Como energias alternativas e renováveis estão melhorando a produção rural no Brasil

Com o apoio do Branco do Brasil, maior financiador do agronegócio brasileiro, produtores rurais podem implementar usinas geradoras de energia nas fontes solar, biomassa e eólica e reduzir o custo de produção….

Com a estiagem em boa parte do país, muitos consumidores receberam contas de luz maiores do que o costume em função da bandeira tarifária vermelha. Mas já imaginou se sua conta de luz ao invés de aumentar diminuísse de R$ 16.000 para R$ 320? Foi isso o que aconteceu em uma fazenda de aviários em Rio Verde, Goiás. Com investimento de R$ 2,1 milhões financiados pelo Banco do Brasil, maior parceiro do produtor rural, foi possível adotar a energia solar e, assim, reduzir a despesa em 98%.

Não foi um caso isolado. Em Jataí, também em Goiás, uma fazenda que produz grãos conseguiu investimento de R$ 1,7 milhão e reduziu a despesa com energia em 48% ao utilizar energia solar. Saindo de uma conta mensal de R$ 25 mil para R$ 14 mil.

As ações fazem parte do Programa Agro Energia do Banco do Brasil, lançado em abril de 2017 e tem como objetivo gerar créditos para a compensação junto às empresas distribuidoras, bem como possibilitar a redução do custo de produção, a autossuficiência na geração de energia, a produção e utilização de energia limpa, a transferência de tecnologia ao campo, a manutenção da renda e a ampliação dos negócios com o setor agropecuário.

O objetivo é garantir autossuficiência na geração de energia, redução do custo de produção por meio da implantação de usinas geradoras de energias alternativas e renováveis, nas atividades solar, biomassa e eólica. Por meio da produção e uso de energia limpa, o agronegócio também ganha com a transferência de tecnologia ao campo e manutenção da renda. Tudo isso, seguindo a regulação ambiental.

Liderança e inovação

Essa é apenas uma das ações que o Banco do Brasil tem para apoiar produtores rurais e o setor. A instituição financeira ocupa historicamente um lugar de liderança e protagonismo no apoio em crédito para o agronegócio, tendo hoje 59% de participação no Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR). No total, o saldo da Carteira de Crédito Agro é de R$ 184,7 bilhões.

A liderança é fruto de um esforço constante de melhoria e inovação para a oferta de crédito com soluções convencionais e digitais, conforme a demanda de cada cliente, e presente em todas as etapas de sua produção, seja ele um agricultor familiar, médio produtor, grande produtor, agroindústria ou cooperativa. Perante as atuais mudanças de comportamento de consumo e necessidade de inovação dos canais de atendimento, o Banco valoriza cada vez mais o relacionamento e a proximidade com os clientes, estando sempre atento às mudanças do mercado. Seja por meio dos correspondentes bancários, agências de relacionamento, atendimento especializado ou pelas soluções via internet e mobile, o BB oferece soluções modernas, inovadoras e ágeis.

Soluções personalizadas

No caso do Programa Agro Energia, por exemplo, além de reforçar o compromisso do BB com a sustentabilidade, o banco mostra o cuidado que tem com seus clientes disponibilizando soluções de crédito para agricultores familiares e empresariais, médio produtores e também cooperativas do agronegócio.

Além de pensar no potencial de cada produtor, foi criado um sistema de autossuficiência e compensação de energia para terceiros. O que significa que gerando energia para seu próprio consumo, o produtor poderá ainda devolver a energia excedente para a rede pública e criar crédito para seu consumo próprio, gerando ainda mais economia.

Seguindo as resoluções nr. 482/2012 e 687/2015 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), quando a energia injetada na rede for maior que a consumida, o consumidor receberá um crédito a ser utilizado para abater o consumo dos meses seguintes. Não é preciso pressa, os créditos de energia têm validade de até 5 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *