Nova ponte mais longa de Nova York é aberta ao público

Ponte estaiada substitui a antiga Tappan Zee sobre o rio Hudson. Com 5 km de extensão, já recebe automóveis, ciclistas e pedestres e pode vir a servir a um BRT ou trem

Foto aérea da ponte em NY, à véspera da abertura a

Foto aérea da ponte em NY, à véspera da abertura ao tráfego

créditos: Gabinete do Governador de NY/Divulgação
A nova ponte mais longa de Nova York, a Tappan Zee, foi aberta ao público na sexta-feira (25) da semana passada. Após quatro anos de construção e US$ 4 bilhões, a primeira das duas estruturas gêmeas de dois vãos suspensos por cabos foi aberta a automóveis, ciclistas e pedestres. 

Renomeada após o falecimento de Mario M. Cuomo (pai do atual governador, que também foi governador do estado de NY), a ponte de 5 km substitui a antiga ponte treliçada de aço de 61 anos, construída em um dos pontos mais largos do rio Hudson, conectando a cidade aos condados de Rockland e Westchester.

O projeto se estrutura em oito torres inclinadas de concreto com 217 m de altura, que ancoram os 192 cabos de suporte do tabuleiro principal da ponte. A estimativa é que por lá passem 140 mil veículos diariamente.

Quando estiver completa, a nova ponte contará com oito pistas de tráfego comum com outras quatro pistas adicionais de acostamento e para o fluxo de veículos de emergência. O governo estima que parte das pistas possam futuramente servir à passagem de um BRT (Bus Rapid Transit) ou linhas de trens urbanos. Também estão incluídos no projeto final uma ciclovia e um passeio para pedestres.


Desenho da ponte, com ciclistas e pedestres. Imagem: NY Thruway Authority/Divulgação

Perspectiva artística da ponte, com passeio de pedestres. Imagem: NY Thruway Authority/Divulgação

Segundo o governo, o projeto está cumprindo o cronograma de obras e seu custo se aproxima de US$ 1 bilhão a menos do que a previsão inicial. A ponte leste continua em construção e tem conclusão prevista para 2018.

Para saber mais, acesse aqui o site da ponte.

Fonte: ArchDaily  |  Autor: Patrick Lynch

Mobilize Brasil


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *