Acabou a mordomia do procurador que morava em Portugal

A Advocacia-Geral da União demitiu quarta-feira o procurador Sandro Alex de Souza Simões por abandono de cargo.

Com salário de R$ 26 mil, Simões morava há três anos em Lisboa com licença remunerada.

O caso foi revelado pelo Radar em abril de 2018. Na época, o procurador estava em busca de emprego na capital portuguesa.

Ele dizia estar licenciado para estudos em Portugal.

(Com informações da Veja)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *