Pernambuco aprova benefícios para 26 empreendimentos, com 793 novos empregos

Empreendimentos vão investir R$ 146 milhões em Pernambuco segundo o Condic

Por: Marina Barbosa

Reunião do Condic

Reunião do Condic
Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A 104° reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), realizada na manhã desta quinta-feira(31) pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), aprovou a concessão de benefícios fiscais para 26 empreendimentos investirem R$ 146 milhões no Estado. São 14 indústrias, oito importadoras e quatro centrais de distribuição que vão se instalar ou ampliar a operação que já mantêm em Pernambuco, gerando 793 novos empregos.

Os incentivos anuais estão previstos em R$ 45,9 milhões.

Os postos de trabalho estão distribuídos em 13 municípios pernambucanos, sendo 321 em cidades do Interior e 472 na Região Metropolitana do Recife. O maior empregador é a Pontas de Pedras Pescados do Brasil, que vai ampliar sua produção em Goiana, investindo R$ 24,3 milhões e gerando 215 empregos. Outra boa oportunidade está em Petrolina, onde a São Francisco Têxtil vai aumentar sua fábrica com uma nova linha de produtos. É um investimento de R$ 46,5 milhões que vai gerar 181 vagas de trabalho.

Ainda há boa quantidade de vagas em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife – a cidade receberá uma nova fábrica, a Metalúrgica Mor S/A, que vai produzir caixas térmicas, piscinas, escadas e poltronas em Pernambuco. E, para isso, vai aplicar R$ 34,7 milhões e contratar 102 pessoas. Outras duas novas fábricas serão instaladas no Recife: a Alileve Fabricação de Água Envasada e a Lima Comércio Alimentício. E outra em Bezerros: a WLC Indústria e Comércio de Alimentos.

Os números da reunião desta quinta, porém, são menores que os do último encontro do Condic, realizado em outubro do ano passado – na ocasião, foram aprovados incentivos fiscais para 41 projetos que aplicaram R$ 396,6 milhões e geraram 1.063 empregos no Estado. Mesmo assim, o novo presidente da AD Diper, Roberto Abreu, garante que a economia e atração de investimentos estão se recuperando.

“Há empreendedores nos procurando e muito interesse em novos investimentos. Então, teremos um bom ciclo de realizações”, garantiu Abreu, lembrando que a reunião desta quinta corresponde à última reunião de 2018, cancelada em dezembro devido à reforma do secretariado do governo Paulo Câmara. Por isso, outras quatro reuniões do Condic serão realizadas neste ano. “Outro ponto interessante é a diversidade de setores beneficiados nesta reunião. Há projetos de pescados, plásticos, têxtil etc. É um sinal de que a economia está sendo retomada em todos os setores”, afirmou Abreu.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *