In Loco recebe aporte de R$ 80 mi e abre 100 vagas de trabalho no Recife

Oportunidades serão lançadas pela empresa, uma das mais promissoras do Porto Digital, nos próximos 12 meses

In Loco, empresa inovadora no Recife.

Apontada como uma das empresas mais promissoras do Porto Digital, a In Loco vai abrir 100 novas vagas de trabalho no Recife nos próximos 12 meses. A ampliação do quadro de pessoal será possível porque, nesta quinta-feira (13), a startup pernambucana mostrou que virou um gigante da tecnologia e captou um aporte de US$ 20 milhões – cerca de R$ 80 milhões – em uma rodada de investimentos em São Paulo.

O recurso vem de investidores nacionais e internacionais e vai permitir que a empresa lance novos produtos e amplie seus negócios, inclusive nos Estados Unidos. “É a maior rodada de investimento. Antes disso, tínhamos captado por volta de US$ 5 milhões nos quatro anos de empresa”, comemorou o CEO da In Loco, André Ferraz, destacando que, para dar suporte a essa ampliação, a empresa vai fazer novas contratações na sede, no Recife.

“Vamos abrir várias vagas no Recife. Já no curtíssimo prazo, serão de 40 a 50 vagas para engenharia de software, cientista de dados e segurança da informação. Mas, no total, nos próximos 12 meses, serão mais de 100 vagas”, adiantou o CEO, lembrando que todas as informações sobre todas as novas oportunidades de trabalho ficam disponíveis no site da empresa.

Com a expansão dos negócios, a empresa, que também está presente em São Paulo e no Rio de Janeiro, ainda projeta a abertura de novos escritórios em Brasília e no Sul do País, possivelmente em Porto Alegre.

Por isso, é possível que outras 40 novas vagas de trabalho sejam abertas pelo Brasil nos próximos 12 meses. Quando o escritório dos Estados Unidos estiver pronto, outras 30 oportunidades de trabalho devem ser criadas. “A gente quer dobrar o faturamento da empresa no Brasil esse ano. Vamos passar dos R$ 100 milhões”, projeta Ferraz.

Investimentos
Antes dessa rodada de investimento, o maior apoiador financeiro da In Loco era o fundo de investimentos sul-africano Nasper, que também está por trás da operação de empresas como a OLX e a Movile (dona do iFood) no Brasil. Agora, porém, a In Loco também receberá investimentos do fundo americano Valor Capital Group e do brasileiro Unbox Capital, cujo maior financiador é a família Trajano do Magazine Luiza. 

“Conseguimos trazer investidores muito bons para o negócio. São duas visões diferentes, mas que vão nos ajudar bastante. O Valor Capital vai contribuir com a nossa expansão para os Estados Unidos. Já o Unbox Capital tem um conhecimento gigante sobre varejo, que é hoje o nosso principal segmento”, comentou Ferraz.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *