais, o OIL apoia instituições na realização de eventos de sensibilização e habilitação de lideranças para a era digital, bem como na implementação de processos alternativos e simplificados de experimentação e validação rápida de provas de conceito com um número controlado de participantes, como Hackathons e outras competições.

Autor: Peterson Mayrinck | Imprensa do Porto Digital


Vibrador comandado via app chega ao Brasil

O Vibratissimo Little Want também possui função “chamada de vídeo”

Vibratissimo Little Want – Foto: Divulgação

Chegou ao Brasil um dos mais modernos e tecnológicos vibradores do mundo, para a alegria dos casais. O Vibratissimo Little Want, uma importação exclusiva da Intt Cosméticos, promete satisfazer os desejos dos companheiros, estejam eles no mesmo lugar ou não. Controlado por aplicativo, uma das funções do Vibratissimo Little Want é “chamada de vídeo”.

Aplicativo Vibratissimo Little Want – Foto: Reprodução

Com uma tecnologia de ponta, o acessório permite memorizar as vibrações prediletas, das suaves às mais intensas. Além disso, existe a possibilidade de conversar com o parceiro por meio do sistema de mensagens, tanto em texto quanto em vídeo. Também é possível criar o próprio perfil de usuário, assim como conectar-se com amigos. O diferencial é poder controlar o Vibratissimo Little Want de qualquer lugar do mundo.

Vibratissimo Little Want – Foto: Divulgação

A versão básica gratuita para iOS e Android está em português e oferece muitas possibilidades interessantes e pode ser estendida a inúmeras funções adicionais. O Vibratissimo Little Want pode ser adquirido no site da Exclusiva Sex Shop (www.exclusivasex.com.br) pelo valor de R$ 800,00.


Câmara instala comissão especial para modernizar legislação sobre concessões e PPPs

Novo marco regulatório será discutido em audiências publicas nos próximos dois meses e deve ser votado na comissão em outubro

Resultado de imagem para PPPs

A Câmara dos Deputados instalou nesta terça-feira (6) a comissão especial que vai discutir o novo marco regulatório de concessões públicas, Parcerias Público-Privadas (PPP) e fundos de investimento em infraestrutura. A sessão foi prestigiada pelo presidente da casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que classificou o tema como fundamental para aumentar a participação do setor privado nos investimentos em  novos projetos de infraestrutura.Maia destacou que o país não vai avançar nessa área e talvez em nenhuma outra área de forma relevante nos próximos anos sem a aprovação de uma legislação que dê mais segurança aos investidores privados.

A comissão será presidida pelo deputado João Maia ( RN), que anunciou o prazo de dez sessões, sem contar a de instalação, para a realização de debates e a aprovação do parecer. O relator da matéria será o deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), que destacou a necessidade de modernização da legislação atual sobre concessões e parcerias, que estaria superada por situações como os avanços tecnológicos e as novas formas de parcerias publico privadas que foram se desenhando ao longo do tempo.

Jardim elencou entre os temas a serem debatidos a discussão sobre as condições e os procedimentos para a decretação da caducidade de concessões; as regras relacionadas à atuação dos fundos de investimentos e o uso do regime de autorização de empreendimentos. Existe também um instrumento legislativo, o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que permite a apresentação por agente privado de estudos de viabilidade de PPPs, lembrou o parlamentar.

Com 13 milhões de desempregados e depois de três anos de baixo crescimento econômico o país tem pressa, disse o relator. “Queremos fazer isso o mais rapidamente possível, com um conjunto de audiências públicas”, anunciou Jardim. Um dos convidados para o debate deve ser o secretário de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar.

Pela proposta do relator, o novo marco da legislação de concessões deve ser aprovado em outubro na comissão, para que possa ir em seguida ao plenário da Câmara. A expectativa é de que a proposta seja votada em plenário no mês de novembro.

SUELI MONTENEGRO, DA AGÊNCIA CANALENERGIA, DE BRASÍLIA