O projeto de reforma para a reabertura dos Aflitos em 2018, com rampas e bares

Projeto de reforma dos Aflitos em 2017. Crédito: Náutico/divulgação

A 4ª edição da Revista Oficial do Náutico traz imagens com a versão final do projeto de requalificação dos Aflitos, em vigor. Responsável pela obra, desde a arrecadação à execução das receitas, a Comissão Paritária do alvirrubro apresentou os parâmetros do projeto à Prefeitura do Recife em 1º de agosto.

Entre as imagens publicadas é possível observar algumas (boas) novidades no Estádio Eládio de Barros Carvalho. O plano visa a expansão de espaços de convivência, com bares (“Timbu Bar”) e restaurantes, tanto na área oeste, com as cadeiras cativas e as sociais, quanto na leste, na arquibancada frontal, com duas novas rampas de acesso, facilitando a circulação do público, inclusive até a praça de alimentação que deve ser construída na área externa. Também há uma simulação do novo alambrado com vidro laminado, estilo Bombonera.

Os valores sobre a reforma costumam variar, mas estima-se um investimento de R$ 4 milhões para reabrir o estádio e R$ 7 milhões para cumprir todos os pontos elaborados no projeto, encomendado ao escritório de Múcio Jucá. Além da requalificação para a campanha “Voltando pra casa”, o arquiteto já havia sido contratado pelo clube para a elaboração de uma arena (já descartada) no local, com o “Projeto Casa”. Com o palco centenário mantido, fica a curiosidade sobre a nova capacidade. O limite anterior de 22.856 espectadores, até 2013, deve cair, ficando entre 16 e 19 mil lugares.

O estádio deve ser reaberto no segundo semestre de 2018, no Brasileiro…

Projeto de reforma dos Aflitos em 2017. Crédito: Náutico/divulgação

Projeto de reforma dos Aflitos em 2017. Crédito: Náutico/divulgação

Projeto de reforma dos Aflitos em 2017. Crédito: Náutico/divulgação

Projeto de reforma dos Aflitos em 2017. Crédito: Náutico/divulgação

por: Cassio Zirpoli – DP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *