Quatro anos após Copa no Brasil, Pernambuco ainda tem obras inacabadas

Além de a Cidade da Copa não sair do papel, faltam ser concluídos o Ramal da Copa, TI Camaragibe, corredores Norte-Sul e Leste-Oeste de BRT

Carlos Ezequiel Vannoni

Quatro anos após a Copa do Mundo no Brasil, Pernambuco ainda tem uma série de obras inacabadas e um projeto abandonado, prometidos para serem entregues até a competição, ocorrida em junho e julho de 2014 no país. Obras que pretendiam garantir a mobilidade durante os jogos e após a competição operam até hoje na base do improviso, pois só tiveram um trecho concluído.

Além de a Cidade da Copa, projeto apresentado como primeiro modelo de cidade inteligente no Brasil, não sair do papel, faltam ser concluídos o Ramal da Copa, Terminal Integrado (TI) de Camaragibe, corredores Norte-Sul e Leste-Oeste de BRT, além do túnel da Abolição, todos localizados na região metropolitana do Recife (RMR).

O Ramal da Copa que contorna a Arena de Pernambuco, ligando ao TI Camaragibe, conta com duas partes: interna, que já foi concluída, e a externa. Esta segunda, que se estende do estádio até o terminal de ônibus, teve a construção paralisada devido a impasses na desapropriação de imóveis e também por conta das chuvas.

Já o Corredor Norte-Sul, com 33 km que ligam Igarassu ao Centro do Recife, teve apenas 26 estações entregues. Do total previsto de estações para veículos BRT, duas ainda estão em construção. A obra também inclui intervenções em terminais integrados de ônibus, a exemplo do TI de Igarassu, e alargamento de vias ao longo do corredor, o que ainda não foi realizado.

No corredor Leste-Oeste, depois de quatro anos, o serviço do terminal de passageiros da IV Perimetral não foi finalizado. Apesar de ter sido entregue, o túnel da Abolição, importante para o tráfego de veículos na Zona Oeste do Recife, também está com pendências.

Além do atraso nas obras que deveriam dar mais mobilidade na RMR, a gestão estadual não deu prosseguimento à construção da Cidade da Copa, rescindindo o contrato com a empresa responsável. Hoje, o espaço está tomado pelo mato e entulhos e a cidade planejada não saiu do papel.

Algumas obras ficarão prontas apenas em 2019
Em nota, a Secretaria das Cidades (Secid) de Pernambuco informou que as obras para a finalização do Ramal da Copa foram retomadas em 2017 com a execução das obras de conclusão do Viaduto V2. A previsão é que os serviços para essa etapa de retomada sejam concluídos no segundo semestre de 2018.

Sobre as pendências do corredor Norte-Sul, a Secid contou que a previsão é que sejam concluídas no primeiro semestre de 2019. Já o TI da IV Perimetral, que integra o corredor Leste-Oeste, tem previsão de conclusão no segundo semestre de 2018.

Além disso, de acordo com a secretaria, está sendo elaborado projeto para a implantação de quatro estações BRT de Camaragibe. Com base no projeto, será realizada licitação para a contratação de empresa que execute as obras.

“A finalização do Elevado e da estação BRT Elevado Bom Pastor está com processo licitatório aberto; assim como para a contratação da engenharia de execução do serviço de iluminação do Elevado”, disse a nota.

Sobre a Cidade da Copa, a Secretaria de Administração do Estado disse, em nota, que o contrato de concessão foi rescindido pelo governo do Estado em 2016, ficando apenas a Arena de Pernambuco. “A área é de propriedade do Estado e terá, no tempo próprio, a utilização adequada”, informa o órgão.

Destak – Recife


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *