CABOCLO DE LANCA, O GUERREIRO DO CARNAVAL PERNAMBUCANO

O caboclo de lança é um dos personagens mais conhecidos do nosso folclore carnavalesco. Proveniente de expressões que misturam culturas afro-indígenas, a figura se desenvolveu fortemente na Zona da Mata pernambucana. Até a década de 1920 eram, em sua maioria, trabalhadores das lavouras de cana de açúcar. Na época, os caboclos não despertavam tanto interesse nem fascinavam as pessoas, pois só viviam e desfilavam nas cidades interioranas de Pernambuco.

Na década de 1930, a decadência dos engenhos “banguês”, o crescimento da indústria e a modernização da economia acentuaram o deslocamento do povo do campo para as cidades e o litoral. Junto com eles, chegaram ao Recife as ricas tradições da Zona da Mata canavieira, especialmente o maracatu rural e seus personagens carnavalescos.

Os caboclos de lança representam os guerreiros que protegem uma nação, com danças que são formadas por movimentos de combate. O ritual que antecede essa apresentação envolve cerimônias que acontecem em terreiros, como a benção das lanças e da flor que carregam na boca, a consagração da Calunga (boneca representando a divindade, levada pela baiana no maracatu), e a abstinência sexual dos homens, que começa alguns dias antes do carnaval.

Parte dos pesquisadores admite a origem desse maracatu a manifestações populares, como cambinadas, bumba-meu-boi, cavalo-marinho, coroação dos reis negros, caboclinhos, folia de Reis, todas celebradas no interior de Pernambuco.

Fotos do acervo Katarina Real, da Villa Digital

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco e pessoas dançando

Foto 1: Coreografia de caboclos de lança do Maracatu Rural, 1989

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Foto 2: Caboclos, exibindo as várias etapas de acomodação das cabeleiras, 1964

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé
Foto 3: Caboclos de lança em evolução, 1966


5 Comments:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *