Queijo e manteiga produzidos no Estado já podem ser comercializada em todo o Brasil

Os produtos oriundos das agroindústrias do Estado de Pernambuco, com Registro aprovado na Adagro, a partir de agora poderão ser comercializados em todo o Brasil. Em portaria publicada nesta terça-feira (16), no Diário Oficial da União, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) concedeu à Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro) o reconhecimento da equivalência do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) junto ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA).

Com a medida, surge um novo e promissor cenário que permitirá o aumento da produção pernambucana em razão da abertura do mercado nacional, permitindo que os produtos do Estado sejam reconhecidos pela sua qualidade e inocuidade, consolidando a dedicação e visão empreendedora do empreendedor pernambucano.

A adesão ao SISBI é voluntária, porém as empresas devem atender às adequações necessárias. “Ser aprovado no SISBI é comprovar que temos um serviço de inspeção equivalente ao federal. Isso traz benefício tanto para os empresários, porque representa a possibilidade de ampliar o comércio, como também garante o fornecimento de alimentos seguros para o consumidor final”, explicou o presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima.

Três estabelecimentos com adesão ao SISBI já podem comercializar seus produtos em todo o Brasil: o laticínio Campo da Serra, o laticínio Veturosa e a Aska alimentos (ovos pasteurizados). Estes terão o selo do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) juntamente com o selo específico do SISBI nas embalagens, sem precisar do registro no Mapa.

Para o secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Dilson Peixoto, a adesão ao SISBI é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela Adagro. “Pernambuco é o único estado do Nordeste com o certificado de equivalência do Serviço de Inspeção Estadual, o que representa o reconhecimento da qualidade do trabalho desenvolvido pela Adagro. Uma boa notícia para o Estado e, principalmente, para os produtores pernambucanos que ganham com a ampliação do mercado”, destacou.

O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), que faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), estabelece padrões e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal com o objetivo de garantir a inocuidade e a segurança alimentar.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *