HISTÓRIA E O ABANDONO DA LINHA DE TREM RECIFE-PAUDALHO

A imagem pode conter: céu, casa, nuvem, atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: planta, árvore, céu, grama, atividades ao ar livre e natureza

A linha que originalmente unia a estação de Brum, no Recife, a Pureza, próximo à divisa entre Pernambuco e Paraíba, foi aberta de 1881 a 1883 pela Great Western do Brasil, empresa inglesa que tinha a posse e a concessão da E. F. Recife ao Limoeiro.

Esta linha avançou até Pilar, na antiga E. F. Conde D’Eu, incorporada à GW em 1901, onde sua linha, aberta em 1883, entre outros ramais, avançava até Nova Cruz, já no Rio Grande do Norte e da E. F. Natal a Nova Cruz, que também passou à GW, na mesma época.

Para ligar estas duas últimas, a GW construiu em 1904 um trecho de 45 km, formando então o que veio a ser chamado de Linha Norte. Quando ocorreu a venda da GW para a Rede Ferroviária do Nordeste, no entanto, o trecho do RN já não mais pertencia à GW, mas foi incorporado à RFN, e em 1957 tudo isso foi uma das formadoras da RFFSA.

A linha está ativa até hoje sob o controle da CFN, que obteve a concessão da malha Nordeste em 1996, mas trens de passageiros não circulam mais por essa linha desde os anos 1980.

A ESTAÇÃO: A estação de Pau D’Alho foi inaugurada em 1881.

No município existiam ainda diversas linhas de usinas que se ligam com a linha da RFN: as da Usina Mussurepe, da Petribu e a da Paulista ou Timbó, sendo que esta última não se ligava.

“A estação do Paudalho deve ter sido muito importante no tempo da RFFSA, a mesma possui amplo pátio de manobras e também uma provável pequena oficina de reparos, pois encontrei um fosso por sob os trilhos de uma derivação da linha que servia a lateral do pátio e restos da coberta.

São 3 vias à frente da estação e mais 3 desvios que levam à lateral da mesma. Faz-me pensar que era um ponto importante para a ferrovia pois ainda existem as casas da vila ferroviária, o que significa a meu ver que era ponto de apoio da superintendência de Produção Recife, a SR12. O capim já cobre todas as vias laterais, mas ainda estão lá” (Sydney Correa, 01/2009).

Em 2016, a antiga estação estava em excelente estado, servindo como arquivo municipal.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *