Pracinha de Boa Viagem ganha letreiro que permite a colocação de cadeados

Resultado de imagem para Pracinha de Boa Viagem ganha letreiro que permite a colocação de cadeados
Foto: Bruna Costa / Esp. DP FOTO

Um novo integrante surgiu na paisagem recifense na noite desta quarta-feira (21). A Pracinha de Boa Viagem, um dos locais mais turísticos da orla da cidade ganhou, literalmente, um novo xodó. Um letreiro, com a palavra que remete à linguagem popular local, foi instalado permanentemente no equipamento.

A estrutura de 9,7 metros de comprimento por dois metros de altura é a terceira do gênero no Recife. Produzida em chapa de aço galvanizado, traz também uma novidade: um espaço onde visitantes e os moradores da cidade podem eternizar o afeto prendendo cadeados, remetendo a uma tradição que ganhou fama na Pont des Arts, em Paris, na França.

O letreiro tem uma estrutura com pintura automotiva, resistente à chuva e ao sol. A escolha do nome xodó não foi à toa, é uma continuidade à ação da prefeitura de instalar letreiros com referência às palavras utilizadas pelos moradores da cidade.

“O objetivo desse terceiro letreiro foi colocá-lo numa praça requalificada recentemente pela prefeitura e que tem muita visitação turística. Ele vem como complemento aos outros atrativos que existem aqui, como a pracinha”, explicou a secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, Ana Paula Vilaça.

Segundo ela, a ideia de criar espaços para colocação de cadeados foi uma forma de conectar a população com o letreiro. “Estamos criando com os letreiros uma tradição de usar nosso vocabulário. E nesse as pessoas poderão expressar seu amor à família, a alguém e à própria cidade. É uma forma de as pessoas se aproximarem da praça”, disse.

O Recife já possui outros dois letreiros. Um deles, com o nome da cidade, instalado no Marco Zero, no Bairro do Recife. O outro está instalado no 2º Jardim de Boa Viagem, com a palavra “Oxe”. Um quarto letreiro será instalado, em dezembro, na Zona Norte.

O evento de inauguração do novo equipamento ocorreu na noite desta quarta-feira (21), com apresentação de Gerlane Lops, dentro da programação do Recife Mais Cultura. Morando no Recife há três meses, o consultor de informática Edson Garcia, 56 anos, e a dona de casa Luciene Garcia, 55, viram a programação na internet e foram visitar a novidade.

“É uma proposta bacana, pois remete à cidade, dá uma ideia de cuidado, de valorização”, disse Edson. Cariocas morando no Recife há 15 anos, o militar Gilberto Gomes, 56, e a advogada Ana Maria Florido, 58, também visitaram a atração. “Achei ótimo, principalmente para tirar foto. Não sabíamos que tinha o letreiro, fomos pego de surpresa”, disse Ana Maria. 

Diario PE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *