O BAIRRO DOS HOLANDESES E DOS JUDEUS NO RECIFE

Para começar, sabia que o nome do bairro onde atualmente moram cerca de 15 mil pessoas vem de um palácio? 🏛 Pois é, o Palácio da Boa Vista (chamado de Schoonzit, em holandês) foi construído por Maurício de Nassau 🇳🇱 em 1643, e era usado para seu repouso e lazer às margens do Rio Capibaribe.

Também durante a ocupação holandesa, a região recebeu algumas pontes, que possibilitaram o surgimento de povoados 🏘 As construções seguiram ao longo dos anos e, no século XIX, foi construída a Ponte da Boa Vista. As suas proximidades foram aterradas, surgindo algumas vias que hoje marcam o bairro, como a Rua da Aurora, a Rua do Aterro (hoje chamada de Rua da Imperatriz) e a Rua Formosa (atualmente, Avenida Conde da Boa Vista).

Os aterros de mangues seguiram ocorrendo, e no lugar surgiram os prédios do Ginásio Pernambucano e da Assembleia Legislativa. E sabe o Parque 13 de Maio? 🤔 Até a segunda metade do século XIX, a região que compõe o parque pertencia à Ilha do Rato 🐀 cercada por água do rio e mangue. Tudo foi aterrado e projetado, dando lugar ao primeiro parque urbano do Recife 🌳🌲 inaugurado em 1939, com paisagismo realizado por Burle Marx.

Também no século XIX, mas no início, foi construído o Mercado da Boa Vista, localizado na Rua de Santa Cruz. Os boxes hoje ocupados por bares e vendas, tem um passado vergonhoso. No início, o mercado era sede da venda escravos, que chegavam ao Brasil por meio de contrabando.

Passando para o século seguinte, antes da 2ª Guerra Mundial, o bairro da Boa Vista foi reduto de muitas famílias judias de origem europeia ✡ Por conta do antissemitismo e fugindo de perseguições, elas residiam principalmente nas proximidades da Praça Maciel Pinheiro. Não por acaso, lá perto está a Sinagoga Israelita do Recife, inaugurada em 1926, localizada na Rua Martins Júnior.

E você pode não ter notado ainda, mas esta praça é considerada “coração” ♥ do Recife. De lá, terminam ou iniciam as ruas da Imperatriz, do Aragão, da Conceição, do Hospício e Manoel Borba. Nesta última, inclusive, está localizado o Hotel Central 🏨 o primeiro prédio alto da capital pernambucana!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *