Após requalificação de R$ 240 mil, estação de BRT volta a funcionar no Recife

Quatro linhas de BRT do Corredor Norte/Sul e uma do Corredor Leste/Oeste circulam pelo local

De acordo com o Grande Recife, foram feitos serviços na coberta, piso, vidros, cerâmica, corrimão e rede elétrica / Foto: Google Street View
acordo com o Grande Recife, foram feitos serviços na coberta, piso, vidros, cerâmica, corrimão e rede elétrica
Foto: Google Street View

A estação Istmo do Recife, que fica na Avenida Cais do Apolo, no bairro do Recife Antigo, área Central, volta a funcionar nesta quarta-feira (9), após obras. De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, foram feitos serviços na coberta, piso, vidros, cerâmica, corrimão e rede elétrica. O órgão afirma que os reparos foram necessários devido a atos de vandalismo e depredação na estação, que estava fechada há 30 dias.

Quatro linhas de BRT do Corredor Norte/Sul e uma do Corredor Leste/Oeste circulam pelo local, que é utilizado por 2,2 mil usuários por dia. Segundo o Grande Recife, quatro estações de BRT (incluindo a Istmo do Recife) passarão pela requalificação, obras que, ao todo, somam R$ 900 mil.

Os reparos incluem troca de piso, mudança de estilo das cobertas, reposição de corrimão, pintura, sinalização, reposição e troca de cerâmica e serviços na rede elétrica.

A estação EBRT BR-101, que fica na Avenida Caxangá, na Zona Oeste do Recife, também foi fechada durante 30 dias após atos de vandalismo. Ela será a próxima a receber os serviços. Os 5,9 mil passageiros que utilizam o equipamento diariamente deve embarcar e desembarcar nas estações Caiara ou Riacho do Cavouco. Na estação EBRT BR-101, as obras custarão R$ 260 mil.

Estação Riachuelo

Em setembro, a estação Riachuelo, também no Centro do Recife, sofreu depredações e teve os vidros quebrados, teto danificado e roubo da fiação central. O equipamento, que fica na Rua do Riachuelo, no bairro da Boa Vista, foi invadido durante a madrugada do dia 24 e teve as portas fechadas no dia seguinte. Cerca de 4,6 mil pessoas utilizam a estação diariamente.

No dia 21 de setembro, a estação Araripina, na Avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro, teve a operação suspensa para serviços de manutenção após atos de vandalismo.

JC Online


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *