Bradesco Saúde faz apostas no mercado pernambucano

Resultado de imagem para bradesco saude

Acreditando no potencial do Nordeste, sobretudo Pernambuco, o Bradesco Seguros aposta em dois novos produtos para reforçar sua atuação no estado nos próximos meses no segmento de saúde.

No dia 3 de setembro, a instituição lança o Saúde Efetivo Recife, uma parceria com o Hospital Português. Já no primeiro semestre de 2020, vai investir na abertura da primeira unidade Meu Doutor Novamed, que será instalada no Shopping RioMar, em uma área de 800 metros quadrados a 1,2 mil metros quadrados.

A parceria com o Português está dentro da estratégia de desenvolver produtos para competir regionalmente e ajuste em sua rede de prestadores. Hoje, o plano possui em Pernambuco entre 130 mil e 150 mil segurados e a meta é dobrar carteira até o fim de 2020.

O otimismo vem também da aposta da volta do emprego e, consequentemente, da concessão do benefício de assistência de saúde a esses novos funcionários, que, segundo Manoel Peres, presidente da Bradesco Saúde, já começou a ser sentida em alguns estados, mas ainda não significativamente em Pernambuco.

“Nos últimos dois meses, estamos sentindo o crescimento na carteira. São pequenas empresas retomando os negócios”, conta. Como não possui uma rede própria, como algumas das suas concorrentes em Pernambuco que lideram o mercado local em número de vidas na carteira de clientes, o Bradesco pretende concentrar uma cartela significativa de serviços médicos nas dependências do Hospital Português, agregando ao plano de saúde uma referência no território pernambucano.

Já para a Meu Doutor Novamed, a instituição projeta investir R$ 6 milhões nessa unidade de atenção à assistência médica primária, que vai priorizar o atendimento personalizado em 12 especialidades. “O objetivo é garantir a qualidade da assistência continuada. Os médicos serão remunerados por hora, não pela quantidade de atendimentos.

Isso trará mais qualidade no serviço prestado”, explicou Peres, destacando também o uso do prontuário eletrônico, utilizando a tecnologia da pernambucana MV. No projeto de expansão dessa rede pelo Brasil, a ideia é multiplicar as oito existentes em São Paulo em 60 unidades espalhadas pelo país com um investimento superior aos R$ 150 milhões. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *