A FAMOSA PITOMBEIRA DOS QUATRO CANTOS DE OLINDA

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

“Se a turma não saísse, não havia carnaval” 🎶

Ainda bem que todo ano, a turma sai. Esse famoso trecho do carnaval pernambucano faz parte do hino da Troça carnavalesca Pitombeira dos Quatro Cantos, que comemora seus 72 anos em 17 de fevereiro.

Neste dia, no ano de 1947, um grupo de rapazes sem camisa carregando galhos de árvore de pitombeira saiu pelas ruas do Sítio Histórico de Olinda.

Assim nasceu a Troça Pitombeira dos Quatro Cantos, que desde sua primeira segunda-feira de carnaval mantém a tradição de sair da sede, na Rua 27 de Janeiro. Por 3 anos consecutivos os participantes não usaram fantasias, até que, em 1950, o grupo se vestiu com fantasias de palhaços sem máscaras.

Essa tradicional agremiação do carnaval de Olinda faz sucesso até hoje com seu desfile, marcado por uma orquestra formada por instrumentos de sopro e percussão e agora com fantasias detalhadamente confeccionadas.

Todos os anos, a troça levanta no seu estandarte, criado em 1953. No centro, um losango com a imagem da Rua Prudente de Morais, que também faz parte dos Quatro Cantos, e os afortunados cachos de pitombas ao redor que lembram a origem do bloco.

O refrão do hino escrito por Alex Caldas expressa a sua vontade e de todo folião de participar do bloco:

“Bate bate com doce Eu também quero, eu também quero” 🎶


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *