Você sabe quem era Katarina Real?

Vamos ter uma exposição com algumas imagens dela no Domingo na Fundaj.

Katarina foi uma fotógrafa e antropóloga americana apaixonada por Carnaval. Em 1957, ela veio veio a Pernambuco com o marido e hospedou-se na casa do jornalista Luiz Beltrão. Ela conheceu o carnaval recifense no período de Momo por intermédio da família dele e ficou fascinada.

Por onde passava, Katarina não perdia a oportunidade de registrar as manifestações folclóricas. Seduzida pelo objeto de estudo, Katherina Kate Royal se tornou uma “gringa abrasileirada” que, paulatinamente, vai sendo reconhecida como “representante do folclore estadual” ao ponto de receber o título de Cidadã do Recife em 1960.

O trabalho da artista é de extrema importância para a bibliografia da cultura popular do estado de Pernambuco. Uma parte do acervo estará em exposição na Sala de Leitura Nilo Pereira, no Derby, durante o Domingo na Fundaj, das 9h às 13h. Você também pode acessar o site da Villa Digital e conferir todas as fotografias registradas por ela.

A imagem pode conter: 3 pessoas

Foto 1: Desfile da Troça Destemido de Campo Grande, 1963

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, casamento e atividades ao ar livre
Foto 2: Urso, 1989

A imagem pode conter: 3 pessoas
Foto 3: Orquestra de Caboclinhos no Sítio da Trindade, 1961

A imagem pode conter: 5 pessoas, atividades ao ar livre
Foto 4: Rei da tribo Tabajara, 1964

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Foto 5: Apresentação do Bumba Meu Boi do capitão Pereira, 1961

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas dançando, pessoas em pé e sapatos
Foto 6: Nascimento do Passo no ritmo do frevo, 1990

Confira o acervo completo da Villa Digital com as fotos de Katarina: https://bit.ly/2DwWAzC


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *