Boa Viagem ganha burgueria inspirada em ícones da cultura pop

Por Geraldo Lélis

Foto: divulgação

Depois de um ano operando em food truck na Zona Norte, o Queens Cozinha Extravagante está com uma loja física na Rua Professor Júlio Ferreira de Melo, 769, em Boa Viagem. O empreendimento tem a proposta de apresentar uma comida extravagante e criativa, fazendo uma viagem pela gastronomia mundial, desde a alemã até o sudoeste asiático com empanados e condimentação.

A casa tem ares que unem referências da cultura pop, marcadas nas paredes pelo artista plástico Java Araújo. Os pratos são nomeados em ode a ícones, como Donna Summer, Amanda Lepore, Divine e Rihanna.

“A presença da imagem feminina sempre foi muito forte na minha vida. Dentro do meu universo afetivo, seja na vida pessoal e até no cinema, vários ícones me trouxeram experiências diferentes e os homenageei com minha arte”, pontua a proprietária Ericka Rolim.

Poker Night: onion rings com camarão em empanado especial (foto: divulgação)

Os nomes dos pratos são referências a imagens de mulheres da cultura pop e das lutas de empoderamento no mundo. Por exemplo, com o burguer Excuse me, Nina Hagen, que une schnitzel (lombo suíno empanado) com queijo gouda, folhas, maionese Queens e a exclusiva geleia de bacon num brioche. A união de carnes com frutos do mar aparece no Grace Fucking Jones, com camarões salteados, coroando o blend da casa, embebidos no molho Barbie Kill e montados em pão australiano.

Estreiam, junto com a nova estrutura, Liza Minelli Lies, um mix de pasteis crocantes recheados com pernil de porco e provolone; Cabaret, um disco de brie no empanado asiático Queens servido com geleia de pimenta; além dos sanduíches Divine (com lagostins cremosos, ervas, lâminas de pepino agridoce e gergelim no pão sírio) e o Miseducation (pernil de porco desfiado com picles de abacate, gouda e tomate apimentado no pão sírio).

Além das novidades do cardádio, a casa abre espaço para projetos especiais. É o caso da festa Hot Stuff, que acontecerá toda quinta-feira, para celebrar a disco music. Semanalmente, Ericka Rolim receberá DJs convidados para celebrarem a união entre beats e comida.

O Queens Cozinha Extravagante fica na Rua Professor Júlio Ferreira de Melo, 769, em Boa Viagem. Abre de terça a domingo obedecendo o seguinte horário: terça a quinta, das 18h às 23h; sexta e sábado, das 18h às 00h e domingo das 17h às 22h30.

O PorAqui noticiou a chegada da GamerZ Burguer à Rua Padre Bernardino Pessoa e o anúncio da burgueria Beleleu, que vai se instalar na Av. Conselheiro Aguiar. Outra lanchonete com inauguração prevista no bairro é o Sanduba do Careca.

PorAqui


3 barbearias no Espinheiro para quem quer mais do que fazer a barba

Por Vanessa Bahé

Foto: Vanessa Bahé

Hidratação, limpeza de pele e corte de cabelo. Alguém pode pensar que o assunto é salão de beleza feminino, mas está totalmente enganado. A história é o cuidado dos homens com a aparência e a volta da moda do uso da barba, o que tem contribuído para o aparecimento de espaços dedicados a esse público. As antigas barbearias de bairro surgem agora de cara nova com técnicas de design de barba e variações de tendências de cortes de cabelo. No bairro do Espinheiro, alguns estabelecimentos apostam no preço diferenciado e outros no ambiente descolado e temático. Todos têm em comum a combinação barbearia + bar para o cliente que curte relaxar tomando uma cerveja.

Dudu: o barbeiro mais barato do Espinheiro

Barbearia Brasil

Foto: Vanessa Bahé

Na Barbearia Brasil, inaugurada há um ano na Rua do Espinheiro, a proprietária Thaís Pedrosa buscou a referência das barbearias de antigamente e criou um ambiente aconchegante e bem decorado. Ela contou que a ideia de abrir o negócio veio de um estudo do que faltava na localidade. “Eu e meu sócio vimos que naquela época havia poucas barbearias na Zona Norte com essa proposta de ser um lugar pensado para o gênero masculino”, comentou. No espaço é oferecido corte de cabelo a R$ 60, barba R$ 40, o combo barba e cabelo sai a R$ 85; hidratação R$ 65, manicure R$ 20, pedicure R$ 20 e depilação a um preço médio de R$ 50, dependendo da área do corpo. Como atrativo, a proprietária avisa: “O cliente escolhe entre a primeira cerveja, um shot de tequila ou uísque gratuito”.

Rua do Espinheiro, 280 – sala 04 – Espinheiro
Telefone: (81) 3204-6975
Aberto de segunda à sábado

Poderoso Chefão Barber Bar

Foto: Vanessa Bahé

Mais à frente, também na Rua do Espinheiro, outro estabelecimento promete uma experiência bastante agradável: cortar o cabelo ou fazer a barba ao som de muito rock. A Poderoso Chefão, aberta há quase dois anos, buscou o conceito bar, com mais de 100 rótulos de cervejas artesanais, unido à barbearia. “Passei um tempo na Califórnia e vi várias nesse estilo. Daí tive a ideia de criar um espaço temático com rock’n’roll o tempo todo. Adotamos esse formato e os clientes têm curtido muito”, conta Carlos Monster, tatuador e proprietário. Ele ainda mantém um estúdio de tatuagem no primeiro andar da barbearia. Os preços dos serviços oferecidos são corte de cabelo R$ 50, barba R$ 40, combo barba e cabelo R$ 80, e limpeza de pele R$ 50.

Rua do Espinheiro, 1527 – Espinheiro
Telefone: (81) 98430-1164
Aberto de segunda à sábado

Carlinhos Barbearia

Foto: Divulgação/Carlinhos Barbearia

Filho e neto de barbeiros, Carlos Fernando Neto aposta na tradição familiar aliada ao preço justo na Carlinhos Barbearia, na avenida João de Barros, no Espinheiro. “Há cinco anos atendo, junto a meu pai, adultos e crianças. Prezamos por uma boa qualidade no serviço, ambiente e um preço que no mercado similar não tem igual, oferecendo o máximo que podemos cobrando menos”, explica. Lá o cliente também encontra os mimos como cerveja e café para aguardar a vez. Carlinhos ressalta que o movimento aumentou bastante por conta da volta da moda da barba. “O pessoal tem procurado mais a barbearia, principalmente, para deixar a barba bem feita e arrumada”, diz. O corte, tanto adulto quanto infantil, custa R$ 20 e a barba R$ 15.

O cliente Francisco Porto disse que foi a primeira vez que fez a barba numa barbearia e aprovou o resultado. “Gostei muito e, apesar de estar com a navalha no pescoço, achei relaxante (risos). O atendimento foi ótimo, preço justo, e o barbeiro tomou todos os cuidados em relação à higiene, usando luvas e lâminas descartáveis. Só não tomei uma cerveja porque estava com pressa, mas na próxima vez vou ver o jogo do Sport, tomar uma e fazer a barba para desopilar”, brinca.

Avenida João de Barros, 1350 – Espinheiro
Galeria Alameda das Oliveiras – loja 04
Telefone: (81) 98343-8334
Aberto de segunda à sábado

PorAqui


Suíte presidencial do Tivoli Mofarrej é a melhor do Brasil

Considerado o Oscar do turismo, o World Travel Awards elegeu a Presidential suite do Tivoli Mofarrej São Paulo a melhor suíte do Brasil. A premiação ocorreu durante cerimônia realizada no México para premiar os melhores hotéis latino-americanos.

Com 750m², a Presidential suite é a maior da América Latina e oferece vista panorâmica da cidade de São Paulo e conta com três suítes, living room, sala de jantar, cozinha e um quarto de apoio. Criado para degustação de safras especiais, também há um espaço Dom Pérignon dentro da suíte.

Os hóspedes da suíte presidencial do Tivoli Mofarrej tem direito à massagem de 60min no Anantara Spa e contam com serviço de mordomo 24 horas por dia e, na lista de hóspedes célebres estão reis da Suécia, príncipes de Mônaco e da Bélgica e comitivas governamentais de Suécia, Bélgica, Israel, Chile, Líbia, Japão, Itália. Além das celebridades como Amy Winehouse, Donatella Versace, Mick Jagger, Lady Gaga, Kenzo e Catherine Deneuve, entre outros.


Avianca Brasil lança tarifa Promo, sem franquia de bagagem

Emerson Souza
Frederico Pedreira, presidente da Avianca Brasil

Frederico Pedreira, presidente da Avianca Brasil

A Avianca Brasil muda suas regras tarifárias a partir da próxima segunda-feira. A companhia aérea criou uma nova opção de bilhete, mais barata, para clientes que não despacharem bagagem. Entre as quatro grandes nacionais, a aérea do presidente Frederico Pedreira era a única que ainda não havia adotado as diretrizes propostas pela Anac no primeiro semestre deste ano. Do dia 25 em diante, duas das tarifas da Avianca Brasil terão o valor da bagagem despachada incluído, de maneira inalterada, e uma que dá apenas o direito de uma peça de mão de até dez quilos, mas o passageiro ainda terá opção de incluir no balcão ou pela internet, caso mude de ideia.

As novas famílias de tarifas serão Flex, Economy e Promo. De acordo com a Avianca Brasil, Flex e Economy continuam absolutamente sem nenhuma alteração do que é aplicado hoje. A grande novidade fica com a Promo, que dá direito à peça limitada em dez quilos a bordo.

À época em que o novo modelo tarifário foi liberado pela Anac, a Avianca Brasil optou por “estudar” a questão para poder criar produtos tarifários customizados. “Nosso desafio era criar um produto que não impactasse a qualidade de nosso serviço. Algo que estávamos muito preocupados, pois o serviço é o que nos fez crescer. Agora chegou a hora. Aquele passageiro que se planeja com antecedência e que não necessita levar bagagens pesadas, será estimulado a voar”, justifica Pedreira. “Qualquer passageiro vai continuar a ter todo serviço, entretenimento, espaço de poltrona, lanche diferenciado, entre outros atributos que consolidaram a Avianca no País.”

Divulgação

Ele esclarece que a intenção da Avianca Brasil não é cobrar a mais pelas tarifas já existentes. “O que queremos é conseguir tarifa mais competitiva para atingir aquele passageiro que hoje não precisa despachar. Com essa tarifa promocional conseguiremos preços mais atrativos para muitos potenciais clientes que hoje não voam conosco.”

O presidente garante que a Promo será significativamente mais barata, mas tudo vai depender muito da antecedência, da demanda e do período em que se deseja voar. “O passageiro que quiser comprar uma passagem para o réveillon no Rio de Janeiro no dia 27 de dezembro não conseguirá encontrar a tarifa Promo, por exemplo. Há épocas de alta temporada e alta demanda em que não podemos abrir mão das tarifas como as atuais”, ilustra Pedreira. “Mas na maior parte do ano e com a antecedência correta, o valor cairá muito e confiamos muito no sucesso desse novo modelo.”

Pedreira ainda explica que a cobrança de serviço de bordo e produtos auxiliares não passa pelos planos da companhia.


Obra executada no Teatro do Parque é apresentada pela prefeitura do Recife

Por solicitação de um vereador, a prefeitura fez uma visita guiada ao Teatro do Parque para mostrar o que fez e o que falta fazer

A casa de espetáculos está fechada desde 2010 à espera da obra de restauração / Foto: Luiz Pessoa/JC Imagem

A casa de espetáculos está fechada desde 2010 à espera da obra de restauração

Foto: Luiz Pessoa/JC Imagem

A Prefeitura do Recife apresentou, na manhã desta quarta-feira (20/09), a obra de recuperação executada em 2015 no Teatro do Parque, localizado na Rua do Hospício, bairro da Boa Vista, no Centro da cidade. A casa de espetáculos encontra-se fechada desde 2010, por causa de avarias generalizadas, e no momento o serviço de restauração está suspenso. A visita ao prédio foi solicitada pelo vereador Ivan Moraes (PSOL), em audiência pública realizada na Câmara de Vereadores no dia do aniversário de 102 anos do teatro, em 24 de agosto de 2017.

Durante a visita, a gerente geral de projetos do Gabinete de Projetos Especiais da Prefeitura do Recife, Simone Osias, disse que o prédio estava bastante castigado devido a problemas de drenagem e infiltração. A água da chuva caía pelas goteiras do telhado e a água acumulada no terreno subia pelas paredes provocando mofo e danificando a pintura, disse, enquanto conduzia a visita pelo Teatro do Parque. “Substituímos a coberta, corrigimos o sistema de drenagem e eliminamos as infiltrações”, declara Simone Osias.

Teatro do Parque, no Centro do Recife, está fechado para obra de restauração desde 2010
Legenda

Segundo ela, a instalação elétrica e hidráulica antiga já foi retirada para ser substituída por rede mais moderna. “Retiramos 100% das instalações velhas e já colocamos 60% das novas”, garante, ao mostrar as tubulações. A obra no Teatro do Parque está paralisada há mais de um ano. Diego Rocha, presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR), informa que a licitação para escolha da empresa que vai fazer a obra de restauração do imóvel está em curso e deve ser concluída em outubro de 2017.

AÇÕES

Os serviços contratados serão: recuperação dos adornos de paredes e colunas, substituição do piso do hall de entrada, recuperação do piso da plateia, restauração do gradil e das pinturas laterais da boca de cena, resgate da pintura original em paredes e colunas, recuperação de portas, colocação de novo piso no palco, substituição de esquadrias quebradas e recuperação do estuque do forro, entre outras ações necessárias.

O valor é R$ 5,85 milhões, com recursos do município, e intervenção vai devolver ao Teatro do Parque a mesmas características da reforma executada no imóvel no começo da década de 1930. “Vamos lançar nova licitação para recuperar as cadeiras do teatro, até o mês que vem (outubro de 2017), no valor de quase R$ 1 milhão”, informa Diego Rocha. Haverá uma terceira licitação, para os serviços de acessibilidade, aparelhos de ar condicionado e equipamentos de projeção com tecnologia 4K e som digital.

A expectativa do município é reabrir o Teatro do Parque ao público em junho ou julho de 2019. O prédio, de estilo arquitetônico art nouveau, é classificado pela prefeitura como Imóvel Especial de Preservação (IEP). Isso significa que não pode ser demolido e nem descaracterizado. A comissão formada pela Câmara do Recife, sociedade civil, Conselho Estadual de Cultura e prefeitura, que esteve na visita desta quarta-feira (20), também acompanhará a obra de restauração do teatro, informa o vereador Ivan Moraes.

JC Cidades


Shopping de Olinda será inaugurado em abril e vai ofertar cinco mil empregos

DCIM103MEDIADJI_0812.JPG
DCIM103MEDIADJI_0812.JPG
Olinda se prepara para inaugurar no próximo ano o primeiro Shopping da cidade, que vai gerar empregos e movimentar a economia do município.

Para atrair investidores e empreendedores foi realizado nesta quarta-feira (20.09) o 2º Encontro de Empreendedorismo, no futuro Shopping Patteo Olinda, localizado no Bairro Novo.

O evento foi promovido pelos fundadores do centro de compras, Sebrae, Fecomércio e Prefeitura de Olinda, contando com palestra da jornalista Cristiana Lôbo, sobre cenário atual e a recuperação da confiança no Brasil.

O encontro foi uma oportunidade para os representantes das lojas que já são parceiras do shopping obter o caderno técnico, com informações sobre a logística do espaço.

“Esse encontro é fundamental para o desenvolvimento de negócios que impactam ambiental e economicamente no município e, hoje, aqui temos mais de 300 empreendedores, além dos estudantes de pós-graduação de administração da Focca e essa palestra da âncora da Globo News foi muito importante”, destacou o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico de Olinda, Jaílson Silva.

A jornalista Cristiana Lôbo enfatizou a expectativa de pesquisas e especialistas apontando que a economia está dando sinais de melhora.

“A sociedade sabe que precisa se mobilizar e economizar na crise, mas nos próximos anos a tendência é que o País volte a se estabilizar. A taxa de desemprego, por exemplo, que antes era de 13% agora já aparece com 11%”, comentou.

Quem também está otimista com a economia e as vendas é o diretor das lojas de roupas e peças íntimas Lupo, João Andrade.

“Acredito que, com mais esse espaço aqui no shopping de Olinda, será bom, pois a região tem demanda para a nossa loja e temos boa expectativa para inauguração”, explicou.

Com 92% das obras concluídas, o equipamento vai contar com mais de 400 lojas e pretende gerar cerca de cinco mil empregos diretos.

Atualmente, o shopping está com 65% de comercialização e o objetivo é que até o dia da inauguração ao público, prevista para dia 25 de abril de 2018, cerca de 70% dos espaços estejam preenchidos.

“Até o fim de ano, pretendemos promover qualificação profissional para os olindenses se especializarem para concorrer às vagas em diversas áreas, pois aqui vamos ter lojas, academia e até unidade de faculdade do Grupo Ser Educacional”, ressaltou o secretário municipal de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Tecnologia, João Luiz.

Blog do Jamildo – JC


Edição da Super Mix 2017 atrai grandes empresas e expositores ao Centro de Convenções de Pernambuco

Tradicional oportunidade para divulgar novos produtos e serviços, além de estreitar relacionamento entre fornecedores e varejistas pernambucanos e dos estados vizinhos, a Super Mix atrai empresas como a M. Dias Branco, ASA Indústria e Comércio e Masterboi.

Com um stand de 160m² a M. Dias Branco vai apresentar as novidades das marcas Vitarella,Treloso, Finna, Estrela, Richester, Foraleza, Adria e Pilar. A Vitarella, uma das principais marcas do grupo da M. Dias Branco, no estado, anuncia na Super Mix, por exemplo, a sua nova campanha publicitária ‘O Irresistível é para todos’. Trata-se de um convite a celebração das diferenças e a aproveitar a variedade de seus produtos, que agradam a todas as pessoas e cabem em todos os bolsos.

A Pilar também vai promover um lançamento que vai encher os olhos de quem circular pela feira. Pioneira na fabricação de biscoitos e conhecida pela sua tradição na América Latina, a Pilar modernizou toda a sua linha de embalagens.

O conceito resgatou os losangos que eram utilizados nas embalagens das décadas 1980 e 1990, criados pelo pintor pernambucano Lula Cardoso Ayres, e tão fortes na memória dos consumidores.

A ASA Indústria e Comércio chegam na Super Mix 2017 com o Bem-Te-Vi Orgulho de Pernambuco, sabão desenvolvido para cuidar com carinho das roupas, deixando-as com um perfume sofisticado. A novidade é uma forma da ASA homenagear o estado, onde a marca é líder absoluta, tanto em vendas quanto nas pesquisas de preferência.

A ASA também promove o lançamento da nova fralda Baby & Baby, que teve toda a sua linha reformulada e, desenvolvida com o melhor da tecnologia moderna.

Numa ação para ampliar o relacionamento com o mercado atacadista e varejistas, a Masterboi participa da Super Mix com uma forte presença da equipe comercial e de marketing, com foco no pequeno é médio negócio do interior do estado.

Apesar de não estar em um stand físico, a empresa vai encaminhar, em todos os dias de realização da feira, mais de 60 vendedores e colaboradores que visitarão os stands, para expansão de network.


Conheça os ambientes da Casa Cor Pernambuco 2017

O site RJ percorreu, nesta quarta-feira (20), os projetos da mostra

Isabela Coutinho e Carla Cavalcanti

Isabela Coutinho e Carla CavalcantiFoto: Rogerio Maranhão/Divulgação

A Casa Cor Pernambuco abre as portas nesta quinta (21), com festa para só para convidados. O site Roberta Jungmann percorreu, nesta quarta (20), todo o casarão da Rui Barbosa. São 85 profissionais que assinam os 45 ambientes. Entre os projetos que chamam atenção, a Sala de Jantar, o Lounge Renault, o Living e Sala de Leitura, a Sala de Convivência da Família, o Living da Música, a Adega, o Louceiro, o Quarto do Bebê e o Escada Foyer. Veja abaixo alguns projetos e clique aqui para conferir na galeria os ambientes da mostra:

36 - LOUNGE RENAULT - ANA PAULA CASCAOLOUNGE RENAULT – ANA PAULA CASCAO – Crédito: Rogerio Maranhão/Divulgação

10 - SALA DE JANTAR - LUIZA NOGUEIRA E SIMONE LIMASALA DE JANTAR – LUIZA NOGUEIRA E SIMONE LIMA – Crédito: Rogerio Maranhão/Divulgação

07 - LIVING SALA DE LEITURA - LUIZ DUBEUX E JOAO VASCONCELOSLIVING SALA DE LEITURA – LUIZ DUBEUX E JOAO VASCONCELOS – Crédito: Rogerio Maranhão/Divulgação

05 - LIVING DA MUSICA - CAMILA HORTA, EDUARDA JUNGMANN E ISIS ALMEIDALIVING DA MUSICA – CAMILA HORTA, EDUARDA JUNGMANN E ISIS ALMEIDA – Crédito: Rogerio Maranhão/Divulgação

17 - QUARTO DO BEBE - RENATA PARAISO, MANOELA PIRES E THIAGO VALENÇAQUARTO DO BEBE – RENATA PARAISO, MANOELA PIRES E THIAGO VALENÇA – Crédito: Rogerio Maranhão/Divulgação

04 - ESCADA FOYER - LUCIANA DIAS E MARIANA CARVALHOESCADA FOYER – LUCIANA DIAS E MARIANA CARVALHO – Crédito: Rogerio Maranhão/Divulgação

24 - LOUCEIRO - ALYSSON ALBUQUERQUE E RODRIGO MALVIMLOUCEIRO – ALYSSON ALBUQUERQUE E RODRIGO MALVIM – Crédito: Rogerio Maranhão/Divulgação

site RJ – Folha PE


Começa recuperação definitiva da BR-101 no Grande Recife

Diferentemente de tapa-buracos feitos todo ano, obras vão restaurar pavimento nos 30,7 km da rodovia no Grande Recife

Por: Luiz Filipe Freire

BR-101 no sentido Abreu e Lima - no Recife, próximo ao terminal integrado de ônibus

BR-101 no sentido Abreu e Lima – no Recife, próximo ao terminal integrado de ônibus – Foto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

Começou na terça-feira (19) a requalificação do contorno urbano da BR­-101, a primeira desde 1975, quando a rodovia foi implantada no Grande Recife. Diferentemente das operações tapa-buraco feitas todo ano para acabar com as cra­­teras abertas no inverno, essa obra tem como promessa restaurar todo o pavimento nos 30,7 quilômetros situados entre Paulista e Jaboa­­tão dos Guararapes, viabilizando uma BR totalmente nova.

É a chance de redenção de uma estrada on­­de, dois meses atrás, devido à deterioração do asfalto, caminhões chegavam a levar três horas para fazer um trajeto normalmente feito em 40 minutos. O serviço, estimado em R$ 190 milhões, é fruto de um convênio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER), que licitou sua execução, com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A previsão é de que tudo fique pronto em 2019.

Nos dois anos, as intervenções ocorrerão por etapas, 16 ao todo, com quatro quilômetros, cada uma. A que foi iniciada fica em Pau­­lista, entre os km 55,6, na altura da Disbec Distribuidora, em Jardim Paulista, e 51,6, na primeira alça de aces­­­so para a PE-15, perto de Abreu e Lima (ver arte). A pista no sentido Recife-Paulista foi interditada em todo esse trecho. Por conta disso, o tráfego está sendo desviado pa­­ra a pista oposta, que virou mão e contramão. No início da noite de on­­tem, o trânsito estava ainda mais complicado que nos demais dias.

Motoristas e passageiros de ônibus vão precisar de paciência. As viagens tendem a ficar mais demo­­radas. Como agora só há uma faixa por sentido, baias foram criadas nos acostamentos e canteiros para permitir que os coletivos parem pa­­ra embarque e desembarque de usuários sem reter o trânsito. Os desvios estão sinalizados com cones. “A BR já vinha sofrendo com a buraqueira faz tempo. Todo ano era a mesma coisa. Essa obra é bem-vinda”, avaliou o estudante Dou­­glas Brito, 19 anos, enquanto espe­­rava um ônibus às margens da BR-101.

No trecho já interditado, está prevista a construção de quatro acessos para facilitar o fluxo de veículos em bairros da região: dois em Jardim Paulista, Paulista, e dois em Caetés, Abreu e Lima. Serão restauradas as alças de acesso ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), vias marginais, alças viárias e o acesso à Estrada do Sítio do Picapau Amarelo. Já o pavimento da rodovia receberá um reforço nas camadas asfálticas e de suporte e melhorias na estrutura de drenagem. “Para quem usa essa BR para tudo, como eu, que moro em Jardim Paulista, era algo esperado há muito tempo. Vai haver alguns transtornos agora, mas, depois, com certeza, vai ficar muito melhor”, opinou o também estudante Lucas Rocha, 19.

Segundo o Dnit, quando avançar para as demais etapas, a obra também deve contemplar a restauração de um trecho da avenida Recife, perto da sede da Justiça Federal. Apesar de os desvios já terem sido feitos na região de Paulista, o serviço deve ser lançado oficialmente pelo Governo do Estado juntamente com o Ministério dos Transportes em solenidade prevista para sexta-feira.

Folha PE


Bombeiros instalam placas de sinalização na orla de Boa Vagem e Pina

Bombeiros instalam placas de sinalização na orla de Boa Vagem e Pina. Foto: Bombeiros/ Divulgação

O Corpo de Bombeiros deu início nesta quarta-feira, à instalação de 17 novas placas de risco nas praias dos bairros de Boa Viagem e Pina, Zona Sul do Recife. Os equipamentos, que não substituem a sinalização de risco de ataque de tubarão, alertam sobre intensidade de correntes, objetos submersos, profundida de água, entre outras coisas.

De acordo com a corporação, as placas devem ajudar banhistas e frequentadores da orla sobre riscos específicos de cada trecho. A medida, que segue o protocolo de atuação dos bombeiros, pretende prevenir acidentes e oferecer mais segurança aos banhistas.


‘The Guardian’: investigados na Lava Jato compram imóveis em Portugal para obter visto permanente.

Entre citados estão Sérgio Andrade, Otávio Azevedo, Pedro Novis e Carlos Pires Oliveira Dias.

Jornal do Brasil

Reportagem publicada nesta segunda-feira (18) pelo jornal inglês The Guardian afirma que executivos brasileiros envolvidos em escândalos de corrupção estariam comprando imóveis em Portugal para obter vistos permanentes de moradia no país. Entre os executivos citados estão Otávio Azevedo e Sérgio Andrade, da Andrade Gutierrez, Pedro Novis, ex-presidente da Odebrecht, e Carlos Pires Oliveira Dias, vice-presidente do conselho da Camargo Correa. De acordo com The Guardian, eles teriam comprado imóveis em Portugal em 2014, após o início da Operação Lava Jato.

A reportagem explica que o programa de vistos permanentes de Portugal permite a troca do visto de residência pela compra imóveis em Portugal avaliados em pelo menos € 500 mil. Após cinco anos, o visto pode ser convertido em cidadania portuguesa, que dá o direito de moradia e trabalho em qualquer país da União Europeia.

'The Guardian': investigados na Lava Jato compram imóveis em Portugal para obter visto permanente

‘The Guardian’: investigados na Lava Jato compram imóveis em Portugal para obter visto permanente

The Guardian afirma que Otávio Azevedo – condenado a 18 anos de prisão domiciliar – teria comprado um imóvel em Lisboa dois anos antes de ser preso, e solicitado visto permanente. O imóvel seria avaliado €1,4 milhão.

Ainda segundo a reportagem, Sérgio Andrade teria comprado um imóvel em Portugal por € 665 mil, em 2014. Já Pedro Novis teria adquirido um imóvel em Lisboa avaliado em €1,7 milhão, enquanto Carlos Oliveira teria investido €1,5 milhão em Portugal, dentro do programa de residência no país.

Segundo o jornal, um porta-voz de Otávio Azevedo afirmou que o executivo ainda não foi informado sobre o resultado de seu pedido de visto de residência e que o imóvel foi comprado de acordo com a legislação portuguesa. Já a assessoria de Sérgio Andrade alegou que ele não vive no país e nem tem planos para tal. A assessoria de Pedro Novis disse que suas atividades em Portugal são conhecidas pela Justiça brasileira. Carlos Oliveira confirmou que obteve visto de residência em Portugal.

Por sua vez o governo de Portugal afirmou, em nota, que o programa segue todos os procedimentos legais e de segurança e que todos os pedidos passam por um processo que inclui consulta a registros criminais em bases de dados nacionais e internacionais.

Jornal do Brasil já vinha alertando, em diversos editoriais publicados desde 2015, sobre o risco da fuga de acusados na Lava Jato para Portugal.

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2017/09/18/the-guardian-investigados-na-lava-jato-compram-imoveis-em-portugal-para-obter-visto-permanente/


Janot: Não tenho amigo com R$ 51 mi em apartamento

Agora ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot afirmou que existe uma “orquestração visível” para desconstruir sua imagem. Em entrevista concedida ao jornal “Correio Braziliense” e publicada na edição desta quarta-feira, ele afirmou que os políticos denunciados tentam, como estratégia de defesa, “desconstituir a figura do acusador” para explicar gravações, ‘mala voando’ com dinheiro e apartamentos com R$ 51 milhões em espécie.

“Quando o fato é chapado, quando o fato é mala voando, são R$ 51 milhões dentro de apartamento, gente carregando mala de dinheiro na rua de São Paulo, gravação dizendo “tem que manter isso, viu?”, há uma dificuldade natural para elaborar defesa técnica nesses questionamentos jurídicos. E uma das estratégias de defesa é tentar desconstruir a figura do acusador”, afirmou.

Questionado se haveria uma tentativa de acusados em usar o ex-procurador Marcello Miller para atacá-lo, Janot confirmou e disse que tentariam “tudo” contra ele. Em ironia, afirmou também que não recebeu dinheiro do antigo integrante do Ministério Público (MP) — acusado de ajudar na negociação do acordo de colaboração premiada da JBS — “nem autorizou ninguém a receber mala de dinheiro”. Tampouco tem “amigo com R$ 51 milhões em apartamento”.

“Vão tentar usar todo mundo e tudo contra mim… Tudo é possível, vão tentar desconstituir a figura do investigador. Não levei dinheiro do Miller nem autorizei ninguém a receber mala de dinheiro em meu nome. Nem tenho amigo com R$ 51 milhões em apartamento”, ironizou.

Na entrevista, Janot comenta ainda que não compareceu à cerimônia de posse de sua sucessora no comando da Procuradoria-Geral da República (PGR), Raquel Dodge, porque não foi convidado.

“Quem vai em festa sem convite é penetra. Para a posse, definitivamente, não fui convidado”, disse.

Já em relação à nova gravação da JBS que veio à tona e fez o acordo celebrado com a PGR ser cancelado, Janot disse que as provas obtidas até então poderão continuar a ser usadas. No entanto, reconheceu “gosto amargo” pelo colaborador não ter se disposto a contar tudo o que sabia, mas sim “continuar ao lado da bandidagem”.

“A rescisão me permite continuar usando a prova. Mas dá um gosto amargo, o sujeito não pulou o lado, continuou ao lado da bandidagem”, admitiu ele.


Para líderes, deputados legislam em causa própria

Do G1

Líderes partidários ouvidos pelo G1 avaliam que as propostas de reforma política em discussão na Câmara não saem do papel porque os deputados “legislam em causa própria” e, com isso, não conseguem um consenso em torno do tema.

Hoje, os parlamentares farão mais uma tentativa de votar a proposta que extingue as coligações partidárias e cria uma cláusula de barreira para que os partidos tenham acesso ao fundo partidário.

Na madrugada de terça (19), o plenário da Câmara rejeitou alterar o atual sistema eleitoral para o “distritão” em 2018, e no “distrital misto” em 2022. A mudança, que valeria para a escolha de deputados e vereadores, foi negociada por meses e colocada em votação mesmo sem consenso entre as legendas.

Caberá agora aos deputados analisarem uma proposta, que, segundo eles, não é a ideal, mas que é a uma resposta à sociedade que pede uma reforma no sistema eleitoral.

“Ela [reforma política] não andou porque cada um legisla em causa própria, porque não há consenso e cada dia o desgaste é maior. Mais deputados vão se perdendo pelo caminho”, avaliou o líder do PSD, Marcos Montes (MG).

Segundo o parlamentar, os líderes tentam encontrar consenso para analisar a proposta, mas o cenário muda rapidamente. “Há uma acerto entre líderes [para votar], mas não sei se mantem até o fim da noite. Aqui ninguém garante mais nada”, disse.

Vice-líder do governo, o deputado Beto Mansur (PRB-SP), reclamou que “não adianta líderes orientarem as bancadas”, se cada parlamentar “está votando com o seu pensamento, pensando na próxima eleição”.

O líder do bloco PTB, PROS, PSL, PRP, deputado Jovair Arantes (PTB/GO), disse que fica difícil para os deputados legislarem sobre algo que os afetará diretamente, porque muitos serão candidatos em 2018.

“Mudar o jogo durante a partida não é possível. Deveríamos pensar em uma reforma para 2024, 2026, uma reforma perene e consistente. Deixaram para cima da hora”, declarou.

De acordo com o deputado, o que está sendo proposta agora é “um remendo de uma calça branca com pano vermelho”.

O deputado José Rocha, líder do PR, classificou as propostas da PEC como muito tímidas e afirmou que a reforma ficou muito próxima do prazo limite. Para valer na próxima eleição, os deputados precisam aprovar as mudanças até 6 de outubro, um ano antes do pleito de 2018.

“Acho que a gente poderia ter avançado muito mais na reforma, mas como ficou muito próxima do prazo limite, está saindo uma reforma que eu acredito ser muito tímida, que poderia ser mais ampla”.

‘Negligência’

Relatora da proposta que estabelece o fim das coligações e a cláusula de barreira para partidos terem acesso ao fundo partidário, a deputada Shéridan (PSDB-RR) disse que a Câmara está demonstrando “negligência com essa pauta”.

“A reforma política é uma pauta que o Brasil entende como adequada, é uma pauta positiva e que não tem avançado por falta de estabelecimento de prioridade”, declarou.

Segundo a tucana, a proposta sob sua relatoria corrige algumas disfunções que existem no sistema eleitoral, mesmo não sendo a “ideal”. “Talvez não seja a reforma ideal que a sociedade esperava, mas é a reforma possível de construir em um parlamento super pulverizado com vários partidos discutindo e com 513 deputado legislando em causa própria”.

Shéridan explicou que, caso as propostas não avancem no Congresso, ela vai levar o relatório para o Supremo Tribunal Federal (STF), para que a Corte possa usá-lo como base para opinar sobre eventuais mudanças no sistema eleitoral.

Tramitação

O texto-base da proposta foi aprovado em primeiro turno no último dia 5, mas os deputados precisam analisar destaques que podem mudar o projeto.

Concluída essa fase, a PEC terá de ser votada em segundo turno para, então, ser enviada ao Senado e analisada novamente em dois turnos (entre um turno e outro são exigidas pelo menos cinco sessões).

A discussão sobre a PEC foi retomada ainda na noite de terça (19), logo após a Câmara rejeitar a adoção do modelo “distritão” para 2018. No entanto, o plenário decidiu adiar a conclusão da votação da proposta por falta de consenso entre os partidos.


Grupo Vila comemora 69 anos de atuação no mercado funerário do Nordeste

O Grupo Vila comemora 69 anos de atuação no mercado funerário do Nordeste neste mês de setembro, destacando-se cada vez mais pela qualidade e excelência dos serviços prestados. Presente nos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba, o Grupo emprega mais de mil colaboradores, distribuídos em 11 empresas e 41 unidades, entre cemitérios, crematórios, funerárias e plano de assistência funeral.

Dada a sua credibilidade através da excelência oferecida no atendimento às famílias enlutadas e na inovação que sempre foi marca registrada de seus empreendimentos e serviços, o grupo conta com 957 mil vidas cobertas em sua carteira do plano Sempre de Assistência Funeral, baseados nos dados referentes até o mês de julho. A expectativa é de que 1 milhão de pessoas estejam protegidas até novembro de 2017.


Sebrae realiza 1º seminário para despachantes documentalistas de trânsito no Recife

Evento resulta de parceria entre Sebrae, Detran, CRDO, Sinddespe e Senac/PE

Poucas pessoas conhecem pelo nome, mas os despachantes documentalistas de trânsito estão presentes no dia a dia de muitos e exercem grande importância no andamento de processos corriqueiros. Apesar da função ser antiga e necessária, a profissão só foi regulamentada em 2002. Pensando em dar destaque a esses profissionais e aumentar a produtividade, o Sebrae em Pernambuco realiza nesta quinta-feira (21), o primeiro Seminário Despachantes Documentalistas de Trânsito, com o apoio do Detran, CRDO, Sinddespe e Senac/PE.

Atuando junto aos DETRANs, os despachantes documentalistas de trânsito são os profissionais responsáveis por agenciar os documentos de veículos, montando processos, recolhendo taxas e impostos, realizando vistoria veicular, lacrando placas, etc. Prestando serviços à sociedade e dando andamento a processos cotidianos. O seminário foi elaborado para esses profissionais e vai abordar maneiras de aumentar a produtividade, como melhorar a gestão empresarial. Além disso, vai trabalhar estratégias de comunicação para tornar a categoria dos despachantes conhecida pela sociedade.

Para Henrique Vieitez, analista do Sebrae e gestor do projeto Competitividade Comércio e Serviços, o seminário é de extrema importância porque foi pensado a partir da demanda da própria categoria de despachantes por mais visibilidade e autonomia. “O encontro visa empoderar e capacitar a categoria. Vamos abordar maneiras de melhorar a gestão empresarial e os processos do cotidiano dos profissionais, introduzindo conceitos de inovação e sustentabilidade”, explica.

Entre as funções do Despachante Documentalista de Trânsito estão:

– Representar o cliente junto a órgãos e entidades competentes;

– Solicitar a emissão de documentos de pessoas físicas e jurídicas, de bens móveis e imóveis, alvarás, licenças e laudos diversos; efetuam inscrições, alterações e baixas em registros e cadastros;

– Gerenciar serviços e atividades dos clientes; organizam arquivos de dados e monitoram datas de vencimento de documentos; regularizam débitos e créditos, apuram e pagam impostos, taxas e emolumentos;

– Requerer isenções, cancelamentos, parcelamentos e suspensões de pagamentos de débitos, a devolução de indébitos e o recebimento de indenizações, seguros, pecúlios e pensões.

SERVIÇO

Seminário Despachantes Documentalistas de Trânsito: uma nova era na prestação de serviço

Onde: sede do Sebrae | Rua Tabaiares, 360, Ilha do Retiro – Recife

Quando: Quinta-feira, 21 de setembro de 2017 | às 18h

Inscrições: http://loja.pe.sebrae.com.br

Investimento: R$ 50,00

Mais informações: 0800.570.0800.


Evento Nova Rodada de Privatizações em Gás: Oportunidades de Negócios

1º LOTE COM R$ 900 DE DESCONTO ATÉ SEXTA!

modern business center in hongkong

A venda de distribuidoras estaduais de gás natural é o novo alvo do Governo Federal, por meio do programa de desestatização do BNDES, e já movimenta investidores interessados na primeira rodada de leilões. A previsão é de que os primeiros leilões aconteçam já no terceiro trimestre de 2018.

O evento apresentará aos líderes do setor, dia 20 de Outubro, em São Paulo, o novo posicionamento do Governo.

Os principais players esclarecerão como se dará a elevação da capacidade de investimentos das companhias, expansão da malha de dutos e atingimento de novos clientes para a cadeira fornecedora.

Serão apresentadas, ainda, propostas de novos modelos, alternativas jurídicas para os contratos, cases internacionais e destravamentos dos gargalos.

Participe deste evento exclusivo que reunirá especialistas de todo o Brasil e discuta as estratégias do Governo e da iniciativa privada para resolver os entraves nos investimentos, financiamentos e questões jurídicas nas privatizações das distribuidoras de gás.

Palestrantes Confirmados

    • Fernando Camacho – Head of Department PPP Unit at
      BNDES 
    • José Mauro Ferreira Coelho – Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis da EPE (Empresa de Pesquisa Energética) –
      Ministério de Minas e Energia
    • Ricardo Gorini – Superintendente de Estudos Econômicos e Energético da EPE (Empresa de Pesquisa Energética) –
      Ministério de Minas e Energia
    • Emmanuel Delfosse – Diretor da Área de Gás Natural e Infraestrutura da  Engie Brasil / IBP
    • Luiz Cláudio Campos – Sócio na EY InfaBrasil | Government & Public Sector
    • Carlos Eduardo Gondim – Sócio da PwC Brasil Especialista no Setor de Energia
    • Joisa Dutra – Diretora do Centro de Regulação e Infraestrutura da FGV
    • Rodrigo Machado – Head em Energia no Madrona, Camargo, Okawa, Menezes, Cosac, Mazzini, Mininel Advogados
    • Elias de Souza – Diretor de Infraestrutura e Setor Público da Deloitte

1º LOTE COM R$ 900 DE DESCONTO ATÉ 22/09!

Local:
Hotel Grand Mercure São Paulo Ibirapuera 
★★★★★
Rua Sena Madureira, 1355 – Ibirapuera

Informações:

Kelly@conceitoseminarios.com.br


Teatro interativo mostra a importância do trânsito seguro durante a Semana Nacional do Trânsito

Ensinar e incentivar a forma correta de agir no trânsito de maneira lúdica e divertida. Essa foi a ideia das Concessionárias Rota do Atlântico e Rota dos Coqueiros, responsáveis pela gestão de rodovias de acesso ao Litoral Sul do Estado, durante a Semana Nacional do Trânsito, celebrada, anualmente, no período de 18 a 24 de setembro. Contando com um espaço na Feira de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran/PE) realizada na terça (19) e quarta (20), no Pátio de Eventos de Itapissuma, as concessionárias apresentaram um teatro interativo, onde a criançada pode aprender um pouco mais sobre a direção segura e quais números devem ser discados em caso de emergência, por exemplo.

“Visamos não só abordar sob o ponto de vista do condutor, mas também do pedestre, do ciclista, do usuário de transporte público. Todos fazem a diferença por um trânsito seguro”, explica o gestor Socioambiental da Rota do Atlântico, Italo Alencar. “Consideramos as crianças importantes aliados para a multiplicação do conhecimento. Depois que elas aprendem o que é certo, são eficazes na orientação dos adultos e já crescem com uma atitude responsável”, explica a gestora de Sustentabilidade da Rota dos Coqueiros, Roberta Nunes.

Dentre as participantes da 17º edição estava a estudante do quinto ano da Escola Otacília de Souza Silva, do município de Itapissuma, Yasmin Souza. “É a primeira vez que participo dessa semana. Estou gostando. É muito bom saber um pouco mais sobre as alternativas para a um trânsito seguro”, relata. Para a coordenadora do Colégio Mais Educação, Adaílda Santos, eventos voltados ao tráfego e suas leis são de extrema importância para a população, assim como para os futuros motoristas. “Estamos sempre participando da feira. Para deixar os nossos alunos ainda mais afiados sobre o assunto realizamos, uma semana antes, atividades educativas sobre a questão na própria escola”, comenta Santos.

Acreditando na premissa de que a educação no trânsito deve ser incentivada desde cedo, a autônoma Gilvaneide Nascimento foi acompanhar a filha, Samara, de 06 anos, na feira. “É a primeira vez que participo e trago a minha menina. Até o momento, o que mais gostei foram as palestras”, explica.

Sobre a parceira com as duas concessionárias – Rota dos Coqueiros e Rota do Atlântico -, a coordenadora de educação de trânsito do Detran/PE, Luciana Carvalho, é bastante positiva. “Estamos sempre realizando trabalho com as concessionárias, na Rota do Atlântico fazemos um trabalho intenso com os caminheiros, e com as duas Rotas, o reforço da direção segura, e campanhas sobre a conscientização da não ingestão de álcool quando se vai dirigir”, comenta.


Pina terá ecoestação para descarte de material reciclável e outros resíduos

Foto: divulgação

A área tem 290 metros quadrados e terá uma caixa compactadora e duas caçambas estacionárias, além do apoio administrativo com escritório e banheiro.

Localizada na Av. Dirceu Velloso Toscano de Brito, embaixo do elevado da Via Mangue, esta será a nona ecoestação da cidade. O objetivo é fazer com que a população não descarte esses tipos de resíduos de forma irregular.

A ecostação pode receber uma quantidade de resíduos e entulho calculada em até um metro cúbico por dia, de segunda a sábado, das 8h às 16h. Não são permitidos descartes de lixo hospitalar, industrial e eletrônico.

Desde 2013, ano que a primeira Ecoestação foi instalada, mais 35 mil toneladas de resíduos foram depositadas nas unidades.


Múltiplos parceiros, além do Itaú, para o Bike PE avançar na Região Metropolitana do Recife

por Roberta Soares

Foto: Guga Matos/JC Imagem

O novo Bike PE, que teve a operação retomada na segunda-feira (11/9), voltará com mais novidades do que as muitas que já trouxe, com bicicletas robustas, tecnologia mais moderna, liberação individualizada, compra de passes individuais sem cadastro prévio e com cartão de crédito. A expectativa é de que o patrocínio do projeto seja ampliado para além do banco Itaú, que banca a proposta de aluguel de bicicletas públicas desde o começo, em Pernambuco e em outras quatro capitais do Brasil (Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Salvador). Será a possibilidade de múltiplos patrocinadores, ou seja, empresas diferentes assumirem o patrocínio de partes do projeto, de acordo com a capacidade financeira.

O Itaú não tem projetos com essa estrutura em outras praças onde atua, mas entende que a entrada de novos players nos diversos projetos de bike-sharing que temos no Brasil, em parceria com o poder público, contribuiria imensamente para a democratização da mobilidade urbana por bicicleta e o acesso da população a ela”,

Luciana Nicola, do Itaú

 

Ainda não há uma definição precisa sobre como e quando essa ampliação acontecerá no Bike PE, mas quem vive e planeja a ciclomobilidade aprova e vê na nova estratégia uma oportunidade não só de expandir o projeto, mas de levá-lo para a periferia e permitir uma maior integração com outros modais de transporte público, como terminais de ônibus e estações de metrô. O modelo, vale ressaltar, é novidade para Pernambuco e para a maior parte do País, mas já foi adotado em Fortaleza, no Ceará. Os cearenses, que têm avançado, realmente, na política de mobilidade – fizeram 217 km malha ciclável e 98 km de faixas exclusivas para ônibus desde 2013 – , já tem três projetos de bike share com cinco patrocinadores diferentes.

 

Fortaleza adotou o modelo de múltiplos parceiros para viabilizar os projetos de bike-sharing. Fotos: Prefeitura de Fortaleza/Divulgação

Fortaleza tem hoje o Bicicletar, o Mini Bicicletar e o Bicicleta Integrada. O Bicicletar é a versão local do Bike PE, que é patrocinado pela Unimed Fortaleza e tem a mesma dimensão do projeto pernambucano, com 80 estações. Com a diferença de que o bike share cearense é hoje o sistema, proporcionalmente falando, mais utilizado do País. São 6,1 viagens por bicicleta por dia. Supera os mega sistemas do Rio de Janeiro e de São Paulo. Assim como o Bicicletar, o Mini Bicicletar tem o patrocínio da Unimed Fortaleza e é voltado para o público infantil. Já o Bicicleta Integrada, novo sistema de compartilhamento de bicicletas públicas gratuito, de cunho social e totalmente integrado com o transporte público, tem quatro patrocinadores diferentes, um deles, inclusive, co-patrocinador.

Desde o início do Bicicletar, o nosso primeiro bike-sharing, que pensamos na possibilidade não só de múltiplos patrocinadores, mas também do co-patrocínio. E amarramos essas condições nos editais de licitação. Os sistemas têm a mesma tecnologia, que é a pernambucana Serttel, mas os patrocínios são diferentes. É uma estratégia que permite expandir o serviço, principalmente, para a periferia, reforçando o caráter de transporte”,

Gustavo Pinheiro, de Fortaleza

 

Todos são empresas locais da cidade: O Supermercados Extra patrocina três estações, a Indaiá e a Unifor (Universidade de Fortaleza) assumiram uma estação, e o grupo de construção Marquise, patrocinou outra. O Bicicleta Integrada tem mega-estações de 50 bicicletas cada uma, em oito terminais integrados de ônibus da cidade. O uso é gratuito e o ciclista pode permanecer com a bike por até 14 horas, levando-a para casa e devolvendo no outro dia, por exemplo. E não precisa de cartão de crédito para fazer o cadastro. O processo é feito fisicamente nos terminais de ônibus onde estão as estações e a única exigência, além de documentos e comprovante de residência, é possuir o bilhete único, o cartão do sistema de transporte da cidade.

No Bicicleta Integrada, são quatro patrocinadores diferentes, incluindo um co-patrocínio

Gustavo Pinheiro, do Plano de Ações Imediatas de Trânsito e Transporte (PAITT) do governo municipal e um dos coordenadores dessa mudança da mobilidade na cidade, diz que se não fosse a possibilidade de múltiplos patrocinadores não teria criado o Bicicleta Integrada, por exemplo. Isso porque a Unimed Fortaleza, o principal patrocinador, já não tem interesse em expandir o projeto além do que já foi feito. “Desde o início do Bicicletar, o nosso primeiro bike-sharing, que pensamos na possibilidade não só de múltiplos patrocinadores, mas também do co-patrocínio. E amarramos essas condições nos editais de licitação. Os sistemas têm a mesma tecnologia, que é a pernambucana Serttel, mas os patrocínios são diferentes. É uma estratégia que permite expandir o serviço, principalmente, para a periferia, reforçando o caráter de transporte”, explica.

Para a Ameciclo, a Associação Metropolitana de Ciclistas do Grande Recife, a ideia de múltiplos patrocinadores é interessante porque permite desonerar os cofres públicos, abrindo caminho para que os governos possam investir os recursos na malha cicloviária da Região Metropolitana. Mas pondera que novos patrocinadores não vão atrair mais usuários para o Bike PE. Quem terá esse papel é o investimento em infraestrutura para as bicicletas. Confira a nota oficial da entidade:

“A Ameciclo acredita que o sistema de bicicletas compartilhadas, Bike PE, deva ser ampliado, compreendendo o maior número de bairros e municípios da Região Metropolitana do Recife, não apenas as regiões centrais, mas também as periféricas. A interligação das estações com a malha cicloviária sugerida pelo Plano Diretor Cicloviário (PDC), lançado em fevereiro de 2014 e tendo todos os 14 municípios da RMR como signatários, é de suma importância para um bom aproveitamento do sistema pela população. Desta forma, a Ameciclo comemora a capacidade de articulação política de unir mais parceiros e patrocinadores ao sistema, uma vez que a desoneração dos cofres públicos com o sistema de bicicletas compartilhadas abre uma boa oportunidade no orçamento para a implantação sistemática de infraestrutura cicloviária. Bons exemplos de sistemas de bicicletas compartilhadas sempre trazem junto consigo o crescimento da malha, e esperamos sinceramente que o Governo do Estado e prefeituras signatárias do PDC, aprendam com os exemplos que deram certo. Um maior número de patrocinadores não vai aumentar o uso das bicicletas, isso é papel do investimento em mais infraestrutura cicloviária”.

Luciana Nicola, superintendente de Relações Governamentais e Institucionais do Itaú Unibanco, confirma que há a intenção de adotar o modelo de múltiplos parceiros, mas que ainda não há nenhum tipo de definição. E que a adoção da estratégia depende do governo de Pernambuco. Por nota, afirmou que chegou a conversar com o governo do Estado sobre os ganhos que a Região Metropolitana do Recife teria ao adotar o modelo e que a decisão depende da Secretaria de Turismo de Pernambuco. “O Itaú não tem projetos com essa estrutura em outras praças onde atua, mas entende que a entrada de novos players nos diversos projetos de bike-sharing que temos no Brasil, em parceria com o poder público, contribuiria imensamente para a democratização da mobilidade urbana por bicicleta e o acesso da população a ela”, afirma Nicola.

De Olho no Trânsito – JC


Shopping Patteo Olinda tem inauguração prevista para abril de 2018

Patteo Olinda

Em fase de finalização, com mais de 90% das obras concluídas, o Shopping Patteo Olinda tem inauguração prevista para abril de 2018, reunindo mais de 380 operações e aliando comodidade de serviços a um projeto arquitetônico arrojado, com expectativa de receber 1,4 milhão de pessoas mensalmente e gerar pelo menos cinco mil empregos diretos na Região Metropolitana do Recife.