Especialista alerta sobre os cuidados com olhos no verão

Além da pele, cabelo e hidratação, a visão também precisa de cuidados durante a estação mais quente do ano para que não ocorram danos na saúde ocular

Resultado de imagem para ÓTICASPE

Cuidados com a pele e cabelo são redobrados com a chegada e no decorrer do verão, porém existe também outra parte do corpo que é necessária uma alerta especial na estação mais quente do ano, os olhos. Nessa época, a incidência de raios ultravioleta é mais intensa e a prática de atividades pode ser propícia no comprometimento da saúde ocular.

Quando os olhos ficam expostos exageradamente ao sol, durante muito tempo, pode acarretar no desenvolvimento de doenças como catarata e câncer. E, em curto prazo, as queimaduras e inflamações na córnea também são indicativas que os raios solares estão prejudicando a saúde dos olhos.

“Do mesmo jeito que a pele e o cabelo sofrem com a superexposição ao sol, o olho também corre risco. São condições que vão desde a alteração na superfície do olho gerando o pterígio, conhecido como ‘carne crescida’, até danos nas retinas”, informa o médico oftalmologista e vice-diretor da Sociedade de Oftalmologia de Pernambuco (SOPE), Bernardo Cavalcanti.

É importante que as pessoas fiquem atentas aos cuidados com os olhos não só durante o verão, considerando que os raios ultravioleta estão presentes ao longo do ano todo com maior ou menor intensidade. Além disso, outro ponto a ser lembrando é que no verão também ocorrem às férias escolares, o que deixa os pais em estado de alerta com seus filhos.

O especialista explica que são necessários cuidados com as brincadeiras e práticas de esportes para que haja o mínimo de segurança, pois tudo está propenso a acidentes nos olhos. “Um exemplo é que se houver uma queimadura nos olhos por causa de produtos químicos, a principal conduta é lavar com água mineral; depois procurar uma unidade de saúde”, descreve Dr. Bernardo.

O médico dá dicas para aproveitar o verão sem descuidar da visão. “Os cuidados nesse período não são superlativos, mas é recomendável que as pessoas não exponham os olhos diretamente ao sol. Além disso, usar boné, tentar achar um lugar de sombra e óculos escuros ajuda muito. Mas no caso dos óculos escuros, é preciso que haja a consciência de não usar um pirata porque irá prejudicar muito mais do que ajudar”, diz o médico.

Segundo a Associação das Óticas de Pernambuco (ÁÓTICASPE), o consumidor precisa ficar atento na compra de seus óculos escuros para que não sejam enganados ou comprem uma lente mais barata, sem garantia de qualidade. A AÓTICAS adverte que o uso de óculos de sol clandestino pode prejudicar a saúde ocular uma vez que as lentes são de plástico. Ou seja, mesmo as lentes sendo escuras elas conseguem dilatar a pupila do olho gerando maior abertura para os raios ultravioleta. Além disso, a associação adverte que a compra de produtos falsificados é crime.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *