Almoço em favor da recuperação da matriz de Casa Forte

Matriz de Casa Forte

A centenária Igreja Matriz de Casa Forte está fechada para reforma geral há cinco meses. A campanha Mutirão do Amor lançada em fins de dezembro de 2017 abriu o caminho para restauração dessa casa de Deus e precisa, cada vez mais, de doações.

O orçamento da obra foi estimado em R$500 mil e, por enquanto, foram arrecadados cerca de 40% desse valor que chegaram por meio de ofertas voluntárias em dinheiro, material de construção e encontros festivos.

O próximo evento do Bem está marcado para o dia 21 de junho próximo, uma quinta-feira, quando se pretende reunir 40 amigos da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus num almoço oferecido pelo Nez Bistrô onde o melhor tempero será a solidariedade.

Além de pertencer à Paróquia de Casa Forte, louvada por sua atuação junto à comunidade como eficiente prestadora de serviço evangelizador, espiritual, material e educacional, a Igreja Matriz tem história. Ela existe desde o século XVI.

Era a antiga capela do Engenho Casa Forte que fazia parte de terras doadas pelo donatário de Pernambuco Duarte Coelho Pereira a Diogo Gonçalves. O engenho, que deu origem ao bairro, teve vários donos, entre eles a destemida dona Anna Paes, exatamente na época do conflito entre pernambucanos e holandeses.

Em 1672, a igrejinha ficou em ruínas e somente foi restaurada entre 1909 e 1911, se tornando de imediato Matriz sob a invocação do Sagrado Coração de Jesus.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *