Eventos, insegurança e chuvas causam aumento no fluxo dos shoppings do Recife

Em maio deste ano, os malls da RMR chegaram a receber 11% a mais de visitantes, enquanto que a média nacional foi de 0,1%

Por: Thatiana Pimentel

O Shopping Tacaruna teve aumento de 14,92% no fluxo dos clientes em maio (Ricardo Fernandes/DP)

Eventos, chuvas e insegurança. Estes três fatores unidos têm feito o fluxo de visitantes dos shoppings da Região Metropolitana do Recife (RMR) aumetarem muito acima da média nacional durante os últimos seis meses, a contar de dezembro de 2016. Além disso, em maio deste ano, os malls da RMR chegaram a receber 11% a mais de visitantes, enquanto que a média nacional foi de 0,1%.

Em abril, Recife teve crescimento de 8,5% no fluxo, enquanto os shoppings do país sentiram um amento de 3,4%. Em março, mais uma vez, os números impressionam, como crescimento de 6,4% do Recife contra 0,6% nacional. Os dados são do Ifluxo comparativo e indicador de pessoas em shopping centers, trabalho desenvolvido pelo IBOPE Inteligência e pelo Instituto de pesquisa Mais Fluxo.

Segundo Paulo Sérgio Campos, diretor do Mais Fluxo, analisando essa atividade acima da média no Recife ele chegou as causas do crescimento da movimentação que passam pelo esforço das equipes de marketing dos shoppings em trazer eventos para dentro dos espaços, as chuvas intensas que estão surpreendendo desde março e ainda o aumento da criminalidade nas ruas pernambucanas.

“Com os eventos, como feiras da casa própria, os shoppings estão deixando de lado o aspecto centro de compras e ampliando seus papeis de centro de convivência e de serviços. Já na questão das chuvas, os malls acabam sendo a opção mais confortável para as compras. E, quanto a segurança pública, a falta dela também acaba fazendo com que as pessoas busquem locais mais protegidos, como os shopings.”

Denielly Halinski. gerente de Marketing do RioMar, afirma que o shopping está entre os destaques da pesquisa Ifluxo. “Tivemos um aumento de 22% no fluxo de visitantes em maio e, no acumulado do ano, de 10% e isso está se convertendo em vendas”, acrescenta. A gestora ressalta que a reação positiva dos consumidores têm trazido novas marcas para o mall como o restaurante Camarada e a Pizza Hut, que serão inaugurados até julho.

Sandra Arruda, superintendente do Tacaruna também está animada com os números do primeiro semestre. “Tivemos um aumento de 14,92% no fluxo dos clientes em maio e estamos com uma média acumulada no ano de 11,2%. É um bom momento para os shoppings locais.” Para o crescimento no segundo semestre, a gestora afirma que a meta estava em um aumento de 6% no fluxo mensal em relação ao mesmo período de 2016, mas agora deve ficar em 12%. “Estamos otimistas.”

Diario PE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *