CONHEÇA A HISTÓRIA DO BAIRRO DOS COELHOS NO RECIFE.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A região que atualmente é ocupada pelo bairro de quase oito mil habitantes era o Cemitério dos Judeus ✡ durante a ocupação holandesa em Pernambuco.

A capitania recebeu muitos judeus que fugiam da Península Ibérica 🇵🇹🇪🇦 onde eram perseguidos e massacrados pelas inquisições. Os holandeses 🇳🇱 por sua vez, permitiam que eles manifestassem a sua fé e centenas de judeus vieram para solo recifense e, naquela região, ainda não chamada com o nome atual, sepultavam os corpos dos que morriam.

As terras receberam o nome de Sítio dos Coelhos 🐰 após a aquisição por parte da família Coelhos Cintra. Em 1818, de acordo com documentos históricos, pertencia ao herdeiro João Coelho da Silva e possuía uma casa de vivenda, uma capela e uma senzala para os escravos. Já em 1824, as terras foram vendidas para Elias Coelho e, posteriormente, adquiridas pelo governo para que lá funcionassem currais de gado 🐂🐃🐄 matadouro e curtume.

Em 1846, parte do Sírio dos Coelhos foi transformado no hospital de caridade São Pedro de Alcântara que, em 1847, foi renomeado como Hospital Pedro II 👑 Neste mesmo prédio, posteriormente ampliado, atualmente funciona o IMIP 😯

A população passou a ocupar a região. Nos arredores das construções e na beira do Rio Capibaribe, foram construídas pequenas casas 🏘 como alternativa aos já presentes problemas de habitação do Recife.

E sabia que já na divisa entre os Coelhos e a Boa Vista fica a Igreja de São Gonçalo ⛪ Não muito conhecida pelos recifenses, sua capela-mor foi erguida em 1712 ⌛


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *