6 fotos antigas da arquitetura eclética no Recife

Inspirados pelo último encontro do grupo Caminhadas Domingueiras, que é conduzido por Francisco Cunha, a coluna Pernambuco Antigamente traz hoje uma série de fotos com prédios que são ícones da arquitetura no estilo eclético do Recife.

O passeio do último domingo (19) passou pela Associação Comercial de Pernambuco, o prédio do Diário de Pernambuco,  Faculdade de Direito do Recife, Palácio do Governo e Palácio da Justiça. Confira imagens históricas dessas edificações do banco de imagens da Fundação Joaquim Nabuco, da Villa Digital.

Clique nas imagens para ampliar.

Faculdade de Direito do Recife (Acervo Josebias Bandeira)

.

Palácio da Justiça (Acervo Josebias Bandeira)

.

Diario de Pernambuco, em 1903 (Acervo Josebias Bandeira)

.
Palácio do Governo ou Palácio do Campo das Princesas (Acervo Josebias Bandeira)

Associação Comercial de Pernambuco, na foto, do lado direito do Monumento do Barão de Rio Branco (Acervo Josebias Bandeira)

.

A Ponte Maurício de Nassau (foto de 1900) também é um exemplo do estilo eclético no Recife (Acervo Josebias Bandeira)


Com contrato de dois anos, Umbro é a nova fornecedora de material esportivo do Sport

Empresa inglesa já passa a vestir o Leão no segundo semestre deste ano

 João de Andrade Neto /Superesportes , Camila Sousa /Especial para o Diario

<i>(Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)</i>
Contrato com a norte-americana Under Armour, que iria atpe 2023, teve seu final antecipado (Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)

A empresa inglesa de material esportivo Umbro será a nova fornecedora de material esportivo do Sport. O contrato é válido por dois anos. E a ideia é que já no segundo semestre o clube passe a utilizar os produtos da marca. 

A previsão de lançamento da nova camisa é para o fim de agosto e o início de setembro. Antes de fechar com Umbro, a diretoria do Sport admitiu ter recebido propostas também da Diadora, Kappa e Topper. 

A negociação com a Umbro só foi possível porque o Rubro-negro encerrou antecipadamente seu contrato com a norte-americana Under Armour, atual fornecedora que veste o clube. Inicialmente, o vínculo seria até o final de 2023, mas foi antecipado para o fim de 2019. A fabricante está deixando de trabalhar com futebol.

Com o contrato fechado com a Umbro, o Sport é o sétimo clube brasileiro a estampar a marca europeia. Agora, o Leão se junta a Avaí, Santos, Athletico Paranaense, Cruzeiro, Chapecoense e Grêmio. Em Pernambuco, a Umbro já forneceu material para o Náutico, entre 2014 e 2016.

Superesporte – DP


Recife é o segundo destino nordestino mais procurado para férias de julho

Dado é de ranking da agência de turismo virtual ViajaNet

Resultado de imagem para marco zero recife

Levantamento do site ViajaNet aponta que o Recife é o segundo destino mais procurado pelos brasileiros que viajarão de avião no tradicional período de férias escolares de julho deste ano. A agência virtual de turismo apurou o volume de buscas de passagens aéreas para o período de 1º a 31 de julho e a capital pernambucana aparece com 19,46%.

À frente do Recife no ranking apenas a cidade de Fortaleza/CE, com 22,38% das buscas. Completam o top 5 São Luís/MA (12,90%), Salvador/BA (9,00%) e Maceió/AL (6,81%).

O ranking indica que o sol e calor no período de inverno brasileiro impulsionam as buscas por destinos nordestinos durante as férias escolares de julho.

Confira o ranking completo:
1º Fortaleza/CE 22,38%
2º Recife/PE 19,46%
3º São Luís/MA 12,90%
4º Salvador/BA 9,00%
5º Maceió/AL 6,81%
6º Natal/RN 5,84%
7º Porto Seguro/BA 5,84%
8º Teresina/PI 3,65%
9º João Pessoa/PB 2,43%
10º Aracaju/SE 2,43%


Abertura do Bóris Berenstein de Olinda

Fotos: Sheila Wanderley/

Leon, Bóris e Mary Berenstein

Está realmente uma beleza a sétima unidade do Bóris Berenstein Diagnóstico, no Patteo Olinda. São 700 metros quadrados, com equipamentos de ponta.

Inauguração foi com coquetel, comandado por Mary e Bóris Berenstein e os filhos Leon, Sofia, Leila e Artur, com direito a show de Letícia Bastos, namorada de Artur Berenstein.

Entre os muitos nomes conhecidos no evento, Ricardo Brennand Filho, Sérgio Kano, Ângelo Melo, Armando Peixoto, Ronald Cavalcanti e Tarcísio Calado Filho.

Artur e Mary Berenstein e letícia Bastos

Sandra e Ângelo Melo

Sérgio Karno, Ricardo Brennand Filho, Armando Peixoto e Mary Berenstein

Leon, Sofia, Leila e Artur Berenstein

Blog JA – DP


Turismo de Pernambuco participa pela primeira vez da BNT Mercosul

mercosul
eira internacional de turismo ocorre nesta sexta-feira (24) e Sábado (25), em Santa Catarina

A Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco, por meio da Empetur, participa pela primeira vez do congresso Bolsa de Negócios Turísticos (BNT) Mercosul. O evento será realizado entre os dias de maio no município de Itajaí, em Santa Catarina.

Montado em um espaço de 52 m², o stand auditório contará com capacitações durante o evento e pretende atender 500 agentes de viagem. Serão cinco turmas por dia, formadas por 50 integrantes cada. Na ocasião serão apresentados os aspectos culturais, gastronômicos e demais potencialidades turísticas do Estado.

A participação da Empetur conta com a parceria da Associação dos Pousadeiros de Fernando de Noronha, a Administração do Arquipélago de Fernando de Noronha e a Secretaria de Turismo do Ipojuca. Nesta edição a BNT Mercosul conta com a participação de 21 estados brasileiros e mais cinco outros países: Argentina, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai.

Devido à forte presença de turistas sul-americanos em nossos destinos, é extremamente importante a participação da Empetur na BNT Mercosul. Será mais uma oportunidade para capacitarmos o trade sobre os roteiros pernambucanos, o que é essencial para que eles coloquem os nossos destinos na prateleira de venda das agências”, destacou o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco e presidente da Empetur, Rodrigo Novaes.


Ampliados voos do Recife para a Ilha do Sal

A partir de julho, a Cabo Verde Airlines vai aumentar de uma frequência para três, com destino ao Aeroporto do Recife

Aeroporto da Ilha do Sal, em Cabo Verde

Novas frequências para a Ilha do Sal, em Cabo Verde, serão oferecidas a partir de julho.

A empresa aérea Cabo Verde Airlines está ampliando suas operações através do Recife e passará a oferecer três voos diretos do aeroporto da capital pernambucana para a Ilha do Sal. Atualmente, há uma frequência direta entre os destinos.

A expansão anunciada também facilitará a ida de turistas recifenses para grandes cidades da Europa.

A partir de 1º de julho serão ofertados os voos do Recife para Roma e Milão, na Itália, com parada (stopover) em Cabo Verde por até sete dias. Além disso, a partir de novembro, o stopover será ofertado para a cidade de Washington, nos Estados Unidos.

Com essas novidades, a ideia da empresa é apostar em rotas a partir do Recife. “A nossa meta para julho é que a taxa de ocupação de voos do Recife seja entre 60% e 65%.

E no futuro essa meta é chegar entre 70% e 80%”, informou o CEO da Cabo Verde Airlines, Mario Chaves. A companhia ainda pretende fortalecer operações, oferecendo aos passageiros que sairão do Recife um stopover em Cabo Verde, depois seguindo para Lisboa, em Portugal, ou Paris, na França.

Para o secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes, as novas possibilidades têm boas expectativas. “A gente não tem voo direto para Paris e o caminho mais curto será pela Cabo Verde. Eles também irão suprir a falta que temos para Milão e Roma, que também será um caminho mais prático para os passageiros que saírem do Recife”, comentou Novaes.

Não só brasileiros irão para lá. A perspectiva da empresa é trazer também africanos e europeus para o Brasil. “Vamos fazer a promoção do destino Brasil a partir de parcerias com operadoras de turismo. Existem potenciais turistas da África, de países como Senegal, Nigéria e Angola, que viajam para Sal e podem vir ao Brasil”, destacou Chaves. Ainda haverá três frequências a partir de Salvador e mais três a partir de Fortaleza, também a partir de julho.

E, como as operações se concentram em Cabo Verde, a companhia pretende consolidar seu trabalho na Ilha do Sal. “Como iremos colocar voos para Milão e Roma, além de Washington e Boston, temos o objetivo de criar um hub em Sal”, complementou Chaves.

Neste ano, a Cabo Verde Airlines teve seu processo de privatização finalizado, sendo 51% do capital adquirido pela empresa Loftleidir Cabo Verde. “Nosso trabalho maior é operar com regularidade, pontualidade. Queremos mostrar nossa marca, com eficiência e diferença na oferta”, disse Chaves.


DIGA SIM!Campanha da LBV convida sociedade a contribuir


A Legião da Boa Vontade (LBV) intensifica seu trabalho socioeducacional com a realização de ações emergenciais em prol de famílias em situação de pobreza, contribuindo para assistência básica e auxílio de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos.

A campanha Diga Sim!, visa mobilizar a sociedade a fazer doações, e mediante os recursos arrecadados, a LBV fará a entrega de cobertores e de cestas de alimentos em dezenas de municípios brasileiros.

A meta da campanha é entregar, 12.500 cestas de alimentos, nas regiões que enfrentam estiagens e cheias.

Em Pernambuco, a LBV, assistirá as famílias em situação de vulnerabilidade social da zona rural dos municípios de Arcoverde, Buíque, Tupanatinga, Pedra. 

As doações para a campanha podem ser feitas no sitewww.lbv.org/digasim, pelo 0800 055 50 99.

Quando a LBV chamar, atenda com o coração: DIGA SIM!


In Loco é eleita como uma das 100 Startups mais atraentes do Brasil

Resultado de imagem para In Loco
Imagem relacionada

A In Loco, empresa de inteligência de dados de localização, entrou para o ranking seleto de 100 Startups to Watch. O ranking elege as empresas que apresentam perfil promissor em inovação e com potencial de transformar mercados, impactar consumidores e transformar indústrias. No funil técnico, as startups selecionadas foram avaliadas por 80 especialistas da EloGroup, Corp.vc e duas importantes publicações e negócios. Vale ressaltar que mais de 2,2 mil empresas participaram das avaliações.

A empresa é destaque na categoria de Marketing e Vendas, pois a In Loco é responsável pela criação de uma tecnologia de localização mais precisa do mercado e capaz de mapear a jornada do consumidor no mundo físico e impactar os consumidores com mensagens contextualizadas via smartphones, isso tudo respeitando a privacidade dos usuários, pois a empresa não coleta ou tem acesso a nenhum tipo de informação pessoal.

A In Loco é uma empresa que começou como um projeto na Universidade Federal de Recife (UFPE) e hoje está prestes a completar cinco anos no mercado. Já conquistou importantes prêmios como Caboré 2018 na categoria serviços de marketing e certificações como Great Place to Work 2019. Atualmente, a empresa possui operações em São Paulo, Recife, Rio de Janeiro, San Francisco (EUA) e conta com mais de 180 pessoas espalhadas nestas unidades.

“Para nós é muito gratificante receber mais um reconhecimento como este, mostramos que estamos no caminho certo. Desde o princípio da criação da In Loco, nosso objetivo é se tornar a plataforma da computação ubíqua e levar conveniência e praticidade para a vida das pessoas, isso tudo respeitando um direito inegável que é o da privacidade”, diz André Ferraz, CEO e cofundador da In Loco.  

Sobre a In Loco

A In Loco é uma scale up proprietária de uma tecnologia de localização indoor única no mercado mundial e com compromisso inegociável com a privacidade do cidadão. Por meio de coleta e inteligência de dados de localização, mapeia a jornada do consumidor no mundo offline e usa smartphones para enviar mensagens contextualizadas para influenciar visitas à loja física e prover inteligência a donos de aplicativos. No entanto, a visão da empresa é muito maior: ser a plataforma de tecnologia da era da computação ubíqua. Fundada em 2014, a In Loco processa mais de 16 terabytes de dados de localização por dia, tem uma audiência de 60 milhões de consumidores e possui um time de 180 pessoas distribuídas nos escritórios de Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e São Francisco (USA).

Mais Informações

Raul Assumpção –  raul.assumpcao@inloco.com.br – +55 (11) 96327-9494

Ângela Valpôrto – angela.valporto@inloco.com.br – +55 (81) 3127-0881 / +55 (81) 4042-9757

Lana Pinheiro – lana.pinheiro@inloco.com.br – +55 (11) 96433-7736 / +55 (11) 9892-8947


O BLOG DAS PPPS ACOMPANHOU O LAÇAMENTO DA GASOLINA ECOADITIVADA DA DISLUB

Lançamento para a região ocorreu na quarta-feira (22), em evento no Recife.

Grupo Dislub Equador apresenta ao Nordeste 1ª gasolina ecoaditivada do Brasil

A imagem pode conter: Augusto Saboia, óculos e área interna

O combustível polui até 50% menos e melhora em até 10% a autonomia do veículo

O Grupo Dislub Equador – que tem entre suas empresas a Dislub Energia, no Nordeste, e a Equador Energia, no Norte – está trazendo ao País um combustível exclusivo, reconhecido internacionalmente e inovador em sustentabilidade e economia. No Nordeste, o lançamento oficial acontece no dia 22 de maio no Recife (PE), com a presença dos sócios do Grupo Dislub, representantes da desenvolvedora norte-americana do produto e autoridades municipais e estaduais.

A Duramais é uma gasolina ecoaditivada fabricada com a tecnologia GreenPlus, que polui até 50% menos e traz uma economia de combustível de até 10%. O novo produto já começou a ser comercializado este mês em alguns postos da rede Dislub em Pernambuco e no Amazonas. Em cerca de 30 dias, em Manaus, alguns postos passaram a vender um maior volume de gasolina Duramais do que a comum. O objetivo é levar, gradativamente, o combustível a pelo menos 100 postos do Nordeste neste semestre.

Mais eficiência

O sócio-diretor do Grupo Dislub Equador, Humberto do Amaral Carrilho, afirma que essa nova tecnologia criará uma revolução no mercado. “A Duramais funciona como um catalisador capaz de reduzir em até 50% o índice de poluentes presentes nos combustíveis fósseis”, explica. Desenvolvido na Califórnia, nos Estados Unidos, pela Biofriendly Corporation, ela tem nanotecnologia GreenPlus que reorganiza as moléculas de combustível, agilizando o processo de combustão. “Com a otimização da combustão, acontece um aumento na sua eficiência fazendo a gasolina render até 10% mais e sobrando menos partículas que seriam lançadas no meio-ambiente”, afirma Carrilho.

O produto, agraciado em janeiro com a ecoetiqueta da ONU, já é utilizado no transporte público da Alemanha, virou política pública na Colômbia e está disponível ao consumidor em postos nos Estados Unidos e Argentina, em países na Europa, Ásia e Oriente Médio. Além de estar presente em frotas de caminhões e navios, geradoras de energia e várias das maiores companhias de petróleo do mundo. Além disso, é certificado pela Organização das Nações Unidas (ONU) por estar alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) previstos na Agenda 2030.

Carros leves lideram emissões de dióxido de carbono no meio ambiente

De acordo com relatório Situação global do Transporte e Mudança Climática Global, apresentado na 24ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 24), em Katowice, na Polônia, o setor de transporte contribui com um quarto das emissões globais de gases de efeito estufa e, desde 2000, as emissões provocadas pelos transportes cresceram de 5,8 gigatoneladas de CO2 em 2000 para 7,5 gigatoneladas em 2016, volume 29% maior. O relatório foi elaborado por mais de 40 organizações internacionais que atuam em favor de transportes sustentáveis e de baixo carbono.

Os carros leves lideram as emissões de dióxido de carbono (CO2) com 45% do volume emitido. Em seguida, estão os caminhões, com 21%; aviões e navios, com 11%; ônibus e micro-ônibus, com 5%; triciclos e motocicletas, com 4%; e trens, com 3%. Ainda segundo o relatório, as emissões de carbono aumentarão de 40%, em 2015, para 56% a 72% em 2050. Os países em desenvolvimento, 29 entre os 40 pesquisados, serão responsáveis pela maior parte do aumento das emissões de carbono do setor de transporte.

Uma das mensagens da COP 24 defende que as empresas do setor privado não devem mais ser vistas apenas como culpadas pelas emissões de gases causadores do efeito estufa, mas como parceiras indispensáveis para ação climática. Novas tecnologias e modelos estão transformando o setor privado para que líderes empresariais não tenham mais que escolher entre lucrar e cuidar melhor do planeta.

Certificação da ONU

Em 2019, o Instituto das Nações Unidas para Formação e Pesquisa (Unitar), certificou o catalisador Green Plus, presente da gasolina Duramais, pela característica do produto de reduzir a emissão de poluentes. E também a distribuidora Horeb, por sua contribuição à Agenda 2030, que é um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade através dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). A tecnologia incentiva o enfrentamento aos principais desafios ambientais, políticos e econômicos que o mundo vive. A mexicana Horeb, também foi certificada por sua contribuição aos ODS de número 7 (Energia Limpa e Acessível), 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis), 12 (Consumo e Produção Responsáveis), 13 (Combate às Alterações Climáticas) e 17 (Parcerias em prol dos ODS).

*Saiba Mais sobre o Grupo Dislub:

Entre as empresas do Grupo Dislub Equador, que em 2018 faturou R$4,8 bilhões, estão as distribuidoras Dislub Energia e a Equador Energia, que abrangem uma cadeia de mais de 400 postos revendedores em cerca de 150 cidades nas regiões Nordeste e Norte. O Grupo conta ainda com a Petro Energia Industrial, empresa especializada na importação de combustíveis; Arla Brasil, responsável pela produção de um agente líquido que reduz a emissão de gases nocivos ao meio ambiente; TFB – Terminais Fluviais do Brasil, sendo o maior terminal fluvial privado de combustíveis do País; e ABI – Administradora de Bens de Infraestrutura, responsável pela gestão e construção dos terminais do Grupo.


Voluntários retiram mais de uma tonelada de lixo das margens do Rio Capibaribe

Destinam para reciclagem durante mutirão de limpeza manual

Resultado de imagem para voluntarios limpeza do rio capibaribe

O grupo de preservação ambiental Pró-Capibaribe reuniu mais de 50 pessoas na Rua da Aurora para remover manualmente os lixos das margens do Rio Capibaribe e destinar para a reciclagem

O manguezal que margeia o Rio Capibaribe na Rua da Aurora, no Bairro da Boa Vista, entrou no foco das ações do grupo de preservação ambiental Pró-Capibaribe, que reúne voluntários para realizar a extração manual de lixo.

O mutirão conseguiu retirar mais de 1,2 toneladas de resíduos sólidos descartados incorretamente com a colaboração de aproximadamente 60 pessoas interessadas em preservar o meio ambiente. Entre os itens encontrados no rio estão bolsas, roupas, carcaças de smartphones, banco de carro, porta de geladeira, além de uma grande quantidade de plástico em forma de garrafas pet, copos plásticos e embalagens

As ações do Pró-Capibaribe são realizadas uma vez a cada mês. Atualmente estão concentradas na Rua da Aurora por conta da localização central e pela área concentrar uma quantidade significativa de lixo. A expectativa é que o mutirão seja itinerante e contemple todas as zonas da cidade margeadas pelo rio.

Na capital pernambucana, de todo o lixo produzido, apenas 2% é reciclado. O que significa dizer que 98% de tudo o que é produzido de resíduos sólidos na cidade vai para o descarte incorreto, ocupando as galerias das ruas e avenidas ou terminando sua vida útil em aterros sanitários.

A conta não fecha com a expectativa de reutilização possível: 90% do que uma pessoa produz pode ser reciclado, reutilizado ou compostado. Apenas 10% é que poderiam ser encaminhados aos aterros. A média de produção de lixo diária de uma pessoa é de 1,5 kg. O que faz com que a Prefeitura gaste um valor estimado em R$ 32 milhões para aterrar os rejeitos.

O mutirão age na contramão desse processo: recolhe os lixos do Capibaribe e encaminha para cooperativas que conseguem aproveitar parte significativa dos materiais.

PRÓXIMA AÇÃO

O próximo mutirão voluntário do Pró-Capibaribe vai acontecer no dia 8 de junho na Rua da Aurora, Boa Vista, área central do Recife, com ponto de encontro em frente ao Monumento Tortura Nunca Mais. O horário será definido em breve, com base na tábua de maré do dia.

Para participar não é necessário efetuar inscrição. Basta comparecer usando galocha ou sapato resistente à umidade. As luvas e os sacos para recolher os resíduos serão distribuídos gratuitamente, assim como água e lanche para os participantes.

Todas as novidades, dicas sobre reciclagem e convocação de voluntários para participar das ações acontecem virtualmente, via instagram, pelo @procapibaribe.


PCR entrega requalificação da Pracinha de Boa Viagem, novo Centro de Atendimento ao Turista (CAT) e feirinhas ordenadas

img_alt
Destino certo de moradores e também de turistas, a Pracinha de Boa Viagem ganhou melhorias das Secretarias de Turismo, Esportes e Lazer, Mobilidade e Controle Urbano e Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo (Foto: Inaldo Lins/PCR)

Compondo um dos principais cartões-postais da cidade, a Pracinha de Boa Viagem ganha uma nova cara, a partir desta quarta-feira (22), com um novo e moderno Centro de Atendimento ao Turista (CAT) e feirinhas ordenadas. A ação é da Prefeitura do Recife a partir de uma parceria entre as Secretarias de Turismo, Esportes e Lazer, Mobilidade e Controle Urbano e Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo.

A reforma do CAT da Pracinha de Boa Viagem consistiu na colocação de uma nova fachada, adesivação moderna, manutenção elétrica, instalação de equipamentos eletrônicos e novo revestimento do piso e parede. As melhorias oferecem mais receptividade ao turista que chega ao equipamento e também dá mais conforto e qualidade ao trabalhador.

Reaberto após quase oito meses, o novo CAT passa a funcionar todos os dias da semana, das 8h às 20h, com atendentes bilíngues. Lá, além da folheteria disponível, visitantes e também moradores da cidade podem obter informações turísticas, de eventos e também sugestões de roteiros.

Às margens da Praia de Boa Viagem e próxima à diversos hotéis, a Pracinha de Boa Viagem é destino certo de recifenses e também de turistas que estão de passagem na cidade. A secretária de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, Ana Paula Vilaça, afirmou a importância da Pracinha como atrativo turístico. “Nos últimos meses, a Prefeitura do Recife realizou uma série de melhorias, tanto na infraestrutura, na sinalização, no acesso, nas calçadas, tudo isso para dar uma nova cara à Pracinha de Boa Viagem. Agora, entregamos um Centro de Atendimento ao turista, barraquinhas repaginadas, adesivadas e mais atrativas, além de uma ferinha organizada”.

Na Pracinha de Boa Viagem, é possível encontrar comidas típicas da gastronomia local, artesanato e os mais variados produtos. E, de longe, já se vê a mudança. A feirinha, agora organizada por segmentos, conta com 167 barracas do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte), sendo 140 localizadas em frente à Avenida Boa Viagem, com a cor verde e comercializam artesanato e 27 barracas em frente à Avenida Conselheiro Aguiar, na cor azul, comercializando alimentos. A Semoc relocou outras 41 barracas, na cor amarela, que comportam ambulantes que foram removidos do entorno da praça no ano de 2013.

O secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga, comemorou a iniciativa. “É muito bom quando é feita uma união de forças para melhorar a nossa cidade. No caso da Praça de Boa Viagem, hoje a gente entrega um trabalho árduo, feito a muitas mãos para o recifense e o turista”, afirmou. 

Outra demanda foi a ativação cultural da localidade. Pensando nisso, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife transformou a praça num polo para o Recife Mais Cultura.  O projeto é de promoção da cultura local, com atrações musicais se apresentando todas as quartas-feiras, às 19h. 

No ano passado, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, em parceria com a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), realizou a recuperação do piso e das muretas da praça, além dos bancos, e da pintura do gradil da Igreja Nossa Senhora de Boa Viagem e projeto paisagístico. 


Shopping Recife ganha área de alimentação pet friendly

Área de alimentação pet friendly do Shopping Recife – Foto: Divulgação

O Shopping Recife está cada vez mais expandindo seu espaço para os pets! Agora, a novidade é que agora os clientes que levarem seus amigos de quadro patas para o mall poderão contar com o “Espaço Pet”, um local onde os donos poderão se alimentar com a presença dos bichinhos. A ação é inédita nos shoppings da Cidade, já que não é permitida a entrada de animais em restaurantes e praças de alimentação.

O “Espaço Pet” ficará localizado em frente à loja Animale e funcionará durante todo o horário do shopping. A ideia é que as pessoas que vierem ao mall com os seus melhores amigos possam escolher a sua opção de alimentação e levar ao local. No espaço, serão aceitos animais de pequeno, médio e grande porte, de acordo com as regras de convivência disponíveis.


Bar do Cuscuz já tem data para inaugurar no Recife

Divulgação

Uma boa notícia para os recifenses. O Bar do Cuscuz, um dos restaurantes mais tradicionais de Campina Grande, com mais de 40 anos, vai chegar à capital pernambucana.

O empreendimento já tem até perfil no Instagram @bardocuscuzrecife e previsão de inaugurar no mês de agosto. Com especialidade em comida regional, a casa com outra unidade em João Pessoa é do empresário Jocélio Costa e do jogador paraibano Hulk.

Eles firmaram parceria para expandir a marca para dez cidades brasileiras até o ano de 2022. Além de Recife, as cidades de Natal, Brasília e Goiânia também estão nos planos ganhar uma operação. 

Cardápio de comida regional – Crédito: Facebook/Reprodução

Anac deve aprovar autorização para Air Europa operar voos domésticos no País

Anac deve aprovar autorização para Air Europa operar voos domésticos no País

Resultado de imagem para air europa

O pedido de autorização da Air Europa para operar voos domésticos no Brasil será avaliado na quarta-feira, 22 à tarde pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Há expectativa de aprovação do processo incluído na pauta da reunião da direção do órgão marcada para 16h30 da quarta-feira. Todos os documentos do processo foram entregues nesta terça, 21, pelos espanhóis.

Segundo uma fonte que acompanha o processo, o andamento da pedido pode ser considerado “bem avançado” e os diretores da agência já têm conhecimento detalhado dos planos da Air Europa no Brasil.

Na agência – que demonstra interesse na atração de estrangeiros, há expectativa de o pedido receber aprovação fácil dos três diretores que devem participar da reunião na tarde de quarta. A decisão precisa ser por unanimidade.


O problema atual, destaca a fonte, não está na autorização da Air Europa para voar no Brasil. “A maior dificuldade está no Congresso Nacional e saber se o texto da Medida Provisória que abre o mercado realmente será aprovado pelos parlamentares”, disse.


Após negociação de última hora, o plenário da Câmara deve votar ainda nesta terça a MP que abriu o setor aéreo ao capital estrangeiro.

A informação foi dada no meio da tarde pela líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Essa MP foi editada no fim do ano passado pelo então presidente Michel Temer e permite que estrangeiros possam deter até 100% do capital das companhias aéreas brasileiras. Até a edição da matéria, o limite era de 20%. Para o governo, a permissão é necessária para garantir a competição no setor.


Igreja Matriz de Santo Antônio é pichada após restauro

Com reabertura marcada para o começo de junho, após investimento superior a R$ 4,5 milhões voltado para reformas estruturais, templo é vandalizado

Igreja Matriz de Santo Antônio

Recém-reformada e com os dias contados para a reabertura, no dia 2 de junho, a Igreja Matriz de Santo Antônio, no centro do Recife, sofre com o vandalismo. As paredes e pedras de cantaria da frente e das laterais do santuário barroco do século 18, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), estão pichadas. 

De acordo com o pároco da igreja, dom Marcelo Gomes, a depredação ocorreu do último sábado para o domingo. “Um templo lindo como este, mas, infelizmente, temos uma cultura de depredação dos nossos monumentos”, lamentou. Ainda segundo ele, o Iphan foi acionado e acompanhará a limpeza e a pintura das paredes que foram pichadas. O pároco afirmou que caso o instituto não arque com o serviço, uma vez que a obra já foi entregue, a igreja se mobilizará junto aos fiéis para custear o que for necessário para retomar a aparência renovada após reforma. 

A mobilização também será voltada para a contratação de um serviço de segurança, aponta dom Marcelo. Desde que a obra foi finalizada, uma janela e uma porta do local já foram alvo de tentativa de arrombamento. “Eles só não entraram por conta da outra porta de segurança que tem por dentro”, aponta o aposentado Carlos Arruda, que atua na igreja como voluntário de manutenção. 

Para a vendedora Glória Maia, moradora do centro do Recife e frequentadora da igreja, o sentimento que fica é a tristeza. No entanto, ela destaca que os cristãos devem estar dispostos a ajudar na recuperação do templo . “Acho que é nossa obrigação ajudar, cada um da forma que puder, pois esse lugar faz parte da gente. É preciso ter respeito à casa de Deus, ainda mais depois de tanto dinheiro que foi investido para a reforma”, frisa. 

O local ficou fechado por mais de quatro anos, sem missas regulares, enquanto recebia reformas estruturais no telhado, paredes, piso, sistema hidráulico e elétrico. Ao todo, foram R$ 4,5 milhões investidos por meio do PAC Cidades Históricas, programa do Governo Federal conduzido pelo Iphan. A reestruturação mantém seguro o patrimônio arquitetônico e artístico extremamente valiosos para a história do estado que conta, entre outras coisas, com um altar-mor com talhas douradas, em estilo rococó, imagem de Santo Antônio, pinturas nas paredes, além do lustre de cristal que se converteu em um dos diferenciais do templo. 

Na corrida contra o tempo para a resolução do que foi deteriorado pelo vandalismo, a igreja prepara a reabertura para a data que marca a ascensão do Senhor no catolicismo romano, dia 02 de junho. Para a ocasião, a missa solene será concelebrada, às 11h, pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido e padres de outras paróquias. No primeiro mês da retomada, as missas ocorrerão regularmente apenas aos domingos. A partir de julho, passam a ser realizadas nos dias úteis, ao meio-dia. Os agendamentos de batizados e casamentos serão retomados a partir da missa de reabertura.

Por: Portal FolhaPE


Vila de casas impressas em 3D será inaugurada em 2019

A promessa é que a comunidade seja impressa em apenas 24 horas.

Por Marcia Sousa 

Há cerca de um ano, a startup de robótica para construção residencial chamada Icon anunciava ao mundo sua primeira casa impressa em 3D. Já na época a companhia norte-americana informou que iria construir casas emergenciais em países emergentes. Neste mês, um vídeo com o layout das residências mostrou que a execução do projeto social pode estar mais perto do que se imaginava.

Em parceria com a organização sem fins lucrativos “New Story”, o plano é criar toda uma vila de casas impressas na América Latina -, nenhuma das empresas envolvidas informou onde exatamente será inaugurada a comunidade. O projeto foi desenhado pelo escritório Fuseproject, do premiado designer suíço Yves Béhar.

“Nosso objetivo é ajudar a construir casas para famílias que vivem sem abrigo. À medida que avançamos, isso significa que mais famílias em todo o mundo terão um abrigo seguro”, afirma a New Story em seu site.

Imagem: Fuseproject

A primeira casa, que falamos aqui, foi impressa em menos de 24 horas. A impressora usa materiais locais, produz zero desperdício e pode configurar diversos modelos, de acordo com o tamanho da família. Para a comunidade, será utilizada outra impressora doméstica que promete reduzir ainda mais o tempo de construção. Segundo o Fuseproject, toda a comunidade será impressa em 24 horas. Seja como for, certamente, será um tempo recorde, afinal o projeto é prometido para o verão deste ano, que nos Estados Unidos têm início em junho. “Soa louco, certo? Nós concordamos. É loucura. Louco até que não seja”, empolga-se a organização social. O vídeo abaixo dá um gostinho de como será a vila de casas impressas.

Novas soluções para velhos problemas

O projeto é importante por diversas razões, uma delas é porque, como o CicloVivo já falou aqui, uma comunidade nos moldes da tecnologia 3D também já está em construção na Holanda. Esta seria uma forma de trazer a ideia para as bandas de cá, quem sabe abrir os olhos de governos locais sobre a solução e, claro, projetar residências para pessoas que estão em condição de vulnerabilidade social. 

“O desafio que enfrentamos é monumental. Há mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo vivendo sem abrigo seguro. Para reduzir esse número, nossa capacidade de aumentar a escala precisa mudar. A impressão 3D é mais rápida, mais barata e tem potencial para casas de maior qualidade do que o padrão atual da indústria”, afirma a New Story.

Ciclo Vivo


Prefeitura do Recife implanta quatro novas rotas cicláveis na cidade

img_alt

As novas rotas acrescentam 12 km de extensão à malha cicloviária existente. Em julho, Recife passa a contar com 82 km de malha cicloviária
(Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), realizará, até julho, a implantação de quatro novas rotas cicloviárias na cidade. Batizadas de João Medeiros, Visconde de Jequitinhonha, Várzea e Maurício de Nassau, elas vão ter, no total, 12 km extensão. As novas rotas estão em consonância com o Plano Diretor Cicloviário da Região Metropolitana do Recife (PDC/RMR) e farão conexão com a malha cicloviária já existente, beneficiando as zonas Sul e Oeste da cidade. Com isso, Recife passará a contar com 82 km de rotas cicláveis, representando um aumento de mais 240% na extensão dos corredores permanentes, que era de 24 km em 2012. 

A Ciclofaixa João Medeiros já teve o serviço de sinalização iniciado. A rota terá 2 km de extensão e começará na Rua Professor João Medeiros, a partir da Delegacia de Boa Viagem até o cruzamento com a rua Félix de Brito e Melo, seguindo pela rua General Edson Amâncio Ramalho até se conectar com a Ciclofaixa Antônio Falcão e retornando pela Rua Professor Arnaldo Carneiro Leão. A nova rota também irá proporcionar a ligação com as já existentes: Via Mangue, Jardim Beira Rio e Shopping RioMar.

Ainda na Zona Sul, será implantada a Ciclofaixa Visconde de Jequitinhonha, que terá 1 km de extensão e formará um circuito com a Orla de Boa Viagem e Avenida Armindo Moura. Após a conexão com a Ciclofaixa Setúbal, a nova rota seguirá pela Avenida Visconde de Jequitinhonha e ruas Setúbal e Baltazar Passos, até se conectar com a Ciclovia Orla de Boa Viagem e Ciclofaixa Brasília Teimosa. 

Na Zona Oeste, será implantada a Ciclofaixa Várzea, que terá 6 km de extensão. A rota começará na Avenida Afonso Olindense, a partir da Avenida Caxangá, e segue pela Rua Rodrigues Ferreira até a Praça Pinto Damásio. Ela continua nas ruas Azeredo Coutinho, Francisco Lacerda, João Francisco Lisboa e Avenida Acadêmico Hélio Ramos e Avenida Professor Luiz Freire até se conectar, através de pontilhão sobre a BR-101, com a Rota Antônio Curado.  

Já a Ciclofaixa Maurício de Nassau, que terá 3 km de extensão, passará pela Rua Doutor João Lacerda, no Cordeiro, seguindo pela Avenida Maurício de Nassau e Rua Nossa Senhora da Saúde, até se conectar com a Ciclofaixa Inácio Monteiro. As novas rotas também se conectarão com as já existentes: Antônio Curado, Cavouco, Tiradentes, Arquiteto Luiz Nunes, Estrada do Bongi, Jardim São Paulo e Compaz Ariano Suassuna. 

Para regulamentar a implantação das novas rotas, a CTTU vai realizar a manutenção de toda sinalização vertical e horizontal das vias correspondentes. Além disso, a maior parte dos percursos passará a ter velocidade regulamentada de 40 km/h onde for ciclofaixa ou 30 km/h onde for ciclorrota. É importante ressaltar que, com o objetivo de dar mais segurança viária a todos os modais, a CTTU também irá realizar a proibição dos estacionamentos existentes nas vias nas quais as rotas serão implantadas.

Durante as semanas seguintes ao início da operação de cada novo equipamento, que acontecerão conforme o serviço de sinalização for concluído, serão destacadas equipes de agentes e orientadores de trânsito para realizar o trabalho de monitoramento e orientação nos locais. É importante ressaltar que aqueles que insistirem no descumprimento da sinalização podem ser notificados. As multas podem ser grave, em caso de estacionamento irregularmente na ciclofaixa (R$ 195,23 e 5 pontos na CNH); ou gravíssima multiplicada por 3x, se transitar na ciclofaixa (R$ 880,41 e 7 pontos na CNH).


IBGE: Na crise, só salário de servidor cresce, e distância para setor privado é recorde

Especialistas acreditam que a maior diferença é fruto do aumento da informalidade no mercado de trabalho

Desde 2014, 3,8 milhões de postos de trabalho com carteira assinada foram fechados no país

O elevado nível de desemprego ampliou a diferença entre os salários médios dos empregados nos setores público e privado no país. Enquanto estes vêm sofrendo com o corte de vagas formais, aqueles conseguiram obter ganhos reais mesmo em meio à crise.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE), desde que o Brasil entrou oficialmente em recessão, no segundo trimestre de 2014, o rendimento médio do setor privado ficou estagnado, enquanto o do setor público teve ganho real de 10%.

No primeiro trimestre de 2019, o rendimento médio dos empregados no setor público chegou a R$ 3.706, enquanto trabalhadores do setor privado ganharam, em média, R$ 1.960. É a maior diferença desde o início da série da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), em 2012.

Para especialistas, a maior diferença é fruto do aumento da informalidade no mercado de trabalho, que afeta apenas trabalhadores do setor privado, enquanto os trabalhadores do setor público estão protegidos por estabilidade.

“Há uma imunidade em relação ao desemprego e, com maior proximidade com os governos, eles acabam conseguindo, mesmo num mesmo num cenário desfavorável, aumento de rendimento”, diz o economista Renan Pieri, da FGV EESP.

Entre 2012 e o primeiro trimestre de 2014 -antes do início da recessão- os rendimentos médios dos empregados nos setores público e privado evoluíram no mesmo ritmo. Com a crise, diz a professora do Ibmec, Vivian Almeida, os trabalhadores do setor privado perderam poder de barganha.

“No setor privado, como há essa situação adversa, com desemprego, as pessoas só querem voltar ao mercado de trabalho. Depois é que elas vão se preocupar com a questão do rendimento”, comenta ela.

Responsável no IBGE pela Pnad Contínua, Cimar Azeredo, pondera que o rendimento do setor privado vem sendo impactado pela perda do emprego com carteira assinada, que empurra trabalhadores do setor privado para a informalidade, que tem salários menores.

Desde o segundo trimestre de 2014, foram fechados no país 3,8 milhões de postos de trabalho com carteira assinada, queda de 10,3%. Já o número de trabalhadores sem carteira no setor privado cresceu 8,5%, ou 872 mil pessoas.

O número de trabalhadores por conta própria, que vinham sustentando uma melhora do desemprego em 2018, cresceu em 3 milhões no mesmo período, e atingiu no primeiro trimestre de 2019 o maior valor da série histórica em 12 estados.”A situação do emprego está tão ruim que, quando a informalidade sobe, a gente chama de recuperação”, diz Azeredo.

A diferença entre os salários nas esferas públicas e privadas, ressalta o economista, também pode ser explicada pelo nível de escolaridade mais alto na administração pública. Ele diz que em cargos mais qualificados, a diferença é menor.

Entre dirigentes e gerentes, por exemplo, 30% dos trabalhadores do setor privado ganham mais do que cinco salários mínimos. No setor público, são 42%. Já entre profissionais de ciências e intelectuais, são 29% e 33%, respectivamente.

Para economistas, o aumento dos rendimentos do setor público é um fator adicional de pressão sobre as contas dos governos em meio à crise de arrecadação. “Se tenho despesa crescente e arrecadação ou estagnada ou decrescente, a conta não fecha”, afirma Almeida, do Ibmec.

Segundo estudo da  Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), em 2018 cinco estados -Minas Gerais, Mato Grosso, Tocantins, Roraima e Paraíba- gastaram mais com pessoal do que o teto de 60% da receita previsto em lei.

Outros quatro, embora tenham divulgado gastos com pessoal dentro do limite estabelecido, já declararam calamidade financeira diante de dificuldades para fechar as contas: Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Goiás.

O Rio chegou a parcelar o pagamento de salários por mais de dois anos e só conseguiu quitar todos os atrasados após socorro federal que suspendeu o pagamento de parcelas da dívida com a União.

“No âmbito de tentar proteger da interferência política o trabalho do funcionário público, a gente criou uma espécie de armadilha, que justifica hoje a dificuldade imensa de fazer o ajuste fiscal”, analisa Pieri.

Por: Folhapress


Nova hamburgueria na Zona Norte do Recife explora conceito “smash burger”

Nova hamburgueria da Zona Norte – Crédito: Rafael Araújo

A Yankee Burger abriu as portas no bairro do Rosarinho (Rua Regueira da Costa, 70), com proposta descolada e conceito smash burger, onde o burger é pressionado na chapa, criando uma  crosta na carne e sem perder a suculência. O cardápio abrange várias combinações de hambúrgueres e ainda tem cachorro-quente, batata frita e shakes (doce de leite, oreo, ovomaltine e nesquik).

Crédito: Rafael Araújo
Crédito: Rafael Araújo
Crédito: Rafael Araújo

Recife deve se tornar a primeira cidade do Brasil a receber certificação internacional da OMT

Segundo a secretária de Turismo do Recife, Ana Paula Vilaça, o início do processo de certificação, que tem duração prevista de 12 meses, depende apenas da aprovação do orçamento (cerca de 30 mil euros)

A informação  sobre a certificação foi revelada por Marcela Pimenta, representante no País do órgão responsável pela chancela / Foto: Mona Lisa Dourado/JC

A informação sobre a certificação foi revelada por Marcela Pimenta, representante no País do órgão responsável pela chancela
Foto: Mona Lisa Dourado/JCMona Lisa Dourado 

FOZ DO IGUAÇU – Recife deve se tornar a primeira  cidade do Brasil a receber uma certificação internacional da Organização Mundial do Turismo (OMT) pela gestão dos serviços direcionados aos visitantes. A informação foi revelada por Marcela Pimenta, representante no País do órgão responsável pela chancela, a UNWTO Academy.

A executiva apresentou o programa durante o 1º Encontro de Líderes, evento realizado na última semana em Foz do Iguaçu (Paraná), que contou com a presença de investidores, gestores públicos, entidades e empresários do trade turístico nacional.

Segundo a secretária de Turismo do Recife, Ana Paula Vilaça, o início do processo de certificação, que tem duração prevista de 12 meses, depende apenas da aprovação do orçamento (cerca de 30 mil euros) e do formato de contratação pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“A expectativa é que até junho tenhamos essa autorização, para requerer o UNWTO Quest (selo de qualidade) em julho. Dessa forma, em julho de 2020 já deveremos contar com o reconhecimento”, estima. O selo é válido inicialmente por quatro anos, podendo ser renovado.

Passo a passo

O primeiro passo para obtê-lo consiste em uma auditoria e avaliação técnica para verificar o nível de preparação da cidade, explica Marcela Pimenta.

Em seguida, é proposto um plano de melhoria e um treinamento para alcançá-la antes que o destino se submeta à auditoria final e validação da certificação.

“As análises são feitas em três áreas. Conferimos se a governança da gestão é eficiente, se a execução do plano de turismo e dos recursos é feita de maneira adequada e se o órgão oficial de turismo assume o seu papel de líder estratégico”, detalha.

Os benefícios são proporcionais às exigências e incluem ferramentas para inovação, sustentabilidade e competitividade do destino. “A cidade também passa a compor um grupo de órgãos oficiais certificados, o que proporciona uma troca e um networking importantes para o desenvolvimento contínuo”, completa Marcela Pimenta.

A última cidade da América do Sul certificada, no início deste ano, foi Punta del Este, famoso balneário uruguaio. Existem pelo menos outros 200 destinos reconhecidos em 35 países.

Para alcançar a distinção, Ana Paula Vilaça aposta no planejamento e monitoramento de indicadores e metas, assim como no Plano de Turismo Criativo do Recife, que oferece subsídios para empreendedores investirem em produtos que proporcionem experiências únicas ao visitantes.

“Temos resultados concretos e mensuráveis, que nos deixam muito otimistas, como o reposicionamento do Recife como destino de lazer de destaque no País, as seguidas premiações do nosso aeroporto e o projeto de ocupação do centro histórico Recife Antigo de Coração.

Creditamos tudo isso à gestão e governança do setor”, destaca.  Atualmente, o Recife tem uma média de ocupação hoteleira anual de 70%, que chega a 98% no Carnaval.

JC Online