Vitrine acelera vendas de carros de luxo no Recife

Com 28 anos de operação, a concessionária JBS investiu em inauguração de loja premium no Pina e já contabiliza resultados no número de vendas

Por: Kauê Diniz

Somente nesta nova unidade da zona sul, a empresa negociou 29 veículos no mês de novembro. Foto: Jorge Moraes/DP (Foto: Jorge Moraes/DP)

Somente nesta nova unidade da zona sul, a empresa negociou 29 veículos no mês de novembro. Foto: Jorge Moraes/DP

Porsche, Jaguar, Audi, Mercedes, Land Rover, BMW… Expor na vitrine, em uma avenida na qual milhares de pessoas passam diariamente na Zona Sul do Recife, sonhos de consumo fomentados desde a adolescência, sobretudo de nove em cada de homens, é uma receita que vem contabilizando resultados à JBS. Aos 28 anos, a concessionária apostou em abrir uma nova unidade, há três meses, na Herculano Bandeira, na descida da Ponte do Pina, estilo loja-conceito, com veículos de luxo, onde o tíquete médio é de R$ 150 mil. Nesse período, o saldo foi positivo, ultrapassando, já em novembro, a meta estabelecida de vender 25 carros por mês – negociou 29 – nessa unidade que recebeu investimento de R$ 4 milhões.

A aposta tem sentido. O grupo, que trabalha com novos e seminovos abrangendo todas as categorias de preço, nas demais lojas no Recife (três ao todo), quer se manter na carona no mercado premium, que, apesar da crise econômica do país, vê o desaquecimento das vendas à distância no retrovisor, um exemplo foi a sueca Volvo – cresceu 85% em vendas no Brasil nos oito primeiros meses de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado.

“Tivemos, em relação a 2017, um crescimento de vendas de veículos novos. Já os seminovos, em geral, caiu. Mas quando fazemos o recorte para os automóveis de luxo, onde a diferença de preço é muito grande entre o novo e seminovo, tivemos um bom crescimento, justamente por essa essa margem superior”, explica Solon Galvão Filho, que administra a unidade do Pina e é herdeiro do fundador da JBS. Ele conta que os modelos Corolla, HRV, Civic, além dos SUV em geral, são aqueles que menos passam tempo no showroom, devido à maior procura.

Porém, para quem observa a vitrine da loja premium do Pina – ao lado tem outra da marca, que existe desde 2013 e tem um tíquete médio de R$ 100 mil – é fácil visualizar modelos como um Porsche Cayenne, 2017 (R 378,9 mil) ou um Audi RS6, 2015/2016 (R$ 429,9 mil). Máquinas que chamam atenção também de quem vem de fora do estado para tirar visto norte-americano – o Consulado do EUA fica em frente – ou vai ao Shopping RioMar, a alguns metros. “Conquistamos mais visibilidade com essa loja. Essa localização ajuda a atrair muita gente, inclusive turistas que vêm de Alagoas e Paraíba. Mas vendemos para todo o Brasil, já que hoje as pessoas também pesquisam e compram analisando o veículo pela internet”, destaca Solon, reforçando que também vende carros do segmento popular, direcionados à loja localizada na Avenida Caxangá.

A família começou a tocar outro negócio, desta vez com o irmão Saulo Melo à frente, em um endereço quase ao lado das duas lojas do Pina. Lá, funciona um lava-jato e serviços de requalificação do automóvel, que vai funcionar tanto para o cliente comum como para a própria JBS, quando há necessidade de dar um chamado “banho de loja” em alguns veículos seminovos adquiridos para ser revendidos posteriormente.

BLINDAGEM

Outro serviço que Solon Filho observa uma demanda maior, oferecido através de parceria com terceiros, é a blindagem de veículos, um pedido que, muitas vezes surge como item de primeira necessidade quando um motorista vai pesquisar um carro no JBS. Hoje, inclusive, aquele valor de R$ 45 mil a R$ 50 mil que se “perdia”, quando se investia em uma blindagem, já que na hora na revenda essa quantia não se absorvia no preço final, tem-se incorporado a essa conta, destaca o empresário.

“Hoje é muito fácil comprar um seminovo com blindagem. Vendo, em média, cinco carros por mês blindados nas duas lojas do Pina. Se tivesse mais opções de modelo, venderia até mais”, diz Solon.

DP Empresas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *