Evento do Porto Digital vai reunir mulheres desenvolvedoras de games

Maratona de desenvolvimento de jogos tem como objetivo fortalecer grupo de profissionais que luta contra preconceitos e por mais visibilidade

Evento do Porto Digital vai reunir mulheres desenvolvedoras de games
Foto: Divulgação

Durante três fins de semanas, o Apolo 235, prédio de incentivo ao empreendedorismo inovador do Porto Digital, no Bairro do Recife, receberá um grupo de profissionais que ainda luta por valorização num mercado majoritariamente masculino: o desenvolvimento de games. O Portomídia Game Jam das Minas tem como objetivo reunir ilustradoras, designers, artistas, produtoras de trilha sonora, programadoras e desenvolvedoras para que, juntas, criem novos jogos, troquem experiências e se fortaleçam.

No primeiro momento, no dia 24, será realizado um workshop sobre a ferramenta Unity. No fim de semana seguinte, entre os dias 2 e 4 de março, as participantes, já separadas em equipes, terão 48 horas seguidas para criarem, do zero, novos games. O último encontro está marcado para o dia 10, um fim de semana após, quando será realizado o recap, momento de troca de experiências e apresentação dos resultados. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 19 deste mês, pelo link seliga.ai/gamejamdasminas.

No primeiro dia do evento, a professora de programação e desenvolvimento de jogos Tatyane Calixto irá ministrar um workshop sobre Unity para preparar os participantes. “Vemos poucas mulheres na indústria de tecnologia e de jogos. O Unity é uma engine muito utilizada para o desenvolvimento de jogos digitais e é indispensável para o público esperado”, comenta. Além de Calixto, todo o grupo de mentoras da Game Jam será feminino. A prioridade nas inscrições também é delas, mas os homens que quiserem participar também podem se inscrever, já que o objetivo principal é aprender e somar. Conhecimento prévio é importante, pois haverá um processo seletivo para a escolha dos participantes.

Para Clara Vasconcelos, coordenadora de qualificação em economia criativa do Porto Digital, a Game Jam das Minas é uma ação de empoderamento estratégica para o parque tecnológico. “O evento engaja as mulheres do setor e garante visibilidade para essas profissionais. Além disso, a Jam também serve para desmistificar uma área cuja aptidão é vista como essencialmente masculina. Não temos só minas jogando, tem minas fazendo jogos e a Game Jam é uma oportunidade de fazer negócios e fortalecer as carreiras delas”.


A farra das passagens nos Tribunais brasileiros

Na contramão do necessário ajuste fiscal, ministros de tribunais superiores torram R$ 5,7 milhões em viagens – destaque para a corte militar, que julga pouco e passeia muito


1 – José Barroso Filho Presidente do Superior Tribunal Militar (STM); 2 -Marcelo de Oliveira Mendonça Chefe de Gabinete do Presidente do STM; 3- Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha Ministra do STM; 4 -Tatiana Cochlar da Silva Araújo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, começou a fechar a torneira do desperdício de dinheiro no Judiciário representado pelo auxílio-moradia, com o qual a União gasta anualmente R$ 437 milhões. Há, porém, outros canais usados por ministros de tribunais superiores por onde escorrem milhões de reais de recursos públicos. Recentemente, a ministra Cármen Lúcia constatou que os magistrados promovem uma verdadeira farra com a emissão de passagens aéreas e o famigerado pagamento de diárias a servidores que estão debaixo de suas asas, entre os quais integrantes do próprio STF. Só de passagens aéreas e diárias, os tribunais gastaram no ano passado um total de R$ 5,7 milhões.

O levantamento foi feito por ISTOÉ com base nas informações do sistema de transparência que consta no site de cada um dos quatro tribunais superiores: Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal Militar (STM), Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os números mostram que os tribunais parecem fechar os olhos para a situação calamitosa das contas públicas do País e gastam sem dó. O campeão foi o STF, que pagou R$ 1,5 milhão com despesas com viagens no ano passado. Mas chama a atenção o segundo colocado no ranking dessas despesas. Em 12 meses, o STM consumiu R$ 1,2 milhão só de passagens e diárias.

Ou seja, por pouco, o tribunal que julga questões militares não ficou em primeiro lugar no ranking da gastança aérea. Justamente um tribunal cuja produtividade não é lá essa locomotiva toda. Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o STM tem a menor demanda em relação aos outros primos – STJ, TST e TSE. Nem, por isso, os magistrados daquela corte militar se acanham. Se julgam pouco, os integrantes do STM viajam muito. O detalhamento das despesas milionárias com viagens da corte mostra que alguns gastos foram feitos em dólares. Tudo isso, segundo explicou a assessoria de comunicação, para que o STM adquirisse “mais saber jurídico” em viagens ao exterior, como se os meios de pesquisa online – e de graça – não estivessem ao alcance da mão para qualquer um.

Do total de R$ 1,2 milhão, mais de R$ 400 mil foram despesas do corpo de magistrados. Lideram o ranking os ministros José Barroso Filho (presidente do tribunal) e Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha. Juntos, eles gastaram do erário R$ 253 mil em 2017.

Só de diárias e passagens, José Barroso Filho consumiu dos cofres públicos aproximadamente R$ 100 mil. Barroso raramente viaja desacompanhado. Quase sempre é assessorado nos eventos dos quais participa pelo seu chefe de gabinete, Marcelo de Oliveira Mendonça, o que faz com que os gastos das idas e vindas do juiz militar a outros estados e países dobrem. Em 24 de abril, os dois viajaram para Portugal e Espanha, onde participaram de congresso e conferência de direito constitucional e só retornaram no dia 7 de maio. Juntos, consumiram R$ 60 mil só em diárias nesse período. E mais R$ 12 mil em passagens.

Malas prontas

A ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha também parece estar sempre de malas prontas. No ano passado, segundo a transparência do STM, ela recebeu R$ 40 mil de diárias e mais R$ 23,8 mil por sua estadia fora do país. Entre 25 de março e quatro de abril, consumiu R$ 31 mil dos recursos do tribunal com despesas de passagens e diárias para um seminário na Suécia durante 11 dias. Para se ter uma ideia do tamanho da discrepância, somente o gabinete de José Barroso Filho no STM gastou no mês de abril do ano passado R$ 80 mil em passagens e diárias. No mesmo mês, um total de 33 servidores do Supremo Tribunal Federal gastaram juntos R$ 128 mil.

O Superior Tribunal Militar conta com 54 magistrados e 800 servidores em seu quadro. Desse total, 15 são ministros. A principal tarefa da corte é julgar os crimes ocorridos no âmbito das Forças Armadas. Diferentemente da justiça comum, a demanda não é alta, pois o efetivo de militares das três forças é de 320 mil. Por isso, a assessoria do tribunal classifica como um “equívoco” comparar a produtividade do STM com a dos demais tribunais superiores, cuja rotina de trabalho chega a ser maior.

No Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o desperdício de recurso público não fica para trás. Para ir a um congresso do TSE no último dia 15 de dezembro no Rio de Janeiro, Tatiana Cochlar da Silva Araújo não dormiu no ponto.Viajou para a cidade maravilhosa no dia 13 e só voltou a Brasília cinco dias depois. Com o dinheiro do contribuinte, claro.

ISTOÉ


Nova York estuda pedágio urbano para salvar metrô

Nova York estuda cobrar um pedágio urbano dos carros e caminhões que circularem ao sul da rua 60 em Manhattan

Metrô de Nova York
Foto: Adam E. Moreira / Wikicommons

Uma fila de carros dava voltas no posto de gasolina, suas buzinas berrando. “Há trânsito demais nas ruas, caminhões demais, carros parados em fila dupla”, reclamava o taxista Thierno Diouf, enquanto enchia o tanque na hora do rush em Manhattan.

Mesmo no frio abaixo de zero do inverno de Nova York, passageiros costumam descer de táxis como o dele para terminar a pé o caminho -a velocidade média dos carros na não passa de 7 km/h, e andar pode ser mais rápido.

Mas um remédio -amargo, na opinião de alguns- contra a paralisia no trânsito da cidade acaba de voltar ao debate público. Nova York estuda cobrar um pedágio urbano dos carros e caminhões que circularem ao sul da rua 60 em Manhattan, onde ficam as lojas da Quinta Avenida e o distrito financeiro da ilha.

No plano defendido pelo governador de Nova York, Andrew Cuomo, os carros -inclusive táxis e veículos de aplicativos como Uber, Lyft e Via- pagariam US$ 11,52, cerca de R$ 37, e caminhões teriam de desembolsar US$ 25,34, (mais de R$ 80), para dirigir por ali.

Uma taxa de até US$ 5, ou quase R$ 16, ainda seria cobrada sobre cada viagem de táxi ou carros de aplicativo. Autoridades calculam que a cobrança pode render o equivalente a R$ 4,8 bilhões por ano aos cofres públicos, e o dinheiro seria reservado para bancar melhorias no metrô, que vem enfurecendo nova-iorquinos com descarrilamentos, acidentes e atrasos.

Vampirismo
Não é uma ideia nova. Há uma década, o então prefeito Michael Bloomberg tentou convencer moradores de que essa era a solução para acabar com os engarrafamentos. Sua proposta foi derrotada, mas agora vem sendo ressuscitada diante do caos no metrô, que alguns analistas afirmam estar em seu pior estado desde a década de 1970 -calcula-se que seus problemas causam rombo anual de R$ 1,2 bilhão para a cidade.

“O pedágio urbano é como um vampiro. Enfiam uma estaca no coração, e ele morre. Mas volta e meia arrancam a estaca e ele acorda”, compara Jonathan Peters, um pesquisador de mobilidade urbana da Universidade da Cidade de Nova York. “É porque esse é um problema que foi sendo empurrado e ainda precisa de uma boa solução.”

Mas especialistas estão longe de chegar ao consenso. Uma cobrança nesses moldes está em vigor em Cingapura desde 1975 e foi implementada em Londres, que tem o modelo mais próximo do estudado pelos nova-iorquinos, há 15 anos, onde ajudou a diminuir congestionamentos num primeiro momento e depois se tornou só mais uma fonte de recursos.

Outras cidades europeias, como Milão e Estocolmo, também aplicam pedágios urbanos -na metrópole italiana, no entanto, a ideia é impor um teto à poluição do ar. Um pedágio urbano chegou a ser aventado em São Paulo, mas nunca saiu do papel, sendo o mais próximo disso o rodízio de veículos que entrou em vigor em 1996.

Mas Nova York é outra história. É quase impossível construir novas ruas e avenidas na ilha de Manhattan, onde menos de metade da população dirige todos os dias. E moradores reclamam que pagam impostos demais -de fato, mais de um terço de todo o dinheiro gerado por pedágios nos Estados Unidos, cerca de R$ 11,2 bilhões a cada ano, já vem dos túneis e pontes da cidade.

Últimas saídas

O prefeito, Bill de Blasio, está do lado dos que se queixam e já disse ser contra a medida. Mas ativistas e especialistas dizem que ele vai acabar tendo de mudar de ideia. “Não há uma bala de prata para resolver o trânsito na cidade”, diz Jaqi Cohen, da Straphangers Campaign, ONG que defende os interesses de passageiros do metrô. “Mas a situação agora é crítica e o pedágio urbano é a única solução que pode pagar os reparos urgentes nos trilhos.”

Outro ponto é que as ruas estão cada vez mais abarrotadas de carros de aplicativos -ao contrário dos táxis, não há limite para eles- e caminhões de entrega, que vêm entupindo os bairros com a escalada das vendas on-line. “O volume de ocupação das vias chegou ao limite”, diz David King, especialista em mobilidade da Universidade do Estado do Arizona. “Londres, que é uma cidade tão densa quanto Nova York, deveria servir de alerta para os nova-iorquinos. Não faz sentido não tentar liberar esses espaços já bem escassos.”

Mitchell Moss, um urbanista da Universidade de Nova York, também acredita que o pedágio urbano agora pode sair do papel porque outras alternativas serão ainda mais difíceis de aprovar, entre elas a imposição de um teto ao número de carros de aplicativos.

Outros especialistas ainda defendem cobrar uma taxa sobre cada encomenda entregue na cidade, o que pode pôr a metrópole em pé de guerra com gigantes como a Amazon e serviços como FedEx e UPS. Uma terceira saída, no entanto, vem ganhando respaldo de políticos mais progressistas. Eles calculam que a legalização da maconha para usos recreativos em Nova York pode resolver todos os problemas do metrô, rendendo cerca de R$ 16 bilhões em cobrança de impostos ao ano, além de poder relaxar nova-iorquinos mais nervosinhos.

Por: Folhapress


Campanha da LBV vai doar 22 mil kits pedagógicos para estudantes carentes

Entregas em Pernambuco serão feitas na terça, quarta e quinta

Campanha preza pela alfabetização e não evasão escolar. Foto: Bruna Gonçalves/LBV/Divulgação

A Legião da Boa Vontade (LBV) deu início à Campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro. Em todo o país, serão entregues 22 mil kits de material pedagógico a crianças, adolescentes e jovens de famílias em situação de vulnerabilidade social. Em Pernambuco, a entrega será feita na próxima terça-feira, dia 20 de fevereiro, no Recife, e na quarta e quinta, nas cidades de Buíque e Tupanatinga, no Sertão.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 11,8 milhões de analfabetos. O número corresponde a 7,2% da população que tem 15 anos ou mais de idade. Na faixa etária igual ou superior aos 60 anos, o índice alcança 20,4%. A região Nordeste registra o maior percentual de analfabetismo (14,8%), número quase quatro vezes maior do que as taxas estimadas para o Sudeste (3,8%) e para o Sul do país (3,6%).

Para reverter esses dados, a LBV realiza, anualmente, a Campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro. No estado, os alunos da zona rural de Buíque, das escolas Júlio Monteiro e Antonio de Yoyô, e de Tupanatinga, das escolas Presidente Tancredo Neves e Padre José Kerles, serão beneficiados com os kits pedagógicos. Também vão receber o material as crianças e adolescentes de seis a 15 anos que participam dos programas socioassistenciais desenvolvidos no Centro Comunitário de Assistência Social da LBV no Recife.

AJUDE VOCÊ TAMBÉM

Para angariar as doações, a Instituição conta com a solidariedade do povo brasileiro. Os donativos para a campanha podem ser feitos pelo site www.lbv.org ou pelo tel. 0800 055 50 99. Para mais informações, acesse o perfil da LBV no Facebook, no Instagram e no Youtube, por meio do endereço “LBVBrasil”.


O 5G está chegando e os testes já devem começar no início de 2019

Guilherme Tagiaroli

© Reprodução

Há um tempo a indústria fala sobre 5G, a quinta geração de internet móvel. No entanto, parece que finalmente em um futuro bem próximo já teremos dispositivos habilitados para a nova tecnologia. Isso porque entre o fim de 2018 e a partir de 2019 teremos os primeiros testes com operadoras e os primeiros dispositivos já adaptados para essa tecnologia.

• O que é o 5G, e como ele trará velocidades ainda maiores na internet móvel
• Os primeiros passos do 5G em testes no Brasil

Isso vai acontecer graças a um acordo da indústria da 3GPP (organização que cria padrões no ramo de telecomunicações) que definiu um padrão desenvolvimento em escala da tecnologia no fim de 2017.

De modo concreto, temos o lançamento do modem X50 5G, da Qualcomm, e uma parceria da empresa norte-americana com dezenas de fabricantes e operadoras. China Telecom, AT&T (EUA), Verizon (EUA), TIM (Itália) e BT (Reino Unido) fazem parte do rol de 18 teles que farão testes no início do ano que vem. Dentre as 19 fabricantes de dispositivos, destacamos a Sony, Asus, LG, HMD Global (que faz os aparelhos de marca Nokia) e Xiaomi.

© Fornecido por F451 Midi Ltda.
Aqui a lista completa das empresas que terão dispositivos com modem 5G da Qualcomm

“A fundação do 5G NR (New Radio) começa em 2019, porém só em 2020 que teremos o uso comercial em alguns países”, afirmou o brasileiro Cristiano Amon, presidente da Qualcomm, durante apresentação na sede da empresa, em San Diego (Califórnia).

(Aqui vale um pequeno parêntese: assim como a tecnologia 4G sempre aparece acompanhada com a sigla LTE – Long-Term Evolution, a tecnologia 5G deve vir acompanhada com a sigla NR – New Radio)

© Fornecido por F451 Midi Ltda.

É, rapá, o 5G tem até logo específico. Crédito: 3GPP

É importante notar que a Qualcomm não está sozinha no desenvolvimento de chipsets 5G. A Intel também tem seu próprio chipset, que deve figurar em alguns aparelhos móveis — por causa da treta entre a empresa e a Apple, inclusive, existem rumores que a empresa da maçã deva optar por chips da Intel. Na parte de infraestrutura, Nokia, Huawei e Ericsson tem testado soluções com operadoras móveis.

De modo geral, a comercialização do 5G deve começar apenas em 2020. O que ocorrer antes disso são testes específicos em ambientes mais reais — até o momento, a maioria foi feito em laboratórios ou locais restritos.

Primeiro, velocidade

Ainda que a tecnologia 5G seja acompanhada sempre do termo “Internet das Coisas”, o fato é que em um primeiro momento a nova geração de internet móvel deve ser sinônimo de melhor conexão e ponto.

Aí, estamos falando de conexões que chegam a Gbps (gigabits por segundo) — em testes da Qualcomm o chip atingiu 4,51 Gbps na frequência de 28 GHz. A empresa não falou uma banda específica em uso comercial, porém, espera-se, segundo as especificações da 3GPP, que atinja pelo menos 1 Gbps. Em documentos sobre a tecnologia, fala-se até em 20 Gbps.

Fico curioso para saber a velocidade, de fato, de uma aplicação comercial com 5G. Lembro-me que na estreia do 4G no Brasil, em 2012, a velocidade máxima de uma demonstração da operadora Claro chegou a 50 Mbps.

Além das altas velocidades, é prometida baixa latência, de 1 milissegundo, também segundo especificação da 3GPP. Na prática, promete a Qualcomm, será possível ter aplicações de realidade virtual via streaming em que é necessária uma alta quantidade de dados e com o menor atraso possível de transmissão.

Então quer dizer que daqui a diante o foco da indústria vai ser apenas em fazer modems 5G? Ainda não. Sabendo ou não da morosidade da implementação de novas tecnologias, as fabricantes têm desenvolvido modems LTE avançados — uma evolução de 4G que pode atingir velocidades bem altas.

Ainda que a Qualcomm tenha feito certo barulho pelo 5G, a empresa também anunciou um modem X24 LTE, um chip de 7 mm com baixo consumo de energia e que em testes conseguiu atingir velocidade de 2 Gbps. Esta velocidade só é possível pois ele é compatível com agregação de portadora. Na prática, ele consegue usar diversas portadoras 4G para aumentar a banda e a capacidade de rede — um recurso ainda pouco usado por operadoras móveis. Smartphones lançados neste ano já devem vir com este modem recém-lançado.

Futuro hiperconectado

A indústria está bem animada com as possibilidades do 5G, mas na verdade ninguém sabe ao certo o número de oportunidades geradas pelo novo tipo de conexão. Ninguém imaginava, por exemplo, que graças à expansão da internet móvel haveria um mercado de aplicativos bilionários (em valor e em número de usuários), como o Instagram e o WhatsApp.

De bate-pronto, fala-se em transmissão de vídeo em ultra-definição HDR, experiências sociais em tempo real (já vai imaginando como vai ser seu avatar no Facebook em realidade virtual) e experimentos imersivos de entretenimento móvel.

© Fornecido por F451 Midi Ltda.
Realidade virtual é uma das áreas que deve ter crescimento com implementação do 5G. Crédito: Pixabay

Em um plano maior, as possibilidades envolvem controle de drones (um desses 5G, por exemplo, não teria problemas de alcance), aplicações na área da saúde (como vestíveis conectados que podem acionar uma ambulância em casos de urgência) e dispositivos para cidades conectadas.

Sobre este último item, a Qualcomm vislumbra um futuro com carros conectados. Em que veículos, equipados com o chip C-V2X não vão apenas farão o automóvel se conectar à internet, mas vai estabelecer conexões com outros dispositivos conectados.

Imagine, por exemplo, um cenário em que veículos conectados são avisados antecipadamente da proximidade de uma ambulância. Isso facilitaria o trânsito do veículo de resgate e poderia, no caso de um semáforo conectado, até facilitar a abertura do sinal para este carro.

Sem contar na redução de acidentes. Em um ambiente conectado, carros poderão frear ao receber sinais de algum incidente ou mesmo evitar atropelamentos com o uso de sensores.

Tudo isso usado para o bem será ótimo. Um mundo sem acidentes, com sistemas inteligentes e conectados cuidando de nossa saúde e com mais segurança no trânsito pode poupar muitas vidas. Só quero ver como vai ser quando toda essa conectividade for usada para o mal.

E no Brasil?

Os testes com 5G ainda devem demorar para aterrisar por aqui. Em uma entrevista de 2017, o presidente da Anatel, Juarez Quadros, informou sobre a possibilidade de haver leilão de frequências para o 5G em 2020 — ano em que alguns países já terão uma operação comercial ativa. O Brasil tem avançado na ativação de redes 4G por diversas cidades, inclusive com novas versões, como a Claro com o 4.5G. Isso é importante, pois 4G e 5G são tecnologias complementares. Elas devem coexistir ainda por um bom tempo.

Outra questão que deve ainda ser resolvida é a expansão de infraestrutura. Um dos grandes problemas para a expansão da cobertura de redes móveis no Brasil é a burocratização para instalação de torres e antenas. Por se tratar de uma legislação fragmentada, é necessário, dependendo da cidade, diferentes autorizações de secretarias e órgãos públicos.

Isso pode impactar de forma específica o a implementação do 5G, pois a tecnologia funciona com frequências muito altas — há testes com frequências abaixo de 6 GHz e outros na casa dos 20 GHz. O princípio é: quanto maior a frequência, menos abrangente é a cobertura. Então, para espalhar o 5G, em alguns casos, será necessário instalar antenas small cells pelas cidades.

Em resumo, pode acontecer com 5G o que rolou com o 4G. O primeiro smartphone 4G do Brasil, no caso do MotoRazr HD , começou a ser vendido em 2012 quando a tecnologia ainda estava sendo testada em apenas algumas localizações.

Olha que beleza: você poderá se exibir para seus amigos com seu novíssimo smartphone 5G — comprado no exterior ou, quem sabe, no Brasil — e não ter a conexão no país. Não é demais?

Gizmodo
*O jornalista viajou para San Diego (Califórnia) a convite da Qualcomm
Foto do topo por Ericsson


Ato de vandalismo provoca a suspensão do abastecimento de água para o Conjunto Residencial Marcos Freire e URs 6 e 11

Um ato de vandalismo provocou a suspensão do abastecimento de água para o Conjunto Residencial Marcos Freire e UR-11, em Jaboatão dos Guararapes, e UR-6, no Recife, desde a madrugada desta sexta-feira (16).

O Sistema Produtor Marcos Freire, que fornece água para essas áreas, está paralisado depois que a estação de bombeamento, responsável por captar água no Riacho Zumbi, teve os cabos elétricos de energização da unidade arrancados, assim como os componentes elétricos do gerador, painéis de comando e de medição da Celpe.

O Sistema Marcos Freire depende dessa unidade para bombear água até a estação de tratamento. A companhia estima um prejuízo em torno de R$ 80 mil com o ato de vandalismo.

Os técnicos da Compesa já estão trabalhando na unidade, localizada às margens da rodovia no trecho da Integração da Muribeca, para fazer o conserto dos equipamentos e a reposição dos componentes elétricos.

A previsão é que o trabalho seja concluído até a próxima segunda-feira (19), no final do dia, quando o fornecimento de água será restabelecido para as áreas afetadas, de acordo com o calendário.


FG realiza Megavestibular especial dia 24 de fevereiro em Pernambuco

O primeiro colocado ganha bolsa integral e um carro zero quilômetro

O carnaval passou e os vestibulandos já tem uma oportunidade de garantir uma vaga no ensino superior. No sábado (24) a Faculdade dos Guararapes realiza o Megavestibular nos campi Piedade, Boa Vista e Jaboatão Centro, em parceria com o Papo de Universitário.

As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas gratuitamente pela internet. O candidato com a maior nota ganha uma bolsa de estudos integral da FG e também será premiado com um carro zero quilômetro pelo Papo de Universitário. Além do primeiro lugar, os demais candidatos concorrem a bolsas de até 60%. Lembrando que será obrigatório apresentar um documento oficial com foto antes de passar pelos portões para fazer o vestibular.

Muito além de ser apenas um exame, o Megavestibular é uma experiência do candidato com a instituição. Os acompanhantes dos vestibulandos vão poder aguardar a realização do exame no auditório da instituição, onde serão exibidos filmes. Ao final da prova, os candidatos serão convidados pelos coordenadores a conhecer a estrutura e tirar dúvidas sobre os cursos que pretendem fazer.

De acordo com Bruno Macedo, gerente de marketing e vendas da FG, “o vestibular é a porta de entrada ao ensino superior, por isso reforçamos nossa parceria com o Papo de Universitário para proporcionar a melhor experiência possível aos estudantes que vão fazer a prova”.

Serviço – Megavestibular FG
Inscrições: https://goo.gl/WfvqcF
Regulamento: https://unifg.edu.br/formas-de-ingresso/editais/
Abertura dos portões: 12h
Início do exame: 14h30
Término: 18h15


Compesa inicia obra para implantação de nova rede de esgoto em Olinda, na próxima segunda-feira (19)

Para permitir a reurbanização pelo Governo do Estado de parte do Canal do Fragoso, em Olinda, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) inicia, na próxima segunda-feira (19), às 07h, uma obra para implantar uma importante rede coletora do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Como se trata de uma das principais tubulações do sistema – com mil milímetros de diâmetro – e de uma obra de grande complexidade, a companhia vai executar a intervenção por etapas.

A primeira fase da obra começa no trecho da Rua Professor Olímpio Magalhães, situado entre a Avenida Fagundes Varela e a Rua Aluísio de Azevedo, em Jardim Atlântico. Os serviços serão executados no local até o dia 21 de maio, para implantar 80 metros de tubulação e será preciso interditar totalmente esse trecho, exceto para os moradores da rua, que terão acesso liberado.

Os motoristas que costumavam fazer o retorno pela Rua Professor Olímpio Magalhães para cruzar a Avenida Fagundes Varela, durante esse período, terão outra alternativa de acesso à via, que será orientada pela Secretaria de Transportes e Trânsito de Olinda. Equipes de assistentes sociais também visitaram os moradores da área para informar a execução da obra.

A obra de implantação da nova rede do Sistema de Esgotamento Sanitário de Olinda, um investimento de R$ 6,5 milhões, vai permitir melhorias no fluxo de esgoto da região e desativar a antiga rede coletora de esgoto. A tubulação será assentada numa extensão de 1.080 metros, no bairro de Jardim Atlântico, numa profundidade que varia de dois a sete metros. As intervenções serão executadas pela BRK Ambiental, parceira da Compesa no Programa Cidade Saneada, a Parceria Público Privada-PPP do Saneamento da Região Metropolitana do Recife.


Febracis Recife promove treinamento de inteligência emocional

Uma das instituições mais conceituadas em Coaching na América Latina, a Febracis Recife promove, pela primeira vez na capital pernambucana, entre os dias 02 e 04 de março o maior treinamento de inteligência emocional do mundo com ferramentas de coaching através do Método CIS.

Serão três dias de imersão em um conteúdo cujas bases se ancoram na Neurociência, na Física Quântica, na Psicologia Positiva e na Programação Neurolinguística. O público vai aprender a eliminar obstáculos emocionais para que alcance seus objetivos, além de expandir as potencialidades e, assim, alinhar os valores e propósitos de vida (financeiro, profissional e pessoal) como um todo.

O Método CIS é uma técnica criada pelo PhD em Coach, Paulo Vieira, que já teve mais de 180 turmas e cerca de 250 mil participantes espalhados pelo mundo. Em 18 anos, o Método vem trazendo resultados comprovados cientificamente com pesquisas que se baseiam na reprogramação de crenças mentais. Além de restabelecer o autocontrole, com foco no equilíbrio emocional, o método CIS também visa trazer maior fortalecimento da capacidade de liderança, autoconfiança e otimismo.

Serviço

Método CIS
Data: dias 02, 03 e 04 de março de 2018
Hora: a partir das 9h
Organização: Febracis Recife
Endereço: Centro de Convenções de Pernambuco – Olinda/PE
Informações: www.metodocis.com.br/recife ou (81) 4042-2230


Porto Digital promove seminário gratuito sobre futuro do Brasil e de Pernambuco

Ao longo dos próximos 18 meses, o Porto Digital realizará uma série de seminários gratuitos para discutir o cenário econômico de Pernambuco, do Brasil e do mundo. O primeiro evento do programa Pense! Pernambuco vai acontecer no dia 19 de fevereiro e irá abordar, no Auditório do Apolo 235, no Bairro do Recife, as perspectivas de longo prazo no País.

Realizado em parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) e o Governo do Estado, o Pense! Pernambuco é voltado para empresários, gestores públicos e privados, formuladores de política, pesquisadores e demais interessados no assunto. A participação é aberta ao público e as inscrições gratuitas podem ser feitas pela internet.

Com tema O Brasil e o Futuro, o seminário do próximo dia 19 contará com a participação do secretário de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loterias do Ministério da Fazenda, Mansueto Almeida, e da ex-diretora do BNDES Elena Landau.

Além de secretário do Ministério da Fazenda, Mansueto Almeida também é pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Especialista em Finanças Públicas, Almeida organizou as publicações Retomada do Crescimento: Diagnóstico e Propostas e Finanças Públicas: da Contabilidade Criativa ao Resgate da Credibilidade.

Com extenso currículo, Elena Landau já trabalhou na análise de conjuntura econômica e de política macroeconômica no IPEA e na Confederação Nacional da Indústria (CNI), além de ter sido diretora do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), conselheira da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro e da Companhia Vale do Rio Doce. Economista e advogada, Landau atualmente é sócia do escritório de advocacia Sergio Bermudes, no Rio de Janeiro.

Ainda no primeiro trimestre de 2018, o Pense! Pernambuco contará com outros seminários, em março e abril, sobre O Futuro de Pernambuco e O Mundo no Futuro, respectivamente. Os interessados nos debates podem acompanhar as novidades, temas e palestrantes dos próximos eventos também pela página do Porto Digital no Facebook.

Pense! Pernambuco
Rua do Apolo, 235, Bairro do Recife, Recife – PE
19 de fevereiro, das 15h às 18h
Inscrições: http://seliga.ai/pense-pe
Evento gratuito

PorAqui


UniFBV lança oficialmente seu Centro Universitário no Recife

A Faculdade Boa Viagem (FBV) foi reconhecida pelo Ministério da Educação como centro universitário em dezembro de 2017

A UniFBV oferece mais de 45 cursos a cinco mil estudantes, além de gerar mais de 400 empregos diretos, entre docentes da graduação, pós-graduação (incluindo MBA) e um mestrado profissional em gestão empresarial
Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem

O 9º Centro Universitário do Estado de Pernambuco teve seu lançamento oficial nesta quinta-feira (15). A Faculdade Boa Viagem, que iniciou as suas atividades em 1999, foi reconhecida como centro universitário pelo Ministério da Educação em dezembro de 2017. A partir do credenciamento, o centro passa a ter autonomia para oferecer novos cursos e programas de ensino superior e pode também ampliar o seu campus.

O centro universitário obteve a nota máxima (5) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao MEC. A UniFBV oferece mais de 45 cursos a cinco mil estudantes, além de gerar mais de 400 empregos diretos, entre docentes da graduação, pós-graduação (incluindo MBA) e um mestrado profissional em gestão empresarial.

A instituição pertence ao grupo Adtalem Educacional do Brasil, presente no país desde 2009 e que possui 18 instituições de ensino distribuídas em todo o território nacional. O grupo integra a rede internacional de ensino Adtalem Global Education, fundado há mais de 85 anos nos Estados Unidos.

“Nós somos um grupo empresarial, mas que é formado por educadores, dirigido por educadores. Essa nossa experiência nós pudemos trazer para o Brasil toda essa formatação de uma estrutura física de qualidade, mas que também desafiam os nossos alunos ao desenvolvimento científico e tecnológico, desafia os nossos alunos a desenvolver inovação, a gerar patentes de produtos”, afirmou o reitor do centro, Hubert Soares.

MEC

O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), esteve presente na solenidade. Dos nove centros universitários do estado, sete foram inaugurados durante a sua gestão no MEC. “Isso vai estreitar a distância entre o desejo de um estudante de fazer um curso superior e a oferta de um determinado curso para um estudante de qualquer cidade polo do estado de Pernambuco”, afirmou o ministro.

JC Online


Arena Gastronômica do Carnaval fecha edição superando todas as expectativas

A Arena Gastronômica do Carnaval, um projeto realizado pela Prefeitura do Recife em parceria com a Abrasel PE (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Pernambuco) e apoio da AmBev, encerrou nesta quarta-feira (14) suas atividades superando todas as expectativas previstas para esta edição. Os números confirmam o sucesso. Ao todo, a 11ª Arena, formada por 11 restaurantes, movimentou aproximadamente R$ 350 mil, valor que representa um crescimento de 25% comparado à edição de 2017. Mais de 110 mil pessoas passaram pela estrutura, montada na Rua do Observatório, durante os dias de festa.  Arena também empregou. Foram 70 empregos diretos e mais de 200 indiretos.

E os números continuam surpreendendo. Em sete dias de funcionamento, mais de 35 mil atendimentos foram realizados, o que significa cinco mil atendimentos por dia – vale ressaltar que este número não é proporcional às vendas, por causa do ticket médio –. Entre as operações de maior sucesso, os estandes que vendem comida regional, coxinha, pastel e hambúrguer.

De acordo com o presidente da Abrasel PE, André Luiz Araújo, alguns fatores econômicos contribuíram para o sucesso desta edição. Entre eles destacam-se a queda do endividamento das famílias e o aumento da taxa de otimismo. “O mercado está mais otimista, o que significa investimentos. O empreendedor aporta mais capital, abrindo oportunidades, como, por exemplo, mais empregos. Isso gera um maior grau de satisfação nas pessoas, que passam a consumir mais. A roda da economia funciona dessa forma. É a soma da parte técnica, dos investimentos, com a expectativa das pessoas. Quem move as empresas é a população”, diz André.

Pesquisas de satisfação realizadas pela Abrasel PE durante os dias de Carnaval apontam que mais de 90% do público da Arena aprova os serviços oferecidos. O grau de satisfação numa escala de 0 (péssimo) a 5 (excelente), alcança quase a nota máxima. Entre os pontos destacados como diferenciais do espaço estão a beleza do local, que está mais iluminado, largo e com layout colorido; o conforto – cobertura, mesas e cadeiras de madeira de reflorestamento garantem ao folião comodidade na hora de recuperar as energias –; a qualidade dos alimentos, os preços justos, a segurança e a acessibilidade do espaço.

Os 11 restaurantes que formaram o corredor gastronômico – Nordeste Sabor (Casa da Macaxeira), Comadre Coxinha, Hakata, Espetinho da Ceça, Rei das Coxinhas, República dos Pasteis, My Burger, Taberna Portuguesa, Plim Restaurante, Tahsty e Villa Açaí – foram selecionados cuidadosamente pela Associação para dar ao folião opções de cardápios para todos os gostos, o que foi desde lanches rápidos a pratos completos, desde frituras a comidas mais leves. As operações começaram na quarta-feira (7), em horário ampliado, abrindo às 16h e fechando por volta das 2h da manhã.


Prefeitura do Recife lança edital para o Festival Nacional do Frevo 2018

Divulgação

O mais pernambucano dos ritmos sendo reverenciado de janeiro a janeiro. A Prefeitura, através da Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife, lança o Festival Nacional do Frevo 2018. O edital que norteia o certame determina que a habilitação e seleção de músicas estarão abertas no período de 19 de fevereiro a 30 de março/2018.

As inscrições podem ser realizadas presencialmente devendo o postulante

comparecer ao Centro de Documentação do Paço do Frevo, localizado na Praça do Arsenal, Bairro do Recife. Também será possível fazer a inscrição por meio do site www.culturarecife.pe.gov.br. Todos os detalhes sobre o concurso estão disponíveis no site da Secretaria de Cultura e no portal da Prefeitura do Recife (www.recife.pe.gov.br).

O Festival pretende amplificar a divulgação, a circulação e a atualização do gênero musical, realizando ações (concurso, apresentações, rodas de mestres, oficinas e registros) que promovam o reconhecimento de artistas (músicos, compositores, arranjadores, instrumentistas e intérpretes) e fomentem processos de inovação e desenvolvimento da cadeia criativo-econômica.

O Festival representa um esforço no sentido de garantir investimento contínuo na inovação, no aprimoramento da produção e na inserção do mercado; no uso de novas tecnologias e formulações de modelos de negócios; no desenvolvimento de público e formação de

comparecer ao Centro de Documentação do Paço do Frevo, localizado na Praça do Arsenal, Bairro do Recife. Também será possível fazer a inscrição por meio do site www.culturarecife.pe.gov.br. Todos os detalhes sobre o concurso estão disponíveis no site da Secretaria de Cultura e no portal da Prefeitura do Recife (www.recife.pe.gov.br).

O Festival pretende amplificar a divulgação, a circulação e a atualização do gênero musical, realizando ações (concurso, apresentações, rodas de mestres, oficinas e registros) que promovam o reconhecimento de artistas (músicos, compositores, arranjadores, instrumentistas e intérpretes) e fomentem processos de inovação e desenvolvimento da cadeia criativo-econômica.

O Festival representa um esforço no sentido de garantir investimento contínuo na inovação, no aprimoramento da produção e na inserção do mercado; no uso de novas tecnologias e formulações de modelos de negócios; no desenvolvimento de público e formação de

novas tecnologias e formulações de modelos de negócios; no desenvolvimento de público e formação de novas plateias. As mudanças já começam na forma de premiação: não serão concedidos prêmios em dinheiro, mas garantia de apresentações por todo o estado, gravações de material audiovisual para facilitar a divulgação nas redes sociais e horas de gravação em estúdio profissional.

Serão cinco categorias: Frevos de Rua, Frevo de Bloco, Frevo Canção, Frevo de rua para Grupos Camerísticos e Frevo de Rua – Releitura. As músicas inscritas passarão por uma comissão curadora que definirá 30 composições. Estas serão apresentadas ao público em três eliminatórias. A grande final contará com 15 canções e acontecerá no final do mês de maio.

Eliminatórias

O concurso será dividido em eliminatórias, que vão acontecer ao longo de 2018 nas unidades do Compaz Governador Eduardo Campos (Alto Santa Terezinha) e Escritor Ariano Suassuna (Cordeiro), bem como no Paço do Frevo. A finalíssima, prevista para o dia 25 de maio, acontecerá no Teatro de Santa Isabel. Os vencedores ganham uma apresentação no Carnaval do Recife, uma gravação audiovisual da música vencedora e uma apresentação no Festival de Inverno de Garanhuns 2018. Os segundo e terceiro lugares também ganham uma apresentação no Recife, sendo que o segundo colocado ganha também uma gravação master da sua música vencedora.


Regiões se estruturam e crescem no Mapa do Turismo Brasileiro

Nova categorização realizada pelo Ministério do Turismo revela a melhoria nas condições do setor em 358 destinos brasileiros

 07 02 18 NE CearáJeri0044
Crédito: Embratur

O Ministério do Turismo atualizou nesta quinta-feira (8) a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro. Esse instrumento é importante para acompanhar o desempenho da economia do turismo nos municípios e serve também como balizador de políticas do setor e direcionamento de verbas federais. A atualização do instrumento revelou um crescimento da atuação do turismo em 358 municípios. O estudo também revelou queda no desempenho de alguns municípios, seja pela redução do seu fluxo turístico ou pelo encolhimento da mão-de-obra ou infraestrutura ligada ao setor.

“Com a nova categorização, temos elementos para aprimorar a gestão do turismo, otimizar a distribuição de recursos e promover o desenvolvimento do setor. A intenção não é hierarquizar, mas sim agrupar municípios com características semelhantes para que possamos traçar parâmetros para atendimento a diferentes necessidades”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

A partir de quatro variáveis de desempenho econômico – número de empregos, de estabelecimentos formais no setor de hospedagem, estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais – os municípios foram divididos por letras, que vão de ‘A’ a ‘E’. De acordo com a nova classificação, 189 cidades subiram da categoria ‘E’ para ‘D’, tornando-as aptas a receber recursos federais para promoção de eventos, por exemplo. Isso porque, segundo portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. Ainda seguindo essa portaria, apenas 82 cidades desceram da categoria ‘D’ para ‘E’ deixando de participar do programa de apoio a eventos.

07 02 18 NE itacare0011
Crédito: Embratur

REFORÇO DA REGIONALIZAÇÃO – Com essa atualização, é possível perceber que alguns municípios estão se estruturando em regiões e fortalecendo, naturalmente, a economia do turismo. É o caso da região das Trilhas do Rio Doce, em Minas Gerais, onde nove municípios subiram de categoria; as regiões de Corredores das Águas (PR) e do Vale do Contestado (SC), onde seis cidades de cada um dos estados tiveram suas categorias ajustadas para cima. Destaque, ainda, para o crescimento das regiões da Chapada Diamantina (BA), Encantos do Sul (SC), Turística Pantanal Mato-Grossense (MT) e Rota Norte (MS).

Para o coordenador-geral de Mapeamento e Gestão Territorial do Turismo, Leonardo Riul, a evolução nas categorias de municípios da mesma região revela o sucesso da estratégia de regionalização do turismo, adotada pelo MTur desde 2004 e fortalecida na gestão de Marx Beltrão. Inclusive coube ao ministro a decisão de atualizar o Mapa do Turismo a cada dois anos, para acompanhamento mais preciso do desenvolvimento do setor.

“Com o apoio do ministro Marx, daremos periodicidade também na atualização da categorização fazendo com que os dados tenham uma frequência maior e com isso melhorando a gestão dos investimentos por parte do MTur. Percebemos com essa nova categorização que os municípios apoiaram a regionalização, tiveram um resultado melhor, trabalhando de forma conjunta, para fortalecer as regiões turísticas. Esse processo é bem-vindo não só para a gestão das áreas, mas também para os turistas, que passam a ter mais opções de lazer não só no destino escolhido, mas também no entorno”, afirmou Riul.

CONFIRA AS MUDANÇAS DE CATEGORIAS – As novas categorias já estão disponíveis no endereço www.mapa.turismo.gov.br.


Parques temáticos terão tarifa zero para importar equipamentos

Cabine para teleférico e tobogãs aquáticos estão entre os produtos beneficiados com a medida que conta com apoio do Ministério do Turismo

 01 12 17 WETN WILD PARQUE TEMATICO Gabriel 1
Crédito: MTur

Equipamentos destinados a parques temáticos poderão ser adquiridos no exterior sem pagamento do imposto de importação por até oito meses. A medida consta de resolução nº 4 da Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (6).

A resolução enumera sete itens a serem beneficiados com a redução temporária do imposto de importação de até 20% para zero. “O setor de parques temáticos gera muitos empregos e exige altos investimentos para que o país seja competitivo no mercado interno e para a atração do turista internacional. Por isso nosso empenho no apoio a esse tipo de incentivo”, comenta o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

O presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), Alain Baldacci, disse que a medida vai beneficiar de imediato quatro parques aquáticos: Unipraias, Wet’n Wild, Beach Park e Blue Park. Esses já tinham projetos que permitem realizar a operação de importação dentro dos oito meses de isenção previstos pela Camex. No entanto, qualquer parque com projetos que incluam esses equipamentos poderá ser beneficiado.

“É uma conquista muito importante ter uma janela para realizar a importação com tarifa zero. Entretanto, apenas algumas empresas conseguem aproveitar o benefício neste espaço de tempo. Por isso, estamos trabalhando junto ao Ministério do Turismo para avançarmos na interlocução com as outras instâncias de governo em medidas de incentivo que sejam permanentes”, afima Baldacci.

A isenção foi possível com a inclusão dos equipamentos na lista de Exceções à Tarifa Externa Comum. Para as cabines de teleférico com estrutura de alumínio, que recolhiam 14% do imposto de importação, a isenção valerá por seis meses. Para os demais itens, cuja tarifa era de 20%, o prazo sobe para oito meses.


Turismo: Gestores devem se atentar para a nova categorização dos municípios

08 02 18 pirenopolis embratur
Crédito: Embratur

A nova categorização publicada nesta quinta-feira (08) pelo Ministério do Turismo é uma importante ferramenta para órgãos e entidades da Administração Pública Federal, Estadual, Municipal ou Distrital que pleiteiam apoio financeiro da Pasta para promoção de eventos geradores de fluxo turístico. Poderão inscrever projetos os municípios das categorias A, B, C e D. A página do Siconv ficará disponível até o dia 22 de fevereiro.

“Os interessados em submeter suas propostas ao Ministério do Turismo deverão ficar atentos a essa nova categorização, uma vez que os municípios considerados E não poderão pleitear apoio. Os valores que poderão ser disponibilizados também variam de acordo com a categoria do município solicitante”, explicou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Os recursos serão provenientes da programação orçamentária do Ministério do Turismo. Os detalhes para a obtenção do apoio do MTur estão disponíveis na portaria nº 39/2017. Para acessar o passo a passo para preenchimento das propostas, clique aqui.

EVENTOS – Para inscrever o projeto, os órgãos públicos devem comprovar o caráter tradicional e de notório conhecimento popular e gratuito do evento. Serão considerados eventos de abrangência municipal, estadual ou regional, formalmente reconhecidos pelo órgão oficial de turismo do estado e que sejam realizados exclusivamente por órgão públicos há pelo menos três edições.

O Ministério do Turismo apoia cachês de artistas e bandas musicais previamente cadastrados no ministério; a divulgação do evento em rádio, televisão, jornal e revista; e a locação de gerador, banheiro químico, tenda e palco. Para tirar dúvidas a respeito do apoio a eventos, acesse esse link.


Projeto capacitará empreendedores para o Carnaval 2019

Profissionais com negócios em áreas envolvidas na folia receberão cursos ministrados no Recife e em Olinda

por Lara Tôrres

Uma reunião com representantes das entidades envolvidas foi realizada no Carnaval
Luana Valentim

Os empreendedores que possuem negócios ligados às festas de Carnaval receberão cursos de qualificação com o objetivo de capacitar profissionais para atuar na folia em 2019 no Recife e em Olinda.

O projeto que fornecerá as formações aos empreendedores será uma parceria do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa, do Governo de Pernambuco com as prefeituras de Recife e Olinda.

Durante o programa os participantes receberão treinamento técnico, cultural, e gerencial para que os profissionais possam auxiliar os turistas além de prestarem os seus serviços. O termo de cooperação que dará início ao projeto tem assinatura prevista para o mês de março e a primeira capacitação deverá ser realizada no mês de abril e atenderá a microempreendedores que atuam como artesãos, ambulantes, guias de turismo, além de profissionais dos setores de transporte e alimentação fora do lar.

Além de participarem do programa piloto, Recife e Olinda também estão cotadas para ser uma das primeiras a receber um selo que ainda será lançado no Brasil: “Selo de município empreendedor” e os participantes que concluírem os cursos e palestras de capacitação deverão receber o selo de “Empreendedor modelo”.

Outras Festas

De acordo com a secretária executiva de Planejamento, Monitoramento e Captação de Recursos da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação de Pernambuco, Fernanda Dubeux, mesmo com o foco sendo o Carnaval de 2019, é possível que alguns resultados já sejam percebidos no São João deste ano.

“Contemplaremos quem já é MEI e também os potenciais empreendedores. A ideia é fazer durante o programa mutirão de formalização, cursos e estudamos até mesmo parcerias com outras secretarias como a de Educação para atuar junto aqueles que desejarem concluir a educação formal”, explica a secretária.

Leia Já


Empreendedores do carnaval de Recife e Olinda


Paquera: Recife em segundo lugar nas cidades que mais bombaram de curtidas na folia

Levantamento divulgado pelo Tinder, aplicativo de paquera revela Recife na segunda posição do ranking de cidades que mais bombaram de curtidas durante a folia. Salvador está em primeiro lugar e Rio de Janeiro em terceiro.

Tinder – Crédito: Divulgação/Tinder

O ranking também mostra São Paulo no quarto lugar, seguida por Belo Horizonte – capital mineira, e Vitória – capital do Espírito Santo. As três cidades apostarão nos blocos de rua com diversas atrações, uma ótima oportunidade para usar o Tinder e conhecer novas pessoas.

Famosa pelas belas praias e festas no sul do país, a cidade de Florianópolis, conquistou a sétima posição. Também garantiram participação na lista: Manaus (8º) e as capitais nordestinas: Natal (9º) e Fortaleza (10º).


Demi Lovato traz nova turnê ao Recife com ingressos a partir de R$ 90

Cantora fará show em Recife pela primeira vez.
Crédito: Reprodução/Instagram

A cantora norte-americana, Demi Lovato, vem ao Brasil no mês de abril para apresentar quatro shows com sua nova turnê, Tell Me You Love Me, com parada no Recife.

A cantora passará ainda pelas cidades de São Paulo, Fortaleza e Rio de Janeiro. Na capital pernambucana, o show acontece no dia 17 de abril, no Classic Hall.

Os ingressos para o público geral serão disponibilizados a partir do dia 22 fevereiro, às 10h, horário de Brasília, no site da Eventim. As bilheterias oficiais (local do evento) abrirão às 12h do mesmo dia.

Confira os valores:

Recife:
Pista: R$ 90 (meia) / R$ 180 (inteira)
Pista Premium: R$ 240 (meia) / R$ 480 (inteira)
Camarote 1º piso: R$ 2500 (10 pessoas)
Camarote: 2º piso: R$ 2000 (10 pessoas)
Camarote 3º piso: R$ 1800 (10 pessoas)