Estátua em homenagem a Naná Vasconcelos tem berimbau roubado no Marco Zero

O instrumento teria sido levado há cerca de um mês, de acordo com a esposa do percussionista pernambucano

Estátua foi inaugurada em fevereiro, às vésperas do Carnaval
Foto: Léo Motta/ JC Imagem

Nem mesmo a memória de Naná Vasconcelos, falecido em março de 2016, escapa da desatenção do poder público no Recife. Nesta sexta-feira (1º), a esposa do percussionista, Patrícia Vasconcelos, denunciou que a estátua que homenageia Naná, localizada no Marco Zero, teve o berimbau levado há cerca de um mês. A obra, que integra o Circuito da Poesia, foi inaugurada em 22 de fevereiro deste ano e, de acordo com a prefeitura do município, foi alvo de vandalismo.

“Eu amanheci muito triste com essa notícia. O berimbau tem uma simbologia muito grande na vida de Naná. Por isso quem fez, sabia o que estava fazendo. Naná fez tudo sempre com tanto amor, levou o nome de Pernambuco para o mundo e as pessoas fazem isso… É ainda mais chocante porque a prefeitura não fez nada. Eu, morando em Nova Iorque, soube antes deles que a estátua estava danificada há um mês”, criticou a esposa. A viúva cobrou manutenção e punição dos responsáveis. “Tem tanta câmera por ali. Isso precisa ser apurado.”

DENÚNCIA

Erguida em um totem de alfaias e voltada para a cidade, a peça tem 4,5 metros de altura e custou R$ 35 mil. A obra foi assinada pelo escultor Demétrio Albuquerque. Em nota, a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) informou que está ciente do caso e irá registrar um Boletim de Ocorrência (BO) junto à polícia para denunciar o ato de vandalismo. “A autarquia lamenta que atos desse tipo danifiquem as obras de arte espalhadas pela cidade. A Emlurb já acionou o artista autor da obra para programar o reparo necessário”, diz um trecho.

JC Cidades


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *