ITAPISSUMA ONDE O RIO E O MAR SE ENCONTRAM

A imagem pode conter: texto

HISTÓRIA

O local onde hoje fica a cidade de Itapissuma foi, primitivamente, uma
aldeia indígena situada entre o mar e o Rio Itapissuma. Ali, em 1588 foi fundado um povoado, por iniciativa de padres franciscanos,entre dois alagados, Bacurinho, ao norte e Suruajá ao sul.

Em 1646, ainda quando do domínio holandês, foi construída uma ponte
ligando a Vila de Itapissuma à Ilha de Itamaracá, à época capitania do donatário Duarte Coelho. Hoje essa ponte se chama Getúlio Vargas.

A primeira capela construída em Itapissuma foi a de São Gonçalo do Amarante, do século XVII, fundada pelo padre Camilo de Mendonça. A palavra Itapissuma é de origem Tupi Guarani, que quer dizer Ita – Pedra – Xuma – Negra e designavam as grandes pedras negras e moles que existiam às margens do Canal de Santa Cruz.

Para alguns, a palavra seria uma corruptela de Itapicima e significaria pedra de superfície lisa.
Como boa parte dos municípios pernambucanos, a evolução de Itapissuma se deu da seguinte forma: aldeia, povoado, vila, distrito e município.

DADOS DO MUNICÍPIO

Itapissuma, município da Região Metropolitana do Recife, a 45 Km da capital, está situada no litoral norte de Pernambuco e cercada por rios, mar e manguezais. É reconhecida como um dos principais pólos náuticos do Nordeste, além de ser considerada Patrimônio da Humanidade por
sua reserva de Mata Atlântica. Às margens do Canal de Santa Cruz é possível ver toda beleza que reserva a cidade. A pesca artesanal é uma das principais atividades da
população. Se o visitante preferir comprar peixes, caranguejos, ostras, polvos, a dica é o Mercado de Crustáceos, um dos maiores da região.

FONTE: IBGE, AMUPE e CONDEPE/FIDEM


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *