Viveiro do Jardim Botânico do Recife produz 1,2 mil mudas por ano para arborização da cidade

img_alt
Pau-brasil, ipês, sibipiruna, pau-ferro, pau-de-jangada são algumas das 29 espécimes nativas da Mata Atlântica cultivadas no espaço público (Foto: Cortesia)

O Recife mantém uma cobertura vegetal importante. São 71,6km² de área verde que beneficia toda a população com bem-estar, paisagismo, melhorando a qualidade e umidade do ar. As árvores que são plantadas em corredores viários, parques, praças e unidades de conservação da natureza nascem em um verdadeiro berçário de plantas situado no Jardim Botânico do Recife (JBR), equipamento ambiental da Prefeitura do Recife.

É do viveiro que surgem as árvores e flores que fazem vibrar as cores da capital pernambucana com o objetivo de suprir a necessidade de mudas para plantios em arborização urbana, paisagismo e recuperação de áreas degradadas, prestando um serviço que beneficia toda a população.

Além de funcionar também como local para desenvolvimento de pesquisas e experimentos científicos, tanto na parte de plantas florestais como experimentos de cactos, bromélias, orquídeas e passifloraceaes, as principais coleções científicas do espaço.

Com capacidade de produzir 1,2 mil mudas ao ano, o viveiro é mantido a partir de sementes de espécies nativas de Mata Atlântica coletadas na própria área do JBR ou em expedições organizadas em outras unidades de conservação.

Atualmente, as mudas que estão no local são pertencentes a dez famílias botânicas e aproximadamente 29 espécimes, incluindo pau-brasil, ipês, sibipiruna, pau-ferro, pau-de-jangada. “Periodicamente fazemos coletas na região metropolitana do Recife, em expedições de coletas em outros municípios do estado e de outros estados também.

A ideia é coletar sementes com maior diversidade genética possível, o que torna as mudas produzidas mais adaptáveis e resistentes. Hoje, cerca de 90% das espécies que ocupam o viveiro do JBR são nativas”, explica o engenheiro agrônomo e analista ambiental do Jardim Botânico, Bruno Viana.

Constantemente é realizado todo registro referente à produção e destinação de mudas, seja para suprir a demanda interna de reflorestamento das unidades protegidas, para casos específicos de doação para plantio em escolas públicas/privadas.

“Todas as informações, como as solicitações de doações de mudas, ou quaisquer outros tipos de destinações de mudas do viveiro são informatizadas em planilhas digitais, sendo todos os documentos (ofícios, memorandos, declarações) devidamente arquivados no Setor de Administração do Viveiro”, explica o gerente geral do Jardim Botânico, Sérgio Rocha.

A manutenção do viveiro é diária. É levado em consideração o controle de plantas invasoras, sistemas de irrigação, composteiras, trasnplantios, semeadura, preparo de substratos, tutoramento de mudas, entre tantas outras especificidades. Segundo o analista ambiental Bruno Viana, as etapas de produção das mudas iniciam com o processo de recolhimento das sementes de matrizes selecionadas.

Em seguida são beneficiadas e semeadas em tubetes na casa de vegetação. Após cerca de 3 meses,  as plântulas são transplantadas para vasos porta-mudas maiores (18 litros) e colocadas dentro das telas de sombreamento a 50% e passam um período de aclimatação. Por fim, são transferidas para áreas dos lotes com sol pleno onde irão atingir 2,20m de altura, quando então estarão aptas a serem plantadas na cidade do Recife.

As mudas do viveiro são destinadas aos pedidos dos moradores do Recife através do programa gratuito Bora Plantar?. Por meio do telefone 156 são feitas as solicitações de plantio de mudas, na qual são analisadas pela equipe técnica da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SMAS) para definição da melhor espécie para cada logradouro. O prazo de plantio após recebimento da solicitação é de 20 dias. “A Prefeitura vem desenvolvendo um trabalho importante de arborização, tornando a nossa cidade mais verde e nossas praças e equipamentos públicos mais agradáveis por meio do plantio de mudas nativas e ornamentais. Contamos com a parceria de toda a população para que essas árvores permaneçam bem cuidadas e preservadas”, destaca o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Neves Filho. 

Jardim Botânico do Recife – O equipamento ambiental da Prefeitura do Recife está localizado na Rodovia BR 232, s/n – Curado e funciona de terça a domingo, das 9h às 15h30. Entrada é gratuita. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *