Colégio Motivo orienta estudantes no período de férias

Psicóloga educacional do Colégio Motivo dá dicas aos estudantes para aproveitar o tempo livre das férias.

Resultado de imagem para colégio motivo recife

Para alguns alunos as férias significam descanso, viagens, diversão, mas, para quem terminou o último ano letivo ainda com metas ainda não atingidas elas podem ser um período importante para melhorar o desempenho escolar. Aí, surge a pergunta: o que fazer? Descansar e recuperar as energias ou estudar? Essa decisão depende de muitos fatores, que variam de pessoa para pessoa. Segundo a psicóloga Danielle Ferreira Fazio, especialista em educação do Colégio Motivo, o mais recomendável é o equilíbrio. Ela afirma que o ideal é descansar e tirar algumas horas para estudar.

A profissional explica que o recesso é importante e justo para o estudante que teve êxito nos estudos: “Esses alunos devem aproveitar as férias”. Aos que tiveram dificuldades em algumas disciplinas, ela orienta sobre a importância de repor os estudos e recuperar o conteúdo das aulas que não foi bem assimilado. “Aproveitar as férias para recuperar algum conteúdo perdido, mas sempre dando intervalo entre uma disciplina e outra”, esclarece. O descanso é fundamental para aumentar a energia e pôr as ideias no lugar.

O papel da escola também é importante para que os jovens possam aproveitar o máximo de tempo. Para apoia-los e orienta-los durante todo o ano letivo, a coordenação educacional, junto com a psicóloga, realizam um trabalho de orientação aos estudantes e também aos pais, onde são identificadas as dificuldades de cada um para que seja construído um desempenho satisfatório.

Nas unidades do Colégio Motivo é desenvolvido o ‘Protagonismo’ do aluno, onde, num processo de auto avaliação, ele entende suas deficiências e percebe a importância dos estudos para a vida dele e passa a ser responsável pelas suas atividades. “O nosso aluno se compromete com seu desempenho. E juntos, escola e família, é dado o suporte necessário para identificar as fraquezas e criar um plano de ação de estudo”, afirma Danielle. Todo esse trabalho é realizado com equilíbrio e estratégias traçadas através do diálogo, despertando no aluno o desejo de estudar.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *