Porto Digital no Recife possui 900 vagas de emprego

Empresa selou parceria com instituições de ensino para realizar cursos de capacitação para preencher vagas

Porto Digital

O Porto Digital está com um novo Plano de Formação e Capacitação. O Porto criou os cursos em parceria com instituições do ensino superior, que surgiu a partir da demanda das empresas encubadas que contam com cerca de 900 vagas em aberto na área de desenvolvimento de software e negócios.

Os cursos co-branding são ofertados pelo Centro Universitário Tiradentes, Fundação Dom Cabral e Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). As matrizes curriculares para os cursos foram feitas com participação de um grupo de empresários e empresárias do parque para atender a demanda por profissionais e garantir o crescimento sustentável do polo tecnológico, estimulando a competitividade.

As atividades começam no segundo semestre deste ano, e as aulas terão foco no desenvolvimento de competências e habilidades requisitadas pelo mercado.

Segundo a gerente de Pessoas do Porto Digital, Marcela Valença, todas as vagas que precisam ser preenchidas são para cargos profissionais e que os cursos são de graduação, além de pós-graduação. “A maioria das vagas são de desenvolvedores e esses cursos surgem para poder formar esse capital humano e trabalhar no parque tecnológico. Fizemos uma rodada para entender o que as empresas precisam qual o perfil profissional que precisam, perfil pessoal, e fizemos essa parceiras”, disse.

A gerente conta ainda que apesar de não ser gratuito, o Porto Digital busca parcerias para que o custo para as pessoas seja menor. “Esses cursos são tecnólogos, e são feitos por instituições privadas, então os interessados precisam de um investimento, mas estamos procurando parceria com o Governo do Estado, e tentando com o ProUni, em pareceria com o Governo Federal”, afirmou.

Marcela conta ainda que um diferencial dos cursos é a garantia da empregabilidade nas empresas do Porto Digital. “O nosso diferencial é a garantia da empregabilidade, o curso é modelado pelas empresas do Porto. A ideia é fazer com que os alunos façam residência e estágio, rodando nas empresas. As empresas que vão formar esse capital humano, acompanhando desde os primeiros passos”, contou.

Além de suprir a necessidade de suprir as quase 900 vagas em aberto, o Porto Digital ainda tem o interesse de dobrar de tamanho em número de profissionais e de empresas nos próximos cinco anos. Só no próximo ano deverão ser 4 mil vagas abertas. Atualmente são 9 mil colaboradores e 328 empresas no parque tecnológico, e esperam chegar a marca de 20 mil colaboradores e 600 empresas até o ano de 2024.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *