Trânsito no bairro de São José, no Centro do Recife, muda nesta quinta

Foi lançado nesta quarta-feira (9) um novo plano de mobilidade para a área

Ruas que ficam no entorno do Mercado de São José foram esvaziadas

Com a premissa de priorizar a mobilidade dos pedestres, a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano do Recife (Semoc), em parceria com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) e Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), dá início a uma nova circulação no trânsito do bairro de São José, no Centro do Recife, a partir de hoje. A nova política para área do comércio central foi apresentada, ontem, na Prefeitura da Cidade do Recife (PCR). 

No plano foi apresentada uma nova circulação para pedestres. A primeira, com as duas laterais do Mercado de São José que ficarão fechadas para veículos a partir de hoje: a leste (a partir da rua Padre Muniz até a rua Porão) e Sul a (a partir da rua José Ribamar até a rua Padre Muniz).

Além disso, a proposta apresenta implantação de quatro faixas de pedestres elevadas, sendo duas delas na área pedestrianizada. De acordo com a PCR, a medida serve para facilitar o trânsito para pessoas com deficiência ou com algum tipo de mobilidade reduzida. Na mesma medida, outras cinco faixas e cinco refúgios serão disponibilizados aos transeuntes.

Já a quantidade de vagas da Zona Azul continua a mesma. “Ontem à noite, os lugares que estavam sendo ocupados por carros foram fechados para veículos. Para dar continuidade, inclusive, às obras da Emlurb. Com relação ao estacionamento, continuamos com a mesma quantidade de vagas. Vimos a possibilidade também da reserva para os ônibus, que facilitarão a circulação de turistas”, explica a presidente da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife, Taciana Ferreira.

As mudanças no trânsito fazem parte de um pacote de revitalização do bairro de São José. Até o fim deste ano, a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife vai fazer obras de recuperação do pavimento original, drenagem e implantação das travessias elevadas.

O investimento total desta etapa é de R$ 743.745,28. “A gente começou com a retirada dos pisos onde as barracas estavam instaladas. E, agora, demos início ao processo de drenagem. Após a retirada da pavimentação, foi identificada que se precisaria de uma nova drenagem. E em relação ao pavimento, vamos fazer uma restauração com a estrutura de parelepípedos”, ressalta a diretora executiva da Emlurb, Marília Dantas.

“O bairro de São José é muito grande e precisa de muitas reformas ao longo do tempo. A fase seguinte (da obra) está sendo observado como a Travessa do Macedo e a Rua do Porão”, afirma o secretário de Mobilidade e Controle Urbano, João Braga.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *