Confira 13 bares e restaurantes que oferecem clone no Recife

Promoção do clone é estratégia usada pelos empresários para atrair clientes em dia de fraco movimento

Artur Portela, do Yujo Temakeria, diz que clone representa 30% do seu faturamento semanal / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Artur Portela, do Yujo Temakeria, diz que clone representa 30% do seu faturamento semanal

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Que tal economizar comendo ou bebendo em dobro? Isso é possível com a promoção do clone, estratégia usada por muitos bares e restaurantes para atrair clientes, em um período de contenção de gastos. Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), a alimentação fora de casa foi o principal item cortado do orçamento por seis entre dez entrevistados (57%) no primeiro semestre deste ano. Com a promoção, empresários relatam aumento no movimento de até 40%.

Para ajudar a economizar, o Jornal do Commercio realizou um levantamento com 13 estabelecimentos, no Recife, com a ajuda do instagram Nanda pelos bares. Tem coxinha, pizza, temaki, caipirinha, pão de alho, linguiça e outras opções, em todos os dias da semana.

 

 

No Yujo Temakeria, no Cordeiro, Zona Oeste do Recife, o dia do clone de temaki representa 30% do faturamento semanal do empresário Artur Portela. Nas terças-feiras, este é o prato mais pedido. “Escolhemos a terça-feira, porque era um dia morto de movimento. Nesse dia, nós dobramos o uso dos principais insumos, como salmão, camarão e cream cheese, em relação a um dia comum”, comenta.

Além de melhorar o movimento em dias fracos, a promoção do clone também é uma oportunidade de fidelizar novos consumidores. No Wayne’s Burguer Star, na compra de um combo, na quarta-feira, o cliente ganha um hambúrguer igual ao que escolheu. “O faturamento mensal aumentou 10%, depois da promoção. Mas a prioridade é trabalhar o relacionamento com o cliente, tentar fidelizar”, diz a empresária Manuella Duque.

Pensando no mesmo, o Sushi Digital, no Recife Antigo, decidiu apostar em uma promoção mais agressiva. O clone, antes exclusivo nas quintas-feiras, passou a ser diário (de quarta a domingo) neste mês de setembro. “Assim, os clientes podem conhecer nossos drinques e peticos. Possivelmente, vamos fazer o mesmo em outubro, vai depender da demanda do público e do resultado de setembro”, diz o dono do restaurante, Pepe Valença. O bar oferece clone de caipirinha, caipiroska e caldinho de feijão.

REDES SOCIAIS

Para o cliente antenado, que está sempre buscando formas de economizar, a dica é acompanhar as redes sociais dos bares e restaurantes. O dono do Empório Baiano, na Tamarineira, Marcelo Pancada, não mantém um calendário fixo de promoções. “Para oferecer o clone e o melhor preço para o cliente, nós fazemos parcerias com fornecedores para diminuir os custos. Por isso, o cliente tem que ficar acompanhando pelas redes sociais”, diz. Ele atribui aumento de 40% na frequência, na terça e na quarta, à promoção.

Segundo o analista do Sebrae, especialista em alimentos e bebidas, Danilo Lopez, os empresários que estão usando a promoção em dias de fraco movimento para atrair e fidelizar novos clientes e apresentar seu trabalho estão no caminho certo. Porém, ressalta que não adianta oferecer promoções muito vantajosas, se não estiver preparado para receber o público. “O preço vantajoso não é a única coisa importante. É preciso lembrar do bom atendimento, higiene e qualidade”, comenta.

JC Economia


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *