Moradores se unem para organizar comércio na Estrada de Aldeia

Foto: Tatiana PortelaO comércio informal às margens da PE-27 (Estrada de Aldeia) tem aumentado a cada dia, com a crise econômica e um número crescente de famílias entrando na informalidade. Preocupado com o destino daqueles trabalhadores, que representam risco para si mesmos e para os demais moradores da região ao obstruírem o acostamento da rodovia de forma irregular e ilegal, um grupo de aldeienses foi formado na última terça-feira para pensar uma solução.

Na Estrada que já não tem acostamento, as barracas representam um risco
Na Estrada que já não tem acostamento, as barracas representam um risco

A comissão de moradores, liderada pela aposentada Vera Portela, moradora de Aldeia há quase 40 anos, surgiu dentro do Fórum Socioambiental de Aldeia e deve envolver também a Prefeitura de Camaragibe. “O primeiro passo será ouvir esses comerciantes, saber de onde eles vêm, como vieram parar aqui e o que eles acham de ir para um espaço organizado em que possam trabalhar de forma segura, com direitos e deveres”, explica Vera.

O grupo, que se comprometeu a fazer um diagnóstico da situação, deve elaborar uma proposta a ser submetida aos demais integrantes do Fórum Socioambiental e posteriormente discutida com a Prefeitura de Camaragibe. Uma das ideias surgidas na reunião da terça-feira passada, é de que a municipalidade ceda um espaço que possui no km 8 (ao lado do restaurante No Quintal) para instalar as barracas de frutas e verduras.

Com a crise econômica vêm surgindo novos comércios na PE-27
Com a crise econômica vêm surgindo novos comércios na PE-27

Outra sugestão foi de que o comércio seja distribuído nas imediações do parque do km 11, conhecido como Espaço do Saber. Ou ainda, como terceira opção, encontrar locais ao longo da via em que possam ficar espalhados os pontos de venda, desde que devidamente recuados e cadastrados pela Prefeitura.

Quem tiver interesse de participar das discussões e colaborar com sugestões, deve procurar Vera Portela pelo WhatsApp: (081) 99975-4605 ou comparecer à reunião do Fórum Socioambiental, sempre nas primeiras e terceiras terças-feiras do mês, a partir das 19h, na Pousada Aldeia dos Camarás (km 2, na entrada ao lado da FOP).

PorAqui


Um Comentário:

  1. Ricardo Pablo

    Lugar que poderia ser organizado. Infelizmente, fica no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *