14 MUSEUS DO RECIFE VÃO LEVAR REPRESENTAÇÕES DE SUAS COLEÇÕES AO FESTIVAL SMITHSONIAN FOLKLIFE

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e área interna

Brasil e Benin foram os dois países escolhidos para levar uma “amostra” de suas identidades culturais ao Festival Smithsonian Folklife, em Washington DC, no ano de 2020.

A partir desse convite, desde o mês de março, um grupo de representantes de 14 museus do Recife têm realizado reuniões em suas sedes para selecionar os elementos e representações que serão levados para a ocasião.

Assim sendo, o Museu do Homem do Nordeste sediará a próxima reunião, nesta quinta-feira (2), na sala do Educativo do Museu.

Por conta do perfil do evento, a ideia é levar para a ocasião: shows culturais, vídeos e fotografias, elementos que fazem parte do patrimônio imaterial do Brasil.

Os representantes dos museus recifenses participam das reuniões como opinadores relevantes sobre o que levarão para o Festival, e não disponibilizando peças de seus acervos.

“Queremos levar algo que mostre quem somos. Algo que é bastante importante, é quebrar alguns tabus da visão que os estrangeiros têm sobre a cultura do Brasil”, afirmou Frederico Almeida, coordenador do MUHNE.

Confira a matéria completa em: https://bit.ly/2LdZvU3

FUNDAJ


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *