Governadora autoriza implantação de complexo penitenciário integrado

Ação faz parte do Programa de Parcerias Público-Privadas do Rio Grande do Sul.

Porto Alegre – A governadora Yeda Crusius, na condição de presidente do Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas do Estado do RS (PPP/RS), autorizou implantação de complexo penitenciário integrado de ressocialização no Estado.
O projeto será desenvolvido pela empresa Construtora Queiroz Galvão.
Criadas como alternativa às limitações financeiras para a realização de investimentos por parte dos estados, as PPPs foram regulamentadas em âmbito nacional há quatro anos, pela Lei Federal 11.079/04.
Embora recentes, já podem ser constatados os primeiros estudos de casos práticos no Brasil, a maioria deles de iniciativas estaduais ou municipais.
Yeda informou que, além de uma excelente ferramenta de gestão, as parcerias público-privadas são consideradas de extrema relevância para a realização de obras aguardadas há décadas pela população.
“As PPPs possibilitarão que dupliquemos todo o Rio Grande do Sul, incluindo estradas, o crescimento etc. Vamos trazer o setor privado para trabalhar nos projetos públicos, impulsionando e movimentando a economia, e gerando empregos e qualidade de vida a todos os gaúchos”, observou.
O secretário de Planejamento e Gestão, Mateus Bandeira, explicou que no Rio Grande do Sul já existem projetos em andamento para cinco setores.
Entre eles, a modernização do Centro Administrativo, o esgotamento sanitário da região da Bacia do Rio Gravataí e outros investimentos que serão, inclusive, importantes para o evento da Copa 2014.

Fonte: Diário de Canoas (RS) – 31/07/2009


Um Comentário:

  1. Thank you Natalie – I will certainly take a look at “Quiet” it sounds like some interesting reading. I did wonder if being online provides some sort of empowerment to the participant. I also agree with you that there are differing opinions but our code and the very public nature of twitter means that we express this in very polite ways

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *