Nova sede da Petrobras deve incentivar lançamentos corporativos

Obras ainda não começaram, mas preço do metro quadrado na região triplicou em três anos

Marina Gazzoni, enviada a Santos

O anúncio da construção de um escritório da Petrobras em Santos marcou uma nova fase de lançamentos imobiliários na região. A expectativa do setor é que outras empresas acompanhem a estatal e reforcem sua atuação na cidade. A chegada de novas companhias deve aquecer a demanda por imóveis corporativos na cidade.

A expansão da oferta no segmento corporativo caminha em ritmo menor que o residencial, mas o interesse na região é crescente. “A descoberta do pré-sal está começando a repercutir em um movimento de incorporadores que nos procuram a avaliação de aéreas para lançamentos comerciais”, afirma o diretor-executivo da unidade da Lopes na região, Paulo Pinheiro.
Segundo ele, os investidores buscam empreendimentos assertivos, feitos para empresas que já manifestaram interesse em construir sua sede no local. “Mas a tendência é isso mudar assim que a Petrobras avançar na construção da sede.”

Hoje, há apenas o armazém de exportação da antiga São Paulo Railway abandonado no terreno de 25 mil metros quadrados onde será construída a sede da Petrobras em Santos, no bairro Valongo, no centro histórico da cidade. A estatal investiu R$ 15 milhões na aquisição da área, que receberá um complexo empresarial de três torres. Do outro lado da rua, uma sequência de depósitos e transportadoras caracteriza a região. Ainda não há obras nem placas que anunciam futuros lançamentos no bairro, hoje considerado uma área degradada próximo ao porto.Se a olho nu os lançamentos ainda não começaram, o mercado já precificou a chegada da estatal na região. O preço do metro quadrado no bairro Valongo pulou de, em média, R$ 500, em 2007, para R$ 1.500 neste ano, segundo corretores de Santos consultados pelo iG. “O escritório da Petrobras vai transformar a região”, afirma PinheiroFonte: IG – 16/06/10


Governo aberto a debater “propostas que aumentem a competitividade” em Portugal

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, disse hoje, quarta-feira, que o Governo está aberto a discutir, em sede de concertação social, “orientações para fazer face às dificuldades” das empresas, aumentando a competitividade.

“O Governo está aberto a discutir [com os parceiros sociais] orientações para fazer face às dificuldades e debater as propostas que permitam tornar mais competitivas as empresas portuguesas e a economia”, afirmou o ministro, no final de uma reunião com os representantes dos patrões da indústria, comércio, turismo e agricultura, com o objectivo de preparar a reunião do Conselho Europeu, na quinta feira.

Em nome das confederações da indústria, do turismo, do comércio e dos agricultores, o presidente da Confederação do Turismo de Portugal, Carlos Pinto Coelho, disse que as confederações defenderam hoje junto do Governo “reformas estruturais obrigatórias para fazer face à situação económica do país dos últimos três anos”.

Uma das medidas transitórias pode passar pela diminuição do risco de empregar pessoas, e não necessariamente a redução de salários, defendeu o porta-voz das confederações patronais.

Noutros países, lembrou, é mais fácil contratar e despedir pessoas, tendo transmitido também a ideia de que, como “já foi muita gente despedida”, a prioridade deve ser “criar condições para os empresários voltarem a ter coragem para empregar gente”.

“Os custos unitários de trabalho [relação do salário com a produtividade] e os custos de electricidade e água estão muito altos. As nossas empresas, com estes custos, não estão em condições de competir com vantagens com o exterior e assim criar emprego. É preciso rever as bases da competitividade, nomeadamente os custos da mão de obra”, afirmou Pinto Coelho, não afastando a hipótese de ser criada uma legislação transitória.

As confederações querem reunir com os sindicatos para rever os acordos que estão em vigor neste momento. “Vamos fazer propostas concretas para um período de dois a três anos”, disse o responsável, acrescentando que “não podemos ter 600 mil desempregados e não ter perspectivas de melhorar para o próximo ano”.

Fonte: Jornal de Notícias – PT – 16/06/10


Skank e Paralamas do Sucesso são algumas das atrações do FIG 2010 em Garanhuns/PE

Representantes da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE) estiveram em Garanhuns, na tarde da última segunda-feira, 14 de junho, reunidos com o Prefeito Luiz Carlos de Oliveira e secretários municipais, para discutir assuntos referentes a 20ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG).

A confirmação dos primeiros nomes que compõe a grade de artistas que vão ser apresentar na Esplanada Guadalajara foi confirmada. No dia 15, a abertura será com o cantor Alceu Valença. Dia 17 de julho, o palco recebe os grupos Móveis Coloniais de Acaju e Skank. Dia 18, Adílson Ramos e The Fevers serão as atrações. Já no dia 21, a programação conta com o show de Pitty; e na sexta-feira que antecede o encerramento do Festival de Inverno de Garanhuns, o grupo Paralamas do Sucesso sobe ao Palco.

De acordo com informações da secretária de Turismo e Cultura de Garanhuns, Gabriela Valença, as demais atrações serão divulgadas gradativamente, de acordo com o fechamento dos contratos.

Outro assunto que fez parte da pauta discutida foi a infra-estrutura do evento.
“Em 2009 nós fizemos uma reestruturação visual no parque Euclides Dourado, que foi muito aceita pela população e turistas. Este ano nós queremos fazer uma inovação na Esplanada Cultural Guadalajara, que ficará por conta da Prefeitura de Garanhuns”, adiantou a secretária Gabriela Valença.

O 20º Festival de Inverno de Garanhuns acontece no período de 15 a 24 de julho de 2010.

Fonte: Portal Garanhuns – 16/06/10


Scut e ‘chips’ têm luta garantida em Portugal

Oposição e autarcas endurecem ataque a novas Scut e à cobragem electrónica. Polémica vai ao Parlamento

Autarcas, partidos da Oposição e comissões de utentes prometem endurecer a luta em torno da anunciada introdução de portagens nas autoestradas sem custos para o utilizador (Scut)na zona Norte, mas também na Beira Interior, Litoral e Algarve.
À questão política e socio-económica – com acusações sobre discriminações regionais e partidárias somam se também críticas sobre a “difícil” operacionalização do processo de cobrança por via exclusivamente electrónica e a exigência de um recuo nesta matéria.

A polémica aterra dia 24 no Parlamento, onde serão votadas propostas de partidos da Oposição para revogar a lei que passa a portajar as Scut e institui a obrigatoriedade da utilização de um identificador electrónico (semelhante ao da Via Verde) nos automóveis.
PCP e BE estão contra e, face à oposição de vários autarcas do PSD e do CDS-PP, o desfecho da votação ainda é uma incógnita, podendo transformar-se num calcanhar de Aquiles.

Na segunda-feira dia em que foram publicados em Diário da República os valores das novas portagens, sete autarcas do Norte anunciaram a decisão, já concretizada, de interpor uma providência cautelar para travar a lei. Mas também Esposende ameaçou com igual recurso.

Ontem, foi a vez de autarcas algarvios, como o de Portimão, admitir também avançar com uma acção semelhante. Já o presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve, Macário Correia, considerou que caso o Governo avance com a introdução de portagens na Via do Infante estaríamos perante uma situação “naturalmente grave”, pois “o Governo assumiu reiteradamente esse compromisso (o de não haver portagens) para com o Algarve, portanto violar esse compromisso seria faltar à palavra”.

Macário Correia disse ontem não ver “qualquer condição honesta para a introdução de portagens na Via do Infante”, até porque “a região não tem via alternativa à Via do Infante, sendo a Estrada Nacional 125 uma rua sem qualquer condição para o trânsito de longo curso”.

Já na véspera, o presidente da Associação Nacional de Municípios, Fernando Ruas, tinha afirmado ao DN que para que pudessem ser aplicadas portagens nas restantes Scut – para além das do Norte Interior, Costa de Prata e Grande Porto o Governo teria obrigatoriamente de alterar os crirérios que possam justificar tal decisão.

As declarações dos autarcas seguem-se à posição assumida na segunda-feira pelo secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos, de que o Governo admitia estudar a extensão de portagens em mais quatro Scut até ao fim do ano.
Paulo Campos referiu que se iria estudar a evolução económica das regiões antes de decidir avançar com o processo. Em causa estão as Scut do Norte Interior, que liga Chaves a Viseu, Beira Litoral (Aveiro-Vilar Formoso), Beira Interior (Torres Novas-Castelo Branco) e a Via do Infante, entre Lagos e Vila Real.

A empresa que fornece os identificadores da Via Verde e que, segundo o DN apurou,também fornecerá as novas Scut, é a Q-Free, uma sociedade norueguesa com filial portuguesa em Oeiras.
Uma reclamação algo inesperada veio ontem da Câmara do Porto, que aprovou uma recomendação, sugerida pelos vereadores do PS, para a mudança para aquela cidade da empresa SIEV, SA que irá gerir o sistema electrónico de cobrança de portagens.
Paralelamente, o presidente, Rui Rio, disse não acreditar que o Governo avance com as restantes Scut e mostrou-se confiante na revogação da lei que impõe os chips nas viaturas, no que é acompanhado pelo autarca de Esposende, João Cepa.

Fonte: Diário de Negócios – PT – 16/06/10


Parceria entre CNI e Caixa Econômica financia produção limpa

Brasília – As empresas que planejam investir em processos de produção mais limpa poderão financiar a compra de máquina e equipamentos pela linha de crédito Ecoeficiência. A nova fonte de financiamento é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Caixa Econômica Federal. Conforme o convênio assinado na semana passada, a Caixa financiará 100% do valor dos projetos.

O pagamento poderá ser feito em até 54 meses com carência de seis meses. Os empréstimos terão acréscimo da TR mais 1,92% ao mês. Os pedidos de financiamento de até R$ 10 milhões serão liberados em um prazo de 15 dias. “A Caixa já tem recursos disponíveis para o financiamento e não existe limite máximo pré-estabelecido. O valor do financiamento vai depender da capacidade da empresa”, disse o vice-presidente de Pessoa Física da Caixa Econômica Federal, Fábio Lenza.

O superintendente coorporativo da CNI, Antônio Carlos Brito Maciel, destacou que as empresas precisam de recursos de longo prazo para financiar a substituição de máquinas e equipamentos que permitirão a produção mais limpa. “Essa é mais uma iniciativa da CNI para ajudar as empresas a se adequarem à legislação ambiental”, disse Maciel. Ele assinou o convênio com Fábio Lenza.

Maciel explicou que, para ter acesso à Linha Ecoeficiência, as empresas devem elaborar um projeto de compra de máquinas e equipamentos que serão usados em atividades de produção limpa, como nos processos de tratamento de resíduos sólidos ou de reutilização de água. O projeto deve ser aprovado por órgãos ambientais e depois apresentado à Caixa Econômica, que definirá a liberação dos recursos.

Conforme a gerente da Unidade de Meio Ambiente da CNI, Grace Dalla Pria, a parceria com a Caixa reforça as ações da CNI para estimular a produção industrial sustentável. Além disso, a Confederação já mantém iniciativas na área de eficiência energética e oferece cursos para a elaboração de projetos de Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL). “O convênio com a Caixa coroa uma séria de iniciativas da CNI em prol da ecoeficiência”, completou Grace. A assinatura do acordo com a Caixa é parte das comemorações do Dia Internacional do Meio Ambiente, que é celebrado em 5 de junho.

Fonte: FIEPE – 15/06/10


Vacina especial para alérgicos, imunizante contra a gripe suína que não contém ovo chegará ao País

POR PÂMELA OLIVEIRA

Rio – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma vacina contra a gripe suína produzida sem a proteína do ovo. O imunizante permite que pessoas que têm a alergia ao ovo — a única contra-indicação para a vacina tradicional — sejam protegidas contra o vírus da nova gripe. A princípio, no entanto, o imunizante só estará disponível nas clínicas particulares.

“O Brasil não tem dados epidemiológicos sobre alergia a ovo, mas estudos internacionais mostram que é o segundo alimento que mais causa alergias. Até 2% das crianças com idades entre 2 e 3 anos têm alergia a ovo”, explica a médica Ariana Campos Yang, coordenadora do ambulatório de alergia do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Segundo a médica Isabella Ballalai, vice-presidente da Associação Brasileira de Imunizações (Sbim), as vacinas tradicionais contra a gripe são feitas a partir do cultivo do vírus influenza, causador da gripe, em células de embriões de galinha. E, por isso, podem causar problemas graves, como choque anafilático, nos alérgicos.

EFICÁCIA COMPROVADA

“Ou seja, como o vírus é cultivado no embrião, às vezes ficam resquícios que podem causar alergia”, explica a especialista. “Uma vacina feita sem o embrião de galinha é importante porque dá a possibilidade para que os alérgicos a ovo se protejam”, diz.

Segundo a farmacêutica Baxter, a vacina já está no Brasil, mas ainda não foi distribuída porque o laboratório espera que a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos defina o preço. O imunizante teve a eficácia e segurança comprovadas em dez estudos clínicos, englobando mais de 6 mil indivíduos de todas as idades. Ontem o Ministério da Saúde disse que “não há previsão de compra e distribuição”.

Fonte: O Dia – 16/06/10


Public, private sectors pair up in USA

A marine products company fixes a dock and gets a sign in the park recognizing its work. A developer seeks government financing to jumpstart a hotel project.
And a city partners with nonprofit organizations to create a library.

Welcome to the new world of public-private partnerships, where businesses, nonprofits and individuals become stakeholders in government projects.

The private sector and government have always collaborated, but officials are seeking to grow their partnerships to minimize costs.

West Marine Inc. employees recently hosted a trash cleanup at Lee Wenner Park on Merritt Island and repaired a boat ramp.

“We know the county is struggling with money issues,” said Orson Tarver, a part-time sales associate. “We’re doing this to help the county and local boaters.”

For its $1,600 donation of parts and labor, the company’s name will grace a sign at Lee Wenner — think “Adopt-A-HighWay” recognizing its contribution to the maintenance of the park.

“With our budget situation and the economy, we’re both kind of hand-in-hand right now,” said Dom DeAngelis, a Brevard County Parks and Recreation parks superintendent.

The department’s $152 million budget is facing cutbacks. Corporations and businesses already sponsor park programs and youth sports leagues. But Jack Masson, interim head of parks and recreation, hopes to recapture some of the lost revenue by expanding partnerships, he said.

Because the idea is in its early stages, DeAngelis and Masson don’t have a dollar figure for what the partnerships could generate.

“When this (West Marine) sign goes up, Joe Blow is going to see that and say, ‘How do I do that?’ ” DeAngelis said.

It’s not a panacea for the budget shortfall, though. Each in-kind donation will have to be below $50,000 because anything above that requires county approval.

In some cases, businesses are knocking on government’s doors to help get over hurdles with lenders.

That’s what developer Peter Flotz of Legacy Southeast did in Melbourne.

City officials in Melbourne are providing a letter outlining a conditional proposal that will help Flotz secure about $6.5 million from private lenders to help build a Hyatt Place hotel in the city’s downtown.

Fonte: BY REBECCA BASU • FLORIDA TODAY – 16/06/10


Pesquisa sobre panorama da indústria de transformação será apresentada em Pernambuco

Nesta quarta-feira (16), às 10h, será divulgada, pela Agência Condepe/Fidem, a pesquisa Sondagem Conjuntural da Indústria de Transformação de Pernambuco. O estudo tem como objetivo revelar o panorama econômico do Estado, através das expectativas dos empresários ligados ao setor industrial. Serão apresentados dados referentes ao mês de maio de 2010, além de projeções para os próximos seis meses.
A divulgação acontecerá na sala de reuniões, no anexo da Agência Condepe/Fidem.

Foram ouvidas empresas ligadas à indústria de transformação no Estado, considerando itens como demanda, produção, estoques, preços, por produtos.
As questões relacionadas ao emprego industrial tiveram como peso o Pessoal Ocupado. Já as relativas à demanda externa foram analisadas pelas exportações.

Cerca de 200 empresas de diversos segmentos (alimentos e bebidas, têxtil, calçados e artigos de couro, celulose, papel e produtos de papel, refino de petróleo e álcool, produtos químicos, borracha e plástico, minerais não metálicos, metalurgia básica, produtos de metal inclusive máquinas e equipamentos, máquinas, aparelhos e materiais elétricos) participaram da Sondagem.

A pesquisa é desenvolvida pela Agência Condepe/Fidem em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, através do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE/FGV), desde 2005.

Fonte: Portal PE – 16/06/10


Acesso rodoviário ao porto de Viana vai custar 6,4 milhões de euros em Portugal

O concurso público para construção do acesso rodoviário ao porto de Viana do Castelo, obra avaliada em 6,4 milhões de euros, deverá ser lançado no terceiro trimestre deste ano.
A obra poderá arrancar ainda em 2010, sendo o prazo de execução de 18 meses.
“Esta acessibilidade assume particular importância no reforço da competitividade do porto de Viana do Castelo, pela redução do tempo de percurso dos veículos pesados e do custo de transporte das mercadorias”, referiu fonte da administração do porto.
“A nova via proporcionará, também, o desvio do tráfego do centro da vila de Darque, um incremento na segurança e nos benefícios económicos, sociais e ambientais, com redução de acidentes e de emissões poluentes”, acrescentou.
A rodovia ligará o porto comercial à A28, no nó situado na zona industrial do Neiva, numa extensão de 8,8 quilómetros.
Neste momento aguarda-se a Declaração de Utilidade Pública para expropriação dos terrenos, após o que será lançado o concurso público.
A construção do novo acesso rodoviário tem um custo estimado de 6,4 milhões de euros e um prazo de execução de cerca de 18 meses.
Paralelamente também já avançaram o estudo prévio e o estudo de impacto ambiental dos acessos ferroviários ao porto de Viana do Castelo.
Estes acessos deverão seguir o traçado da actual linha entre a Estação de Darque e o Cais Novo, de onde “virarão à esquerda” em direcção ao porto.
Na Estação de Darque nascerá um centro de apoio logístico.

Fonte: OJE/Lusa – 16/06/10


FAO prevê que o Brasil será o maior produtor agrícola do mundo

O Brasil terá a maior produção agrícola do mundo na próxima década. É o que prevê o relatório anual Perspectivas Agrícolas 2010- 2019, publicado hoje (15) pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) e pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

De acordo com a publicação, a produção agrícola brasileira aumentará 40% de 2010 a 2019 – crescimento superior ao da Rússia, Ucrânia, China e Índia, que devem registrar percentual médio superior a 20% no mesmo período.

O informe aponta os setores de etanol e oleaginosas como alguns dos destaques da agricultura brasileira. A produção de álcool combustível deve crescer 7,5% ao ano até 2019, segundo a agência de notícias da BBC. No setor das oleaginosas, o Brasil deve se tornar o maior exportador mundial em 2018, superando os Estados Unidos. A tendência é de que a produção brasileira passe dos atuais 26% da produção mundial este ano para 35% em 2019.

Para a FAO e a OCDE, o ritmo do crescimento agrícola será mais lento na próxima década em relação aos últimos dez anos, mas atingirá a meta de 70% de aumento estimada para atender a demanda mundial por alimentos prevista para 2050.

Fonte: Da Agência Brasil – 15/06/10


Auxílio a canavieiros Produtores do Nordeste vão receber subsídio de R$ 5 por tonelada de cana produzida na safra 2009/2010

Juliana Cavalcanti

Os produtores de cana-de-açúcar do Nordeste vão receber do governo federal um subsídio de R$ 5 por tonelada de cana produzida na safra 2009/2010. O benefício foi sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última sexta-feira, depois de uma longa negociação, que se arrastava desde o ano passado.

Com o custo de produção de R$ 66,54 por tonelada e preço médio de venda de R$ 58,03, os fornecedores reclamavam prejuízos, principalmente por causa do período de seca que enfrentam em alguns estados neste ano e que deve prejudicar a safra na região.

Para ter acesso ao recurso, os produtores devem recolher as notas fiscais e protocolar o pedido nas entidades de classe, que encaminhará a documentação à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e depois ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Segundo a União Nordestina de Produtores de Cana, após os trâmites burocráticos, os recursos são depositados diretamente na conta dos produtores. No ano passado, o subsídio para os fornecedores de cana foi concedido para valores até R$ 5 por tonelada, com um total de R$ 54 milhões subsidiados para um total de 25.500 produtores da região Nordeste. Este ano, o valor foi fixado em R$ 5.

“A nossa maior reivindicação é incluir a cana-de-açúcar na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), que é aplicada para 39 culturas, entre elas a soja, o algodão e o café. Não tivemos esta solicitação atendida, mas o subsídio dado pelo governo já ajuda os produtores da região”, explica Alexandre Andrade, presidente da Unida e da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP).

De acordo com Andrade, a medida não deve ter impacto nos preços do etanol no país, mas refletirá na economia nordestina e de Pernambuco, especificamente. “A produção do Nordeste representa 13% do total nacional. Pernambuco já foi líder, mas hoje tem apenas 3% desta fatia. Entretanto, na economia do estado, o setor sucroalcooleiro responde por 15% do PIB e 40% da pauta de exportações”, complementa.

A produção da próxima safra deve ser um pouco menor em relação à passada, alcançando a marca de 60 milhões de toneladas. No Nordeste, segundo Alexandre Andrade, a cultura tem espaço de crescimento nos estados no Maranhão e no Piauí.
Em Pernambuco, a expectativa é de manutenção.
“O Nordeste tem crescido com taxas mais altas que o Brasil e atualmente estamos importanto álcool combustível do Sudeste. A cana-de-açúcar é ainda uma cultura muito importante para a região”, finalizou Andrade.

Fonte; Diário PE – 16/06/10


Feira Nacional da Agricultura Familiar será aberta hoje

A Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária – Brasil Rural Contemporâneo – será aberta hoje (16), às 13h, na Concha Acústica, à beira do Lago Paranoá, em Brasília.

O evento, que reúne 650 empreendimentos familiares e tem uma extensa programação cultural, vai até domingo (20). A entrada é franca para a feira e para os shows. Haverá transporte gratuito partindo da Rodoviária do Plano Piloto a cada 15 minutos, inclusive no horário dos shows. A feira vai reunir o melhor da produção da agricultura familiar do país – a cultura, música, o artesanato, a gastronomia, os orgânicos e a moda.

O Brasil Rural Contemporâneo é um evento do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), com patrocínio de Petrobras, do Sebrae, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banco da Amazônia, BNDES, da Eletrobras, Itaipu Binacional, do Sebrae, da Anfavea, Ufrabio e Itambé. A feira tem ainda o apoio do Instituto Latinoamérica para o Desenvolvimento da Educação, Ciência, Arte e Cultura e do Governo do Distrito Federal.

Fonte: Da Agência Brasil – 16/06/10


Porto do Recife deve ter plano pronto em 5 meses

AUGUSTO LEITE

O Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto do Recife deve ficar pronto em cinco meses. Ontem, foram divulgadas as empresas de consultoria responsáveis, uma para a execução de serviços e outra especializada em planejamento portuário. A publicação está no Diário Oficial do Estado.
Foram selecionadas a Projetec – Projetos Técnicos Ltda. e a Petcon – Planejamento em Transportes e Consultoria Ltda.
A Comissão Permanente de Licitação (CPL) ainda julgou inabilitada a DTA Engenharia Ltda. O projeto está orçado em R$ 380 mil.
O estudo vai sinalizar que tipo de serviços o Porto do Recife precisará fazer para se adequar aos novos negócios.
Entre as indicações deverão constar possibilidades de expansão, os sistemas de acessos viários e as regras básicas de uso e ocupação do solo portuário, incluindo a organização espacial das instalações.
Os trabalhos técnicos também discutirão a evolução dos transportes aquaviários, os marcos regulatórios existentes e as tendências do setor nos âmbitos nacional e internacional.
O processo de contratação obedece às exigências da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e da Secretaria Especial de Portos (SEP).

SUAPE – Valor para obras sobe para R$ 139 mi

Inicialmente orçada em R$ 130 milhões, a obra de reforço dos cabeços do arrecife, na entrada do porto interno do Complexo Industrial Portuário de Suape, teve seu valor majorado há alguns meses e passou para R$ 139 milhões.
Agora, o diretor de Engenharia e Meio Ambiente de Suape, Ricardo Padilha, revela que o investimento total pode ser elevado mais uma vez, passando para R$ 147 milhões.
A recomendação viria dos projetistas. A direção portuária estaria relutando e tentando negociar para manter o segundo orçamento.
Hoje, haverá reunião para bater o martelo sobre o assunto.
É possível que, nesta sexta-feira, sejam publicados os editais de licitação, tanto para a execução da obra como para a fiscalização da mesma.
A dificuldade encontrada diz respeito ao preço do aço, tendo havido um aumento de 12% nos últimos dias e com previsão para novo acréscimo (10% a 15%) ainda neste mês ou em julho. Isso acontece porque o minério, que é uma commodity, voltou a ser valorizado após o fim do colapso financeiro global.
Mesmo assim, a expansão econômica brasileira fez crescer a demanda na construção civil e a importação de aço subiu 155% de janeiro a abril deste ano em comparação com o mesmo período de 2009, segundo o Instituto Aço Brasil (IABr).
O desembarque somou 1,82 milhão de toneladas, enquanto o ano passado teve resultado de 2,2 milhões de toneladas.
“É muito forte a composição do aço na obra de reforço dos cabeços.
Mas vamos fazer o possível para que não haja o reajuste”, assegurou Padilha.
O plano atual consiste em aumentar de 15,5 metros para 20 metros a profundidade da área. Faz-se necessário o trabalho para atender a embarcações que irão ao terminal de minérios que será implantado.
Além disso, a Refinaria Abreu e Lima precisará receber os navios petroleiros nos píeres, com capacidade máxima para o translado de embarcações de até 160 mil toneladas. A Petrobras quer ter um calado de 18,5 metros para poder fazer a passagem dos navios sem que exista risco de choque com as pedras.

Fonte: Folha PE – 16/06/10


Estudante de Harvard luta contra deportação e vira símbolo nos EUA

O estudante mexicano Eric Balderas, que cursa o segundo ano na Universidade de Harvard (nordeste dos Estados Unidos), foi detido pela polícia de imigração do Texas e se transformou em um símbolo da situação de centenas de milhares de estudantes sem documentos no país.
Estudante de biologia, Balderas, de 19 anos, vive sem documentos nos Estados Unidos há 15 anos e agora poderá ser deportado.
O jovem imigrante foi detido pelas autoridades do Texas quando tentava viajar de San Antonio para Boston com uma identificação consular e seu documento de identidade da universidade.
Agora, Balderas deverá comparecer perante um juiz de imigração no próximo 6 de julho.
O caso do mexicano reforça a campanha a favor a aprovação, pelo Congresso americano, do projeto de lei chamado Desenvolvimento, Assistência e Educação de Menores Estrangeiros (“Dream”, na sigla em inglês), para regularizar a situação de imigrantes que entraram no país sem documentos quando eram menores de idade.
A lei Dream, palavra que em inglês significa “sonho”, daria a jovens sem documentos o status de residentes temporários, com a condição de que eles completem logo os estudos superiores ou então sirvam pelo menos dois anos nas Forças Armadas.
A detenção e possível deportação de Balderas levaram a Universidade de Harvard a divulgar uma mensagem de apoio ao estudante.
A famosa universidade, por meio de Christine Heenan, vice-presidente de comunicações da instituição, afirmou que estudantes como Balderas “são vitais” para o futuro dos Estados Unidos.
“Eric Balderas já demonstrou a disciplina e a ética de trabalho necessárias para o rigoroso trabalho universitário e, como muitos de nossos estudantes de graduação, já expressou seu interesse em contribuir com o mundo”, acrescentou a funcionária da universidade.
Pesquisa e futuro Balderas afirma que sonha em ser biólogo e contribuir na pesquisa sobre o câncer.
Quando perguntado pela BBC o que vai acontecer se as autoridades imigratórias dos Estados Unidos decidirem que ele deve ser deportado para o México, país que abandonou quando tinha apenas quatro anos, o estudante prefere não contar com esta possibilidade.
“Não quero nem pensar nisto”, disse. “Só quero dizer que aqui é meu futuro e eu o perderia totalmente se fosse embora.”
Balderas afirma que para conseguir entrar no curso de biologia em Harvard trabalhou duro.
“Apresentei boas qualificações, e participei de várias atividades”, disse.
O jovem foi o primeiro em sua classe de graduação na escola secundária Highland High School em San Antonio, Texas.
O estudante acrescentou que quando fez o pedido para entrar em Harvard escreveu um ensaio sobre suas aspirações no qual explicou que ainda não sabia o que queria fazer, pois “havia tantas possibilidades, mas desejava fazer algo que ajude e afete muitos”.
“Agora estou mais seguro. Quero ser biólogo e quero estudar o câncer e realizar pesquisas científicas sobre o câncer”, afirmou.
Facebook Mario Riojas, também estudante de Harvard, abriu uma página no site de relacionamentos Facebook de apoio a Balderas, que afirma ser seu melhor amigo.
“São estudantes como Eric que precisamos nos Estados Unidos”, disse.
O nome de Balderas também aparece em muitas outras redes sociais, onde aumentam as mensagens de apoio ao seu caso.
Rojas contou que “apenas durante um final de semana 1,5 mil membros se uniram à causa de Eric (no Facebook) e todos estão prontos para apelar para o senador (Scott) Brown, que é de Massachusetts, para pedir que apoie a lei Dream”.
“Isto é algo que me deixa muito preocupado, pois é algo que eu enfrentei antes”, acrescentou o estudante guatemalteco que também já foi detido por agentes da imigração.
Movimento nacional Balderas e Rojas já fazem parte de um movimento estudantil nacional que reivindica a aprovação da lei Dream no Congresso americano.
Agora a luta para que os que entraram nos Estados Unidos ilegalmente antes da idade adulta recebam a cidadania se intensificou.
“Temos a esperança de que a lei Dream seja aprovada, para os jovens que estão aqui na mesma situação”, disse Balderas.
“Este (caso de Balderas) demonstra a necessidade de aprovação da lei Dream”, disse Rojas. “Esperamos que haja uma solução e a solução seria a aprovação da lei antes que chegue a data (de deportação) de Eric”, acrescentou.

Fonte: BBC Brasil – 15/06/10


1º Seminário de acessibilidade nas relações de consumo em Alagoas

CONVITE

Prezado(a) Senhor(a),

O Procon tem o prazer de convidá-lo a participar do 1º Seminário de Acessibilidade nas Relações de Consumo, que acontecerá no dia 21 de junho (segunda-feira), no auditório da Faculdade Fits, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Contamos com sua presença!

PROGRAMAÇÃO

MANHÃ

1ª Palestrante – 9h:30min – Rosinha da Adefal (AL) – Ex presidente da Associação de Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), atual Vereadora em Maceió.

Tema: “Acessibilidade é investimento e não caridade – Porque a pessoa com deficiência também é cidadão consumidor.”

2ª Palestrante – 10h30min – Rita Mendonça (AL) – Advogada e Pesquisadora em Inclusão Social, Direitos Humanos e Direito ao Trabalho.

Tema: “Vamos falar de deficiência sem meias palavras!”

3º Palestrante – 11h30min – Naziberto Lopes (SP) – Psicólogo e Consultor de projetos na secretaria de estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Tema: “Acessibilidade e os Direitos dos Consumidores com Deficiência.”

TARDE

4º Palestrante – 13h30min – Rady Lima – Gerente do Núcleo da Pessoa com deficiência da Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos.

Tema: “Como anda a Acessibilidade para o Consumidor Alagoano.”

5º Palestrante – 15h30min – Francisco Lima (PE) – Psicólogo, Professor Doutor, Coordenador do Centro de Educação Inclusiva da UFPE.

Tema: “O direito à informação, o acesso à propaganda e o consumo consciente: novas perspectivas.”

Haverá exposição de tecnologia assistiva (recursos que ajudam as pessoas com deficiência a superar as limitações e ter uma vida normal), principalmente na área de deficiência visual.

Este será o primeiro evento que se pretende promover total acessibilidade para cegos em Alagoas (inclusive dispondo do recurso da Áudio-descrição durante todo o evento).

No local, também ocorrerá a pré-inscrição (verificação de interesse) para o primeiro curso de formação de Áudio-descritores em Alagoas, a ser realizado numa parceria entre a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL).

A inscrição é 1Kg de alimento não perecível.

O almoço está incluso e será servido no local.

O seminário é certificado, equivalendo a 8h/aula para a parte flexível dos cursos.

RODRIGO SANTOS CUNHA

Superintendente Procon/AL

Fonte: Um Direito Que Respeite/Blog da Audiodescrição – 14/06/10


Sete municípios entregaram providência cautelar contra portagens nas SCUT em Portugal

Os seis municípios do Vale do Sousa e o da Maia entregaram segunda-feira à noite, em suporte digital, no Supremo Tribunal Administrativo, uma providência cautelar para impugnar a introdução de portagens na SCUT do Grande Porto.

Pedro Pinto, autarca de Paços de Ferreira, disse que a acção judicial, com mais de 100 páginas, foi acompanhada de muitos documentos, incluindo um vídeo de todo o percurso, entre Lousada e a Maia.

A providência cautelar baseia-se sobretudo nas conclusões do estudo socioeconómico da região que os municípios mandaram realizar.

O Governo fixou em oito cêntimos por quilómetro o valor de referência a cobrar nas autoestradas sem custos para o utilizador (SCUT) do Norte Litoral, Grande Porto e Costa de Prata.

As conclusões do estudo realizado por uma entidade independente são, segundo Pedro Pinto, contrárias aos argumentos que o Governo usou para justificar a introdução de portagens nesta SCUT (A41/A42).

Segundo o autarca, o estudo provou que o tempo que os utentes precisam para percorrer a distância entre Lousada e a Maia é superior ao que o Governo sugere, como está documentado em vídeo.

Outra nota que os autarcas sublinham na acção judicial é a inexistência de vias alternativas à autoestrada, frisando que a rede viária existente invocada pelo Governo é em grande parte municipal, como comprovam documentos anexos à acção, nomeadamente os protocolos de desclassificação de estradas celebrados entre a tutela e os vários municípios.

Na acção reitera-se que a região do Vale do Sousa não atinge os rendimentos per capita e o PIB mínimos para, no quadro da actual legislação, justificar a introdução das portagens.

Fonte: Jornal de Notícias – PT – 15/06/10


Fundarpe divulga lista de selecionados do Festival de Cinema de Triunfo em Pernambuco

A Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), divulgou nesta terça-feira (15), a lista de curtas e longas-metragens selecionados para participar da 3ª edição do Festival de Cinema de Triunfo, Sertão do Pajeú.

Foram 47 escolhidos, entre 98 inscritos, para o evento que acontece no Cine Teatro Guarany, em julho deste ano.

Os vencedores ganharão troféus e R$ 44 mil em prêmios. Três filmes que trazem como tema o Sertão disputam pela colocação na categoria Mostra Especial. As demais produções vão competir nas categorias Curta-Metragem Nacional, Curta-Metragem Infanto-Juvenil, Curta-Metragem Pernambucano e Longa-Metragem Nacional.

» Confira a relação completa dos selecionados:

Mostra Especial

– Caretas, O Senhor das Ladeiras, de Marcos Carvalho
– O Nordestino de todos os Séculos, de Élida Maria, Vanessa Virães e Vicente Landim
– Xaxado – A Dança de Cabra Macho, de Camilo Melo

Longa-Metragem Nacional

– Patativa do Assaré – Ave Poesia (CE), de Rosemberg Cariry
– A Ilha da Morte (CE), de Wolney Oliveira
– O Homem que Engarrafava Nuvens (CE, PE, RJ e Nova Iorque), de Lírio Ferreira
– Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo (PE), Marcelo Gomes e Karim Ainouz
– Pacific (PE), de Marcelo Pedroso

Curta-Metragem Infanto-Juvenil

– Reisado Miudim (CE), de Petrus Cariry
– Eu Queria Ser Um Monstro (RJ), de Marcelo Marão
– O coração às vezes pára de bater (RJ), de Maria Camargo
– O Jumento Santo (PE), de Leonardo Domingues
– William Paiva; Espetáculo – O Mágico e a Domadora (BA), de Rafael Jardim
– Mocó Jack (GO), de Luiz Botosso e Thiago Veiga

Curta-Metragem Pernambucano

– Retinianas, de Luis Henrique Leal
– Não Me Deixe Em Casa, de Daniel Aragão
– À Felicidade, de Carlos Nigro
– Matriuska, de Pablo Pólo
– Bode Movie, de Taciano Valério
– Rosário do Sertão, de Márcia Mansur e Hanna Godoy
– A Minha Alma é Irmã de Deus, de Luci Alcântara
– Poesia em Alto Relevo, de Márcia Mansur
– Do Morro?, de Mykaela Plotkin e Rafael Montenegro
– Aqui Mora Uma Pessoa Feliz, de Jean Santos

Curta-Metragem Nacional

– Laurita (SP), de Roney Freitas
– Pão Com Mortadela (SP), de Marcos Melo e Georgina Castro
– Rec Pause (SP), de Bruno Carneiro
– Teresa (SP), de Paula Szutan e Renata Terra
– O Divino, De Repente (SP), de Fábio Yamaji
– Bom dia, meu nome é Sheila ou Como trabalhar em telemarketing e ganhar um vale-coxinha (RJ), de Angelo Defanti
– Lá Traz da Serra (PB), de Paulo Roberto
– O Anão Que Virou Gigante (RJ), de Marcelo Marão
– O Filme Mais Violento do Mundo (MG), de Gilberto Scarpa
– Revertere Ad Locum Tuum (MG), de Armando Mendz
– Quando a Chuva Chegar (PA), de Jorane Castro
– Família Vidal (PB), de Diego Benevides
– Bailão (SP), de Marcelo Caetano
– Epox (PE), de Sérgio Oliveira
– Faço de Mim o que Quero (PE), de Sérgio Oliveira e Petrônio Lorena
– Borra de Café (PB), de Aluizio Guimarães
– Tchau e Benção (PE), de Daniel Bandeira
– Reminiscências (PR), de Aly Muritiba
– Homem-Bomba (RJ), de Tarcísio Lara Puiati
– Ave Maria ou Mãe dos Sertanejos (PE), de Camilo Cavalcante
– Recife Frio (PE), de Kleber Mendonça Filho
– Maresia (RS), de Christian Schneider e Natália Piva
– Incenso (PE), de Marco Hanois (in memorian)

Fonte:Diego Barbosa
Da TV Jornal Caruaru – 15/06/10


Twitter vai mostrar locais dos tweets

O Twitter agora pretende inserir os locais de cada tweet, quando trocados entre usuários. O recurso será chamado de Twitter Place.

Já era possível definir a localização do tweet geograficamente, como no caso dos estádios da Copa do Mundo na África do Sul, que constam no “mapa” do microblog.

Mas ao invés de concorrer com plataformas que fazem mais ou menos isso, como Foursquase e Gowalla, o Twitter irá integrar os serviços. Quando o usuário marcar que está em um lugar, a informação também aparecerá nos dois aplicativos.

O Twitter também anunciou a liberação da funcionalidade para desenvolvedores de aplicativos e também aumentou o número de navegadores que poderão acessá-lo. A partir de agora, Safari (da Apple) e Internet Explorer (da Microsoft) complementam o uso do Chrome (do Google) e do Firefox (da Mozilla).

Com informações do Zumo Notícias

Fonte: Redação Adnews – 15/06/10


Brasil e China puxarão crescimento na área de entretenimento até 2014

Brasília – O Brasil e a China vão puxar o crescimento do setor de entretenimento e mídia nos próximos cinco anos entre os 12 maiores países. A conclusão é de um estudo divulgado hoje (15) pela consultoria Pricewaterhouse Coopers. Para a elaboração do relatório, foram avaliados 48 países.
Segundo a pesquisa, o setor deverá crescer no Brasil a uma taxa de 8,7% ao ano até 2014, ficando atrás apenas da China, que deverá crescer a um ritmo de 12% ao ano. A média global de crescimento deverá ser de 5% ao ano, diz a Pricewaterhouse.
As informações são da BBC Brasil. Para realizar o estudo foi avaliado o desempenho de setores, como o acesso à banda larga e às redes de telefonia celular, a publicidade na internet e em telefones celulares, além da acessibilidade aos vídeo por meio da internet, a assinatura de TV por celular, anúncios televisivos online e por celular e a distribuição de música por meios digitais, entre outros.
Para a consultoria. o crescimento na China se deve à economia vibrante e aos avanços na internet de banda larga, que deverão estimular outros segmentos. Em 2011, a China deverá ultrapassar a Alemanha, tornando-se o terceiro maior do setor, atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão.
No Brasil, o crescimento também será resultado da economia forte, diz a Pricewaterhouse. Segundo o relatório, as tecnologias digitais terão impacto cada vez maior em todos os setores de entretenimento e mídia, enquanto a transformação digital continuará a se expandir.
Globalmente, a indústria deverá crescer de US$ 1,3 trilhão para US$ 1,7 trilhão até 2014. “O cenário de incerteza econômica não fez nada para diminuir o ritmo de mudanças, que já é bem mais rápido do que o previsto há 12 meses”, diz o relatório da consultoria.
A América Latina foi a região que apresentou maior crescimento no setor nos últimos cinco anos. Em 2009, ano em que os investimentos diminuíram na maior parte das regiões, a América Latina apresentou crescimento de 3,9%. A outra região que teve expansão foi a da Ásia-Pacífico, com crescimento de 1,3%.
A previsão é de que a região Ásia-Pacífico cresça a um ritmo de 6,4% ao ano até 2014, mas quando o Japão não é levado em conta, o número sobe para 9,2%. Segundo a Pricewaterhouse, o ritmo de expansão está diminuindo no Japão, onde já foram registradas algumas “revoluções” – a explosão dos telefones celulares, por exemplo, já ocorreu no país, que responde por 53% dos gastos globais com acesso móvel à internet em 2009.
Dos 12 maiores países que deverão crescer nos próximos cinco anos, de acordo com o estudo, o Japão tem a tendência de apresentar o menor crescimento, com apenas 2,8% ao ano. Outros países ainda estariam no início de sua curva de crescimento, diz a consultoria.
O grupo inclui países da Europa, do Oriente Médio e da África e deve crescer a uma taxa de 4,6%. Na América Latina, o setor deverá se expandir a uma taxa de 8,8% ao ano. A região da América do Norte – o maior mercado, avaliado em US$ 460 bilhões em 2009 – deverá ter crescimento mais lento, com uma taxa estimada de 3,9% ao ano.
Na América Latina, o setor foi avaliado em US$ 50 bilhões em 2009, sendo que o Brasil responde por US$ 23 bilhões desse valor.
O relatório da Pricewaterhouse Coopers analisa e faz previsões sobre 13 segmentos da indústria do entretenimento em quatro regiões do globo: América do Norte (que inclui Estados Unidos e Canadá), Emea (Europa, África e Oriente Médio), Ásia-Pacífico e América Latina.

Fonte: Da Agência Brasil – 15/06/10


Consórcio de Belo Monte tem 30 dias para acertar SPE

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deverá antecipar para agosto, ou até mesmo para julho, a assinatura do contrato de concessão da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA).
“Acredito que dá para ser em julho, mas é mais razoável pensar em agosto”,disse hoje o superintendente de concessões e autorizações de geração da Aneel, Hélvio Guerra. Ele explicou que a partir da publicação da homologação e da adjudicação do leilão, amanhã, o consórcio Norte Energia terá prazo de 30 dias para apresentar à agência os documentos que formalizam a Sociedade de Propósito Específico (SPE) e apoiar novos consorciados para construir e operar a usina.

Depois disso, o grupo terá prazo de 15 dias para apresentar as garantias de fiel cumprimento, equivalente a R$ 1,045 bilhão. Esse montante é uma garantia de que os empreendedores vão de fato construir a usina.
Pelo cronograma oficial com que a Aneel vinha trabalhando até agora, o contrato de concessão seria assinado no dia 30 de setembro. Mas a homologação do leilão, aprovada hoje pela agência, ocorreu com 15 dias de antecedência.
Com isso, segundo Guerra, o próprio cronograma oficial será alterado com a nova previsão de concessão para 15 de setembro.
Guerra, porém, acredita que poderá ser em agosto, uma vez que o governo e o consórcio têm todo o interesse de encurtar o prazo.

Segundo ele, novas antecipações do cronograma dependem das próprias empresas acelerarem a apresentação da papelada aa SPE. “Eles tem todo interesse em começar rápido a obra”, disse Guerra, lembrando que, a partir de outubro, começa a se fechar a chamada “janela hidrológica do rio Xingu”.
Isso significa que o nível do rio começará a subir, dificultando a execução de serviços mais delicados, como o das chamadas ensecadeiras etapa inicial da obra da hidrelétrica, na qual o rio é desviado para que se possa construir em seu leito.

Guerra afirmou que o processo de concessão terá que ser remetido ainda à Casa Civil e à Presidência da República, que tem a prerrogativa de conceder a outorga da concessão aos empreendedores.
Nos bastidores, já se comenta que o governo tem interesse em antecipar o cronograma, não só por questões técnicas, mas também por motivos políticos.
Se a construção puder começar antes de outubro, a candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, poderia até fazer uma visita ao canteiro de obras.

Fonte; LEONARDO GOY / Agencia Estado – 15/06/10