‘Charlie Hebdo’ ironiza avalanche na Itália em nova charge

Jornal francês desenhou a morte descendo uma montanha com esquis

Após ter divulgado uma polêmica charge sobre o terremoto de 24 de agosto do ano passado na região central da Itália, o jornal satírico francês “Charlie Hebdo” ironizou mais uma vez as tragédias naturais do país vizinho.

Foto: Reprodução

Desta vez, a catástrofe desenhada foi a da avalanche no Hotel Rigopiano, em Farindola, na província de Pescara, que aconteceu na noite da última quarta-feira (18).

Na charge, divulgada na página oficial da publicação no Facebook nesta quinta-feira (19), é possível ver a morte descendo uma montanha com esquis com duas foices no lugar dos bastões. Já na legenda do cartum, pode-se ler “Itália: a neve chegou. Não vai ser para todos”.

O desenho, assinado pelo cartunista Juin, já conta com centenas de comentários, de reações indignadas na rede social e com mais de 860 compartilhamentos e 2,7 mil curtidas.

No começo de setembro do ano passado, o “Charlie Hebdo” ironizou os terremotos na Itália ao fazer uma charge a qual mostrava um homem ensanguentado com a legenda “penne ao molho de tomate”, uma mulher machucada com as palavras “penne gratinado” e uma pilha de vítimas soterradas nos edifícios, a qual o jornal chamou de “lasanha”.

Pouco tempo depois, a cidade de Amatrice, a mais atingida pelos tremores, abriu um processo contra a publicação por difamação agravada. No caso, a Embaixada da França em Roma ressaltou que “o desenho de Charlie Hebdo não representa em nada a posição da França”.

ANSA


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *